conecte-se conosco


Mato Grosso

“Queremos trabalhar e desenvolvimento econômico”, pedem Enawene Nawe

Publicado

Os índios da etnia Enawene Nawe, da Aldeia Halataikwa, pediram ao governador Mauro Mendes que os ajude a desenvolver a atividade econômica dentro das terras indígenas deles. O pedido foi feito durante visita do governador e da primeira-dama Virgínia Mendes à aldeia, nesta terça-feira (10.09). Esta foi a primeira vez que o chefe do Poder Executivo de Mato Grosso vai até a aldeia.

“Nós queremos agropecuária na terra indígena Enawene Nawe. Queremos oportunidade de trabalhar, o desenvolvimento econômico e a lavoura mecanizada, para sobrevivência e também comercializar”, pleitearam durante a reunião com o governador.

O pedido consta em um documento assinado por todos os caciques, que foi entregue a Mauro Mendes. Outro pedido da etnia foi para que na aldeia também seja desenvolvida a piscicultura e a apicultura. “Nós queremos trabalhar. Precisamos”, declarou o indígena Alami Enawene.

Aos indígenas, o governador destacou que irá ajudar no que for possível para atender aos pleitos, tanto no que compete ao Estado, como na interlocução com Brasília. 

“Essa aldeia quer trabalhar, quer melhorar a situação das famílias que aqui vivem. O mais importante é que é um desejo deles, não é uma imposição”, ressaltou.

Durante a visita, Mauro Mendes confirmou que será entregue uma patrulha mecanizada para ajudar o cultivo de uma lavoura já existente na aldeia, que serve para a subsistência das quase mil pessoas que ali vivem.

Leia Também:  Idosos recebem orientação para redobrar cuidados no trânsito com o envelhecimento

A aldeia Halataikwa é uma das maiores do Estado e uma das mais isoladas. Os índios ainda preservam todas as tradições. Somente os mais novos, que já freqüentam a escola, dentro da própria aldeia, é que conseguem falar o português.

Pedidos

Entre os pedidos feitos ao governador está a melhoria nas estradas que dão acesso à aldeia. Segundo Mauro Mendes, uma parceria entre o Estado e as prefeituras irá viabilizar a melhoria dessas estradas. 

Também foi requerida a construção do prédio da escola estadual, pois a estrutura atual que atende os índios é muito precária. As aulas são ministradas sob uma cobertura de palha, com quatro salas improvisadas. 

A demanda por uma sala nova da etnia é antiga. O governador confirmou que irá firmar, ainda neste ano, um convênio com a prefeitura de Comodoro para a construção da unidade escolar. A obra deverá ter início já no próximo ano.

“A unidade terá cinco salas de aula, espaço administrativo, banheiros e toda a estrutura física de uma unidade escolar. Será investido mais de R$ 1 milhão nessa nova estrutura. Eles precisam e merecem isso. É um anseio de um povo que quer manter suas tradições, mas, acima de tudo, quer adquirir conhecimento para preservar suas raízes e garantir a sobrevivência”, destacou Mauro Mendes, acrescentando que outro pedido feito pelos indígenas foi relacionado a garantir o acesso à internet.

Leia Também:  Mato Grosso emprega 608 reeducandos em contratos com órgãos públicos e empresas

“Eles também querem se conectar, participar do mundo. Vamos requerer isso junto ao Governo Federal”, explicou.

Ação Social

A visita a aldeia faz parte do projeto “Ser Cidadão Indígena”, idealizado pela primeira-dama Virgínia Mendes e organizado pela secretária de Assistência Social, Rosamaria de Carvalho, junto com diversos parceiros. 

O Governo disponibilizou toda a estrutura do Estado e também firmou parcerias para a emissão de documentos como CPF, carteira de trabalho, carteira de identidade, título de eleitor e certidão de nascimento.

Durante a visita, a primeira-dama entregou 480 kits escolares às crianças da etnia em idade escolar e outros 480 brinquedos para os mais novos. Os materiais foram doados pela Papelaria Milênio. Ela também recebeu demandas das mulheres indígenas como a doação de 800 unidades de linhas para construir saias. Vírginia Mendes também participou de alguns rituais da aldeia.

A infraestrutura para a ação foi montada com participação do Governo, por meio das Secretarias de Assistência Social e Cidadania, Saúde e Casa Civil, e várias instituições como a Funai, as prefeituras de Brasnorte, Juína, Comodoro, a Defesa Civil, Polícia Militar, Politec, Receita Federal , Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Ministério Público Federal, Projeto Justiça Comunitária, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Empaer, Distrito Sanitário Especial Indígena e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Palestra incentiva a reflexão de servidores sobre a saúde mental

Publicado

Falar sobre saúde mental e incentivar a reflexão sobre o tema são o foco da palestra que a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica (SAAS), promoverá nesta quarta-feira (29), no auditório Clóves Vettorato, às 14h30.   

O evento será ministrado pelo psicólogo Douglas Amorim, e tem como público-alvo servidores do Mato Grosso Saúde, da Casa Civil, da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e da Seplag. As vagas são limitadas. Para participar basta se inscrever aqui.

De acordo com a secretária adjunta de Administração Sistêmica, Eliane Albuquerque, a palestra “Janeiro Branco – Reflexão sobre promoção da saúde mental e bem-estar” é um convite aos servidores para a reflexão sobre a vida, seus propósitos, emoções e comportamentos. Segundo ela, a escolha do mês para essa abordagem é estratégica, pois o começo do ano costuma ser um período de muita reflexão.

Inspirado no Outubro Rosa, o Janeiro Branco surgiu em 2014 e foi idealizado por psicólogos de Uberlândia, Minas Gerais. O objetivo da campanha é conscientizar sobre a importância da promoção e proteção à saúde mental.

Leia Também:  Núcleo de Desaparecidos localiza 816 pessoas durante 2019

A Seplag, órgão central de gestão de pessoas, promove internamente a campanha Janeiro Branco e ações como palestra, caminhada no Parque das Águas e publicações com o tema estão programadas. Desde o início do mês estão sendo enviadas para o servidor da Seplag publicações para auxiliá-lo no zelo à saúde mental no ambiente de trabalho e demais áreas da vida.

Para esta semana (30) também está programada uma caminhada no Parque das Águas. Todos os servidores públicos, bem como seus familiares e amigos estão convidados. Para participar da caminhada não é necessária a inscrição. A atividade está prevista para iniciar às 17h30.

Outras informações pelo telefone (65) 99222-4568 – Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho da Seplag.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Após reforma, Hospital Metropolitano retoma cirurgias de alta complexidade

Publicado

Após passar por obras de readequação e modernização em sua estrutura, o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, retoma as atividades de forma parcial, com a realização de cirurgias bariátricas, nesta segunda-feira (27.01). Para realizar os serviços de recuperação predial na unidade referência em cirurgia da obesidade, o Governo de Mato Grosso investiu cerca de R$ 1 milhão.   

Durante o período de obras, o hospital manteve atendimentos ambulatoriais, mas agora retoma a capacidade de procedimentos cirúrgicos e deverá, em 30 dias, realizar um esforço concentrado nas seguintes especialidades: Cirurgia Bariátrica; Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica (CPRE) e Cirurgia Geral.

Apesar da reabertura dos serviços, outras etapas da obra de modernização continuarão sendo executadas na unidade de saúde.

De acordo com a direção da unidade, atualmente 90 pacientes, que correspondem à lista dos meses de novembro, dezembro de 2019 e janeiro deste ano, estão aguardando para realizar a cirurgia bariátrica.

Esse quantitativo foi gerado devido ao tempo em que o centro cirúrgico do hospital passou por readequações. O Hospital realiza até 30 cirurgias bariátricas mensais.

Leia Também:  Capacitações abordam instruções de policiamento na fronteira

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, visitou o hospital na manhã de domingo (26.01) para conferir o andamento da realização dos serviços de reforma.

“Essa ação é parte do programa de modernização da infraestrutura da rede hospitalar do Governo do Estado. Estamos fazendo uma grande transformação no Hospital Regional Metropolitano, unidade que atende às demandas de todo o Estado, sobretudo da baixada cuiabana”, disse o secretário.

As readequações abrangeram os espaços internos da recepção, setor administrativo, pronto-atendimento, ambulatório, centro cirúrgico, UTI, CME e enfermarias. As obras foram realizadas conforme normas vigentes do Ministério da Saúde e apontamentos de inspeções realizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fim de habilitar o hospital como referência na realização de cirurgia bariátrica.

Serviço

O Hospital Metropolitano é credenciado pelo Ministério da Saúde para prestação do serviços de atendimento à pessoa com obesidade e atende aos 141 municípios em Mato Grosso. A unidade fica localizada na rua Dom Orlando Chaves, S/N – Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

Leia Também:  MT Ciências inicia novo formato com parceria dos municípios

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana