conecte-se conosco


Nacional

Rachadinha: mulher de Queiroz ajudou a desviar R$ 1,1 milhão da Alerj, diz MP

Publicado


source
queiroz e esposa
Reprodução

Esposa de Queiroz, Márcia Aguiar ajudou a desviar R$ 1,1 milhão do gabinete de Flávio Bolsonaro, segundo o MP

Márcia Aguiar, esposa do ex-assessor Fabrício Queiroz, ajudou a desviar R$ 1,1 milhão da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), por meio do  esquema de rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro e hoje senador, aponta o Ministério Público do Rio de Janeiro em denúncia apresentada à Justiça. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

A Promotoria estima que, do total de R$ 1,1 milhão, a esposa de Queiroz tenha usado R$ 868 mil para abastecer a suposta organização criminosa liderada por Flávio Bolsonaro, no esquema das rachadinhas.

Alvo de prisão preventiva em julho, Márcia Aguiar não foi encontrada pela polícia e ficou 22 dias foragida. Enquanto o marido foi achado em Atibaia, sua esposa só reapareceu após liminar do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, garantir que ela cumpriria prisão domiciliar ao lado do marido, em apartamento de luxo no Rio de Janeiro, na zona oeste da cidade.

A investigação também já descobriu seis cheques depositados das contas de Márcia em favor da primeira-dama Michelle Bolsonaro . As transações, ocorridas em 2011, somam R$ 17 mil. A denúncia oferecida contra a esposa de Queiroz, no entanto, não cita esses repasses à Michelle.

O MP inclui Márcia no “núcleo executivo” do esquema de rachadinhas, que é composto por funcionários “fantasmas” do gabinete de Flávio Bolsonaro , que recebiam salário sem bater ponto na Assembleia do Rio, ou seja, sem trabalhar. Esse “núcleo executivo” teria desviado R$ 6,1 milhões da Alerj, sendo que R$ 2,079 milhões foram repassados diretamente a Queiroz, segundo a investigação.

De acordo com a Promotoria, o dinheiro foi desviado em 268 pagamentos feitos pela Assembleia divididos entre os 127 meses que a esposa de Queiroz atuou como “assessora fantasma” de Flávio Bolsonaro, entre abril de 2007 a dezembro de 2017. O MP diz que, assim que Márcia recebia o salário, repassava a maior parte ao seu marido.

“O cruzamento de dados entre os débitos na conta de Márcia Aguiar e os créditos na conta de Fabrício Queiroz possibilitou identificar ao menos 63 operações em que os valores sacados pela ‘assessora fantasma’ foram acolhidos na conta do operador da organização criminosa”, disse o MP.

A defesa de Flávio Bolsonaro diz que a acusação é uma “crônica macabra e mal engendrada influenciada por grupos que têm claros interesses políticos”. O advogado de Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta, afirma que fará “impugnação das provas acusatórias e produção de contraprovas que demonstrarão a improcedência das acusações e, logo, a sua inocência”.

Encontro entre desembargador do caso e Jair Bolsonaro

Nesta sexta-feira (20), o pai de Flávio, presidente Jair Bolsonaro, se reuniu com Bernardo Moreira Garcez Neto, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e desembargador do caso das rachadinhas, e eles conversaram por cerca de duas horas no Palácio do Planalto.

Integrante do Órgão Especial do TJ-RJ, o desembargador fará parte da decisão de aceitar ou não a denúncia contra Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas. Após encontro com o presidente da República, Garcez Neto não atendeu à imprensa e chegou a se esconder atrás de uma pilastra para não ser abordado pelos jornalistas presentes.

“Não foram tratados assuntos relacionados a processos judiciais” no encontro, de acordo com o TJ. A versão do desembargador é que ele e o presidente falaram sobre “registros de propriedades” por duas horas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Senador Irajá nega acusação de estupro e alega “total e plena inocência”

Publicado


source
Senador Irajá (PSD-TO)
Senado Federal

Senador Irajá (PSD-TO)

O senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO), filho da senadora Kátia Abreu (PP-TO), alega “total e plena inocência” e diz estar à disposição das autoridades, após ser acusado de estupro por uma modelo de 22 anos, em São Paulo . As informações são do UOL .

O caso foi registrado na madrugada de hoje no 14º DP (Distrito Policial), em Pinheiros, e agora é investigado pela Polícia Civil. Segundo o portal, em resposta à acusação, o senador afirmou que lamenta “ter sido envolvido nesse enredo calunioso e difamatório que busca manchar o meu nome em função da visibilidade momentânea da função que ocupo”.

De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, os amigos da jovem ligaram para o 190 e relataram que ela conheceu o senador durante um almoço em um restaurante no Jóquei Clube e, mais tarde, foram para uma casa de show, onde consumiram álcool. Durante a noite, a jovem perdeu a consciência e acordou em um flat. Segundo seus amigos, a vítima acordou durante o ato sexual forçado.

Na nota enviada ao UOL, o senador não cita a palavra ” estupro ” em nenhum momento, e afirma não ter cometido “ilícito algum”, chamando o caso de farsa, além de se referir a ele como “episódio infame, maldoso e traiçoeiro”.

Irajá informou que compareceu de forma espontânea à delegacia responsável pela investigação e pediu para ser submetido, também de forma voluntária, a um exame de corpo de delito e toxicológico para “desmistificar o quanto aleivosamente alegado”.

Leia, a seguir, a defesa do senador na íntegra:

“Foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio infame, maldoso e traiçoeiro envolvendo a minha vida e minha dignidade.

Eu sempre pautei minha vida profissional, pública e pessoal pela ética, respeito e retidão, sendo inimaginável ser acusado de algo dessa natureza.

O fato é que, como principal interessado na revelação ampla e total de toda essa farsa, solicitei que meu advogado, Daniel Bialski, reforçasse às autoridades responsáveis pela investigação do caso que requisitassem a realização de exame de corpo delito na acusadora para comprovar a verdade.

Ressalto que compareci espontaneamente à delegacia responsável pela apuração dos fatos e pedi para ser submetido, voluntariamente, a exame de corpo de delito e toxicológico, tudo para desmistificar o quanto aleivosamente alegado.

As filmagens, demais provas e testemunhas hão de repor a verdade no seu devido lugar e vir a declarar minha total e plena inocência.

Confio na polícia e na Justiça e sei que ficará provado que jamais houve nada que possa tangenciar qualquer comportamento inapropriado de minha parte.

Lamento muito ter sido envolvido nesse enredo calunioso e difamatório que busca manchar o meu nome em função da visibilidade momentânea da função que ocupo.

Reitero que aguardarei a conclusão das investigações antes de fazer qualquer nova manifestação. Não pretendo ser atirado para essa arena sórdida. A verdade aparecerá e eu a aguardarei com serenidade.

Declaro e reitero que não cometi ilícito algum e estou à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários

Senador Irajá”

Continue lendo

Nacional

Turista cai do 7º andar de hotel em Salvador e morre

Publicado


source
hotel
Reprodução

Ondina Apart Hotel, em Salvador.


Um turista morreu na cidade de Ondina, na Bahia, na noite do último domingo (22), após cair do 7º andar do Ondina Apart Hotel, no bairro Ondina, em Salvador. A vítima é o carioca Marcos Pereira da Silva, de 37 anos.


Marcos chegou a receber os primeiros socorros pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas morreu assim que chegou na unidade.

A 7ª Delegacia Territorial de Salvador investiga o caso, mas ainda não há informações sobre o que teria causado a morte . A queda foi tratada inicialmente como acidental. O O corpo de Marcos foi levado para o Institulo Médico Legal Nina Rodrigues para ser periciado, logo após deve seguir para o Rio de Janeiro para o velório.


Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana