conecte-se conosco


Policial

Casal sofre extorsão e vive momentos de terror a mando de agiota em Cuiabá

Publicado

Suspeitos estavam tomando carro e até casa das vítimas para pagarem dívida

A Polícia Civil, em ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), prendeu quatro pessoas envolvidas em crime de extorsão qualificada praticada contra um casal, na tarde de quinta-feira (10), em Cuiabá. No crime praticado a mando de um agiota, as vítimas tiveram a liberdade cerceada pelos criminosos, sendo submetidas a horas de ameaças e violência moral.

As investigações iniciaram após o irmão da vítima procurar a equipe da GCCO relatando que o seu irmão e sua cunhada foram abordados em casa pelo agiota e sua esposa na companhia de outros quatro homens armados que teriam ido até o local para cobrar uma dívida.

Na residência do casal, no bairro Santa Cruz II em Cuiabá, os suspeitos passaram a fazer diversas ameaças de violência física, além de realizar buscas por dinheiro, joias e a avaliação de bens que poderiam quitar a dívida, como duas motocicletas e um veículo da família.

Segundo a delegada da GCCO, Juliana Chiquito Palhares, o agiota e sua esposa estavam na casa acompanhando a ação dos suspeitos e a avaliação dos objetos que era feita por um gerente do grupo. “Na avaliação realizada pelos envolvidos, uma veículo com valor de mercado aproximado R$ 36 mil era  avaliado por R$ 15 mil, objetivando o pagamento total do crédito tomado pelas vítimas com o agiota”, disse.

Durante a ação criminosa, as vítimas foram constrangidas a deixarem a própria casa sendo levados pelos suspeitos para um apartamento desocupado, na região do bairro Santa Rosa, que seria de propriedade do agiota. No local, as vítimas sofreram grave violência moral, sendo ameaçadas de violência física não só contra eles, mas também contra as filhas e familiares, sob a alegação de que de alguma forma eles teriam que quitar a dívida.

Enquanto a ocorrência era registrada na GCCO, a vítima entrou em contato com irmão pedindo que ele buscasse a chave de uma residência do pai deles e o encontrasse no bairro Cidade Verde, pois ele também entregaria o imóvel como forma de quitar a dívida com os criminosos.

Neste momento a equipe da GCCO encontrou a oportunidade para averiguar a situação, indo ao encontro dos suspeitos e das vítimas, sendo inteiramente confirmada a violência sofrida pelo casal que estava extremamente abalado com os momentos de terror vividos nas últimas horas.

Diante da situação, os quatro suspeitos que estavam com o casal no momento foram detidos e encaminhados à GCCO, onde depois de interrogados pela delegada Juliana Palhares, foram autuados em flagrante pelo crime de extorsão qualificada pela restrição de liberdade das vítimas, sendo posteriormente encaminhados para Cadeia Pública de Várzea Grande.

Três dos suspeitos possuem passagens criminais anteriores, sendo um deles portador de tornozeleira eletrônica, estando o dispositivo desligado no momento da abordagem. “O suspeito monitorado por tornozeleira foi apontado pelas vítimas como o mais violento e o que seria o responsável por praticar a violência física ameaçada pelos suspeitos”, disse a delegada.

O agiota e sua esposa não foram localizados, mas foram identificados pela equipe da GCCO que continuam com as investigações para esclarecimento do crime.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Mulher é presa em flagrante pela Polícia Civil com munições 9mm e mais de R$ 4 mil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Uma mulher de 21 anos foi presa em flagrante na tarde desta quarta-feira (16), em Rondonópolis, com 100 munições de calibre 9 milímetros. Com a suspeita, os policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos também apreenderam R$ 4,2 mil.

O material foi localizado em uma quitinete, na Avenida Ponce de Arruda, na área central de Rondonópolis. Os investigadores chegaram ao endereço durante apuração sobre movimentação suspeita no local, de que a mulher estaria a serviço de uma facção criminosa.

Ao abordá-la nesta quarta-feira, os policiais encontraram dentro da quitinete as munições e o dinheiro, em notas graúdas.

A suspeita informou que receberia mensalmente uma quantia para guardar o dinheiro para outras pessoas. Na casa também foram localizadas anotações sobre movimentação de valores da facção.

A mulher foi conduzida à sede da Derf e autuada em flagrante pelo crime de posse ilegal de munição.A investigação da DERF prossegue para identificar a origem da munição e outros possíveis envolvidos.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende suspeitos em chácara utilizada para armazenamento de drogas em Várzea Grande

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Duas pessoas flagradas em uma chácara utilizada para armazenamento de drogas foram presas em flagrante pela Polícia Civil, durante investigações da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), realizadas na zona rural de Várzea Grande.

Na ação, foram apreendidos aproximadamente três quilos de entorpecentes, mais de R$ 2,3 mil, além de cadernos com anotações do tráfico. Os suspeitos de 38 e 22 anos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Após o cumprimento de um mandado de prisão contra um foragido de Tangará da Serra, os policiais da DRE receberam denúncias sobre uma chácara localizada no loteamento São José da Vista Alegre, em Várzea Grande que seria utilizada por integrantes de uma associação criminosa para guarda de entorpecentes.

Com base nas informações, a equipe de investigadores foi até o local e logo que chegaram flagraram um dos suspeitos, monitorado por tornozeleira eletrônica, em posse de uma porção de maconha.

Questionado, o suspeito negou que tivesse outras porções de entorpecentes na casa, porém logo os policiais visualizaram o segundo suspeito dormindo e três tabletes grandes de maconha na cabeceira da cama.

Durante as buscas, também foi localizado R$ 2.360 em dinheiro e dois cadernos com anotações referentes ao tráfico de drogas. Na chácara, também foram localizadas duas crianças filhas de um dos suspeitos, que posteriormente foram entregues para a mãe.

Diante dos fatos, os suspeitos foram conduzidos à DRE onde após serem interrogados foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana