conecte-se conosco


Nacional

PUC-Campinas é notificada pelo Ministério Público por caso de racismo

Publicado

source


Manifestação de alunos contra racismo na Puc Campinas arrow-options
Noemy Ariane

Manifestação contra racismo na Puc Campinas




Na última quarta-feira (18), a PUC-Campinas recebeu uma série de notificações feitas pelo Ministério Público de São Paulo sobre caso de racismo praticado contra a aluna Noemy Ariane Tomas, durante sarau literário que marcava a reabertura do Centro Acadêmico de Ciências Sociais na universidade .

Segundo Caio Madeira, músico e compositor presente no dia do evento, Noemy – que cursa o primeiro ano de Ciências Sociais – recitava o poema “Me gritaram Negra” quando um aluno do curso de direito começou a imitar um macaco em uma escada, ao lado do sarau. “O poema era justamente sobre se descobrir negra e as implicações sociais disso – de forma que ela estava constantemente bradando a palavra ‘ negra ’ com orgulho e força ”, disse o compositor.

Leia também: Por que o ‘blackface’ feito pelo premier canadense é uma forma de racismo

Caio afirmou que um grupo de estudantes presentes no sarau foi atrás do aluno, e alguns voltaram chorando por terem sido ofendidos

“Noemy pegou o microfone e disse que por mais que fosse incômodo para alguns, negros e negras continuariam a ocupar a universidade sim, e cada vez mais”.

Em depoimento ao iG Último Segundo , Noemy preferiu não comentar o caso e diz estar “aguardando a sindicância interna” da universidade .

A jornalista e autora do livro “A Negra Cor que resiste nas ruas Campineiras”, Geovanna Bispo, pensa que se a população negra não tomar voz , isso vai continuar acontecendo com evidência.

“A gente tem que parar de pensar que foi injúria racial. As pessoas confundem racismo com injúria racial. Isso é racismo ”, conclui a jornalista.

Leia também: Advogado processa Bolsonaro no STF por racismo após fala sobre o Nordeste

Ato de Solidariedade

Unicamp faz manifestação em prol de aluna que sofreu racismo na Puc Campinas arrow-options
Facebook/ Unicamp

Unicamp faz manifestação em prol de aluna que sofreu racismo na Puc Campinas


Diversos grupos, formados por estudantes da universidade, realizaram um ato pacífico na última segunda-feira (16) apoiando Noemy e exigindo punições para o estudante de direito, que não quis gravar entrevista. Além disso, inúmeras páginas do Facebook, como “Te vi na Puccamp”, “União de Jovens Comunistas da Puccamp (UJC)”, e de outras faculdades da região, como a Unicamp, se solidarizaram com a aluna ofendida e repudiaram o autor das ofensas.

A Universidade diz ter instaurado um processo de sindicância interna “para investigar as supostas ofensas racistas envolvendo os estudantes” e que “acompanha as investigações conduzidas pela Polícia Civil após o registro do Boletim de Ocorrência pela aluna”.

Leia também: Trump ataca famoso ativista negro dos EUA e volta a ser acusado de racismo

“É importante salientar o caráter retraído que a PUCCampinas tem tomado em casos como esse. As sindicâncias internas, que averiguam essas situações pouco surtem efeito, apenas provêem quando há interferência do Ministério Público , de reportagens da mídia e principalmente quando há uma pressão da massa estudantil ”, diz aluno. A fonte, que é membro do Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CCHSA) e militante da UJC, solicitou anonimato

arrow-options
Noemy Ariane

“Me gritaram negra e eu resisti”, diz cartaz


“É bom salientar também que o racismo é um problema sistêmico , o estado e grande parte dos capitalistas lucram toneladas em cima do sangue preto . A superação do racismo não vai se dar por grandes corporações promovendo falsos discursos de inclusão, mas sim, por uma luta anti- racista acoplada na luta anticapitalista”, concluiu.

Leia também: Bolsonaro é inocentado em acusação de racismo contra quilombolas

Racismo é crime

Discriminar as pessoas pela cor da pele é crime . A lei prevê que, se comprovado o ato de racismo , o indivíduo pode ser condenado de um a cinco anos de prisão.  A Lei de nº 7.716 surgiu há pouco mais de 30 anos e tenta combater crimes ligados ao racismo

Veja algumas imagens que circularam nas redes sociais, incluindo movimentos que iniciaram após o ato de racismo, como “Relatos Sobre Machismo”.

Imagem da manifestação circula em redes sociais arrow-options
Noemy Ariane

Imagem da manifestação circula em redes sociais













Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Incêndio atinge apartamento em Copacabana, no Rio de Janeiro

Publicado

source
Fogo saindo de janela de apartamento arrow-options
Reprodução

Incêndio atinge apartamento na Rua Barata Ribeiro, em Copacabana

Um incêndio atingiu um apartamento em Copacabana , na Zona Sul do Rio de Janeiro , na tarde deste domingo (16). O incidente foi na Rua Barata Ribeiro, número 737.

Os Bombeiros foram acionados por volta das 16h30. As chamas foram controladas e os agentes atuam no local no trabalho de rescaldo.
Não houve regisatro de nenhuma vítima.

A rua Barata Ribeiro chegou a ficar com bloqueios parciais próximo à rua Bolí­var, segundo informações da Prefeitura.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Três pessoas são baleadas em passagem de bloco na Berrini em São Paulo

Publicado

source
Multidão desfilando na rua arrow-options
Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo

Blocos de Carnaval tomaram conta de várias regiões da capital paulista

Pelo menos três pessoas foram baleadas neste domingo (16) durante a passagem de um bloco da Carnaval na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini , na Zona Sul de São Paulo . Os disparos ocorreram por volta das 17h30 na altura do número 900 quando o bloco Só Toca Track desfilava.

Segundo informações iniciais, agentes da polícia civil reagiram a um assalto e fizeram os disparos contra um homem, mas outras duas mulheres também ficaram feridas.

Leia também: Um homem morre e outro fica ferido durante desfile de bloco em Ramos

Uma das vítimas foi levada para a Santa Casa de Santo Amaro, outra para o Hospital do Campo Limpo, ambos na Zona Sul, e outra para o Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas, na Zona Oeste da cidade. O caso será encaminhado para o 27º Distrito Policial.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana