conecte-se conosco


Turismo

Quanto tempo você precisa para conhecer todas as atrações dos parques da Disney?

Publicado

Os  parques da Disney são tantos que parece impossível ir a todos de uma vez só – principalmente se você não tiver os FastPasses, que permitem “furar a fila”. Mas este não foi o caso para Shane Lindsay, de 45 anos, e Kristina Hawkins, de 31. Em 18 horas, eles conseguiram ir em todos as 46 atrações do Walt Disney World.

Selfie de Shane e Kristina dentro da atração Small World, no Magic Kingdom
Reprodução/Twitter/Parkeology Shane

Fazer a ronda por todos os parques da Disney em menos de um dia é possível, mesmo sem o ingresso para “furar fila”

Em outra ocasião, segundo o tabloide britânico The Sun , eles haviam completado o roteiro pelos parques da Disney (Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom) em 17 horas, mas na ocasião eles usaram o FastPass.

Contudo, a razão para embarcar nesta jornada não foi aleatória. Shane e Kristina estavam realizando o Parkeology Challenge – desafio que Shane ajudou a criar -, no qual os turistas devem se dispor a ir em todos os passeios dos parques temáticos  da Disney dentro do prazo de 24 horas.

Leia Também:  Ainda dá pra viajar! Confira 5 destinos sul-americanos baratos para as férias

Segundo o  The Sun , a árdua tarefa de visitar as atrações sem os ingressos Disney que permitem “furar a fila” durou das 8 horas da manhã até as 2 horas da madrugada do dia seguinte, quando os parques temáticos já estavam fechando suas portas.

Em seu Twitter, o co-criador do Parkeology Challenge postou fotos com Kristina registrando a ida deles a cada uma das 46 atrações que visitaram entre os dias 24 e 25 de abril.

Leia também: Castelo da Disney de “A Bela Adormecida” existe e visita custa cerca de R$ 54

Mais sobre o Parkeology Challenge

Arco de entrada dos parques da Disney em Orlando, Flórida
shutterstock

O desafio de ir em todos os parques temáticos da Disney em um dia tem várias regras, que constam em seu site oficial

No site oficial do Parkeology Challenge, é possível encontrar uma extensa lista de regras que delimitam a conduta dos turistas que quiserem completar o desafio. Nela também fica a relação completa das atrações que devem ser visitadas e daquelas que não contam para o cumprimento da tarefa.

Leia Também:  Vai fazer um cruzeiro? 5 dicas de boas práticas de planejamento para a viagem

Leia também: Vai viajar para a Disney em julho? Veja prós e contras e dicas para se planejar

Agora você tem um bom motivo para ir a todas as atrações dos parques da Disney em 24 horas. E, quem sabe, se você se organizar bem, seja possível até superar o tempo de Shane e Kristina.

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

2.066 cabines para 5.300 hóspedes: conheça o maior navio da MSC para a temporada

Publicado

source
Cruzeiro da MSC partindo em direção ao mar arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

MSC Seaview vem ao Brasil pela segunda vez

Com uma estrutura que prioriza a área externa do navio, o MSC Seaview partiu de Gênova, na Itália, para abrir sua temporada no Brasil pela segunda vez desde o seu lançamento. Sua estreia em terras brasileiras foi em novembro de 2018.

Leia mais: Brasil recebe cruzeiro com espetáculos do Cirque du Soleil a bordo em 2020

Os embarques do MSC Seaview no Brasil são todos feitos na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, para dois tipos de roteiros. Os menores, de 3 noites, tem como destino Búzios, no Rio de Janeiro e Balneário Camboriú, em Santa Catarina, nesta temporada. Nas rotas maiores pelo País, as viagens duram de 6 a 8 noites e têm a cidade de Salvador, na Bahia, como destino final, sempre passando pela cidade de Ilha Grande e variando em algumas de suas paradas.

Segundo Eduardo Mariani, gerente de marketing da MSC, o design do Seaview é feito para climas quentes , e difere dos outros navios por causa de todas as experiências que ele oferece do lado de fora da embarcação, enquanto os outros modelos priorizam uma experiência mais voltada para a parte interna. 

Além das tradicionais piscinas, o Seaview tem toboáguas que te projetam para fora do navio, tirolesa e ainda conta com uma área de 360º cheia de bares e restaurantes ao ar livre.

Leia Também:  Viagem nas galáxias: LATAM anuncia avião inspirado em personagem de Star Wars

Leia mais: De pista de kart a parque: as atrações mais inusitadas já vistas em um cruzeiro

O navio possui 2.066 cabines, que hospedam cerca de 5.300 hóspedes. As acomodações variam entre interna, externa com vista para o mar, cabine com varanda, cabine para famílias, suíte, grand suíte, suíte com hidromassagem e MSC Yatch Club, que conta com outros três tipos de quarto. 

Como forma de entretenimento , o Seaview oferece teatro, cinema, cassino, boutiques, pista de boliche em tamanho real, espaço exclusivos para crianças e mais. Outro diferencial do navio é a Ponte dos Suspiros, uma ponte com chão de vidro suspensa sobre uma das piscinas, o que te permite “caminhar sobre as águas”.

Ponte transparente do MSC Seaview arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

Ponte dos Suspiros, atração para os corajosos no MSC Seaview

Enorme e luxuoso , o Seaview parece mais inacessível do que ele de fato é. Um pacote de 7 noites, com saída em fevereiro de 2020 e com destino a Salvador, na Bahia, custa de R$ 4.601 por pessoa**, podendo parcelar em até 10 vezes sem juros. De acordo com o gerente de marketing da MSC, o objetivo da empresa é a “democratização do luxo”.

Leia Também:  Golpe: ponto turístico paradisíaco em Bali é resultado de truque

As tarifas variam de acordo com a demanda, a antecedência da compra e também com a época do ano. Mariani conta que pode sair mais barato um cruzeiro de 16 noites para a Europa do que um cruzeiro de 7 noites no Réveillon, que tem a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, como parada na noite do dia 31 de dezembro, permitindo ver a tão famosa queima de fogos carioca, mas com a vista do mar para a costa.

Porém, isso também pode variar. “Se vender 80% dos pacotes para o réveillon, a tarifa sobe. Mas se vender 95% dos pacotes para o começo de dezembro, o preço para o cruzeiro desta época vai ficar ainda maior”, diz Mariani.

Leia mais: Conheça as novidades da Ocean Cay, ilha paradisíaca da MSC Cruzeiros

Ainda de acordo com ele, quem vai uma vez, costuma voltar. “O índice de recompra é de 70%”, revela. A grande missão da empresa é atrair cada vez mais novos clientes, já que o retorno é bem comum.

A última partida do MSC Seaview nesta temporada será no dia 19/03/20 e tem como destino a cidade de Barcelona, na Espanha, chegando no dia 04/04/20, com paradas no Rio de Janeiro, na Bahia e em outras três cidades espanholas.

* A repórter viajou a convite da MSC

** O valor foi consultado no dia 06/12 e pode sofrer alterações

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

2.066 cabines para 5.300 hóspedes: conheça o maior navio da MSC para a temporada

Publicado

Cruzeiro da MSC partindo em direção ao mar arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

MSC Seaview vem ao Brasil pela segunda vez

Com uma estrutura que prioriza a área externa do navio, o MSC Seaview partiu de Gênova, na Itália, para abrir sua temporada no Brasil pela segunda vez desde o seu lançamento. Sua estreia em terras brasileiras foi em novembro de 2018.

Leia mais: Brasil recebe cruzeiro com espetáculos do Cirque du Soleil a bordo em 2020

Os embarques do MSC Seaview no Brasil são todos feitos na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, para dois tipos de roteiros. Os menores, de 3 noites, tem como destino Búzios, no Rio de Janeiro e Balneário Camboriú, em Santa Catarina, nesta temporada. Nas rotas maiores pelo País, as viagens duram de 6 a 8 noites e têm a cidade de Salvador, na Bahia, como destino final, sempre passando pela cidade de Ilha Grande e variando em algumas de suas paradas.

Segundo Eduardo Mariani, gerente de marketing da MSC, o design do Seaview é feito para climas quentes , e difere dos outros navios por causa de todas as experiências que ele oferece do lado de fora da embarcação, enquanto os outros modelos priorizam uma experiência mais voltada para a parte interna. 

Além das tradicionais piscinas, o Seaview tem toboáguas que te projetam para fora do navio, tirolesa e ainda conta com uma área de 360º cheia de bares e restaurantes ao ar livre.

Leia Também:  Golpe: ponto turístico paradisíaco em Bali é resultado de truque

Leia mais: De pista de kart a parque: as atrações mais inusitadas já vistas em um cruzeiro

O navio possui 2.066 cabines, que hospedam cerca de 5.300 hóspedes. As acomodações variam entre interna, externa com vista para o mar, cabine com varanda, cabine para famílias, suíte, grand suíte, suíte com hidromassagem e MSC Yatch Club, que conta com outros três tipos de quarto. 

Como forma de entretenimento , o Seaview oferece teatro, cinema, cassino, boutiques, pista de boliche em tamanho real, espaço exclusivos para crianças e mais. Outro diferencial do navio é a Ponte dos Suspiros, uma ponte com chão de vidro suspensa sobre uma das piscinas, o que te permite “caminhar sobre as águas”.

Ponte transparente do MSC Seaview arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

Ponte dos Suspiros, atração para os corajosos no MSC Seaview

Enorme e luxuoso , o Seaview parece mais inacessível do que ele de fato é. Um pacote de 7 noites, com saída em fevereiro de 2020 e com destino a Salvador, na Bahia, custa de R$ 4.601 por pessoa**, podendo parcelar em até 10 vezes sem juros. De acordo com o gerente de marketing da MSC, o objetivo da empresa é a “democratização do luxo”.

Leia Também:  Não é só carnaval! Veja o que fazer em Salvador em quatro dias de viagem

As tarifas variam de acordo com a demanda, a antecedência da compra e também com a época do ano. Mariani conta que pode sair mais barato um cruzeiro de 16 noites para a Europa do que um cruzeiro de 7 noites no Réveillon, que tem a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, como parada na noite do dia 31 de dezembro, permitindo ver a tão famosa queima de fogos carioca, mas com a vista do mar para a costa.

Porém, isso também pode variar. “Se vender 80% dos pacotes para o réveillon, a tarifa sobe. Mas se vender 95% dos pacotes para o começo de dezembro, o preço para o cruzeiro desta época vai ficar ainda maior”, diz Mariani.

Leia mais: Conheça as novidades da Ocean Cay, ilha paradisíaca da MSC Cruzeiros

Ainda de acordo com ele, quem vai uma vez, costuma voltar. “O índice de recompra é de 70%”, revela. A grande missão da empresa é atrair cada vez mais novos clientes, já que o retorno é bem comum.

A última partida do MSC Seaview nesta temporada será no dia 19/03/20 e tem como destino a cidade de Barcelona, na Espanha, chegando no dia 04/04/20, com paradas no Rio de Janeiro, na Bahia e em outras três cidades espanholas.

* A repórter viajou a convite da MSC

** O valor foi consultado no dia 06/12 e pode sofrer alterações

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana