conecte-se conosco


Internacional

Quem era professor decapitado na França e o que se sabe sobre o crime até agora

Publicado


source
memorial com cartazes, velas e flores para o professor samuel paty
BERTRAND GUAY / AFP

Memorial feito para Samuel Paty, professor decapitado na França após aula sobre liberdade de expressão


Na última sexta-feira (16), um professor que trabalhava na escola Conflans Saint-Honorine, na cidade de Eragny, que fica a 50 km de Paris, foi decapitado . Este sábado (17), a  polícia já prendeu suspeitos de envolvimento no crime — entre eles familiares do agressor, que foi alvejado pela polícia, e pais de outros alunos.


Os detalhes passaram a ser divulgados no decorrer deste sábado (17). O crime ganhou repercussão e chocou a França e alunos do professor. O presidente francês, Emmanuel Macron , foi ao local da ocorrência e o Palácio do Eliseu anunciou a realização de uma homenagem nacional ao professor nos próximos dias.

Além disso, alunos, pais e professores criaram um memorial para o professor em frente à escola, onde depositam cartazes de agradecimento e flores.

A vítima era Samuel Paty, tinha 47 anos e deixou a esposa e filhos. Ele foi encontrado morto com várias facadas no pescoço após deixar a escola ontem, por volta das 17h.

O que motivou o crime foi ter mostrado uma charge feita pelo jornal Charlie Hebdo, que foi alvo de um grande massacre em 2015 , sobre o profeta Maomé. A razão para isso era ensinar aos alunos, com faixa etária de 13 anos, sobre liberdade de expressão .

Antes de apresentar as ilustrações para a turma, relatos apontam que Paty perguntou a estudantes islâmicos se gostariam de se retirar da sala para evitar constrangimentos. Alguns aceitaram, enquanto outros permaneceram em classe.

A recepção por parte de alunos e pais foi mista. Enquanto as crianças passaram a comentar e debater sobre a aula durante o intervalo, alguns pais chegaram a chamar Paty de “bandido” em um vídeo nas rede sociais e encaminharam comunicados à associação de pais e alunos.

Para a agência AFP, uma aluna de 13 anos afirmou que o professor passou os outros dias “desconfortável” porque muitos alunos afirmaram que Paty era racista e “islamofóbico”.

Por outro lado, alunos relatam que o professor era lembrado como um homem gentil que promovia debates e conversas sobre diversos assuntos. “Ele se envolvia nas aulas, queria realmente nos ensinar as coisas”, disse um ex-aluno de 16 anos.

No Twitter, um colega de Paty afirmou que estava destruído. “Citarei o teu nome e o teu exemplo, camarada, a todos que quererão ainda exercer essa linda profissão”, escreveu o amigo.

Quem cometeu o atentado foi um jovem de 18 anos que estava na França há 12 anos como refugiado. Abdoullakh Aboyezidvitch A. Ele era da Chechênia e não possuía antecedentes criminais. Segundo o jornal Le Monde, os pais, o irmão mais novo e o avô dele também foram detidos por possível ligação com o crime.

Autoridades afirmam que o corpo de Paty foi encontrado ao lado de um homem que estava muito agitado. Ele fugiu até os limites da cidade de Eragny, onde foi abordado por policiais. Ele abandonou a faca usada no crime ao lado do corpo do professor.

Abdoullakh ameaçou as autoridades com uma arma similar à de fogo e os policiais atiraram. O autor do crime faleceu no local onde levou o tiro. A polícia investiga o caso e o trata como um atentado terrorista ligado ao extremismo islâmico.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Espanha decreta novo estado de emergência em luta contra covid-19

Publicado


O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou um novo estado de emergência neste domingo (25) em um esforço para conter o aumento nas infecções pelo novo  coronavírus, impondo toques de recolher noturnos e proibindo as viagens entre as regiões do país em alguns casos.

“Estamos vivendo em uma situação extrema, é a mais grave na última metade de século”, disse ele em entrevista coletiva após uma reunião de gabinete.

A medida entra em vigor na noite deste domingo e exigirá que todas as regiões, exceto as Ilhas Canárias, imponham um toque de recolher noturno.

O estado de emergência precisará ser aprovado pelo Parlamento para durar além de um prazo de 15 dias.

Um número crescente de regiões do país tem pedido que o governo implemente a medida.

A Espanha impôs um dos lockdowns mais severos no início da pandemia e depois relaxou as medidas ao longo do verão no Hemisfério Norte.

Mas como em muitos outros países da Europa, a Espanha tem vivido uma segunda onda nas últimas semanas e agora tem os maiores números de infecções da Europa Ocidental. O total de casos subiu para 1.046.132 na sexta-feira (23), enquanto o número de mortos se aproxima de 35 mil.

Continue lendo

Internacional

Itália determina que bares fechem cedo contra nova onda de covid-19

Publicado


A Itália ordenou neste domingo que bares e restaurantes encerrem atividades às 18h e que academias públicas, cinemas e piscinas devem fechar as portas de forma a tentar conter o rápido ressurgimento do coronavírus no país, que elevou as taxas diárias de infecção a novos recordes.

O primeiro-ministro Giuseppe Conte disse que as medidas visam a proteger a saúde pública e a economia e devem ser eficazes para que a curva ascendente da epidemia seja controlada nas próximas semanas.

“Achamos que sofreremos um pouco este mês, mas ao cerrar os dentes com essas restrições, poderemos respirar novamente em dezembro”, disse ele em entrevista coletiva.

A Itália, que já foi o país mais atingido pela pandemia na Europa, foi ultrapassada por outros no continente, incluindo Espanha, França e Grã-Bretanha, mas as taxas de infecção estão se recuperando rapidamente e os serviços de saúde estão sob pressão crescente.

Ressaltando a propagação da doença, os principais porta-vozes de Conte e do presidente Sergio Mattarella informaram que os dois líderes testaram positivo para o vírus. O porta-voz de Conte, Rocco Casalino, disse em comunicado que viu Conte pela última vez na terça-feira, ocasião em que eles usaram máscaras e mantiveram o distanciamento social.

As novas medidas, que entram em vigor na segunda-feira, foram acordadas com as autoridades regionais do país.

Edição: Maria Claudia

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana