conecte-se conosco


Política Nacional

PT vai ao TSE e acusa Bolsonaro de impulsionamento digital irregular

Publicado

PT quer explicações do PL sobre o tema envolvendo a convenção de Bolsonaro
Reprodução

PT quer explicações do PL sobre o tema envolvendo a convenção de Bolsonaro


O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou nesta segunda-feira com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o Partido Liberal (PL), do presidente Jair Bolsonaro, por impulsionamento irregular de conteúdo eleitoral envolvendo a convenção que lançou o mandatário à reeleição, neste domingo.

O partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato às eleições de outubro, argumenta ao TSE que o PL fez uma campanha de impulsionamento de conteúdo digital em 22 e 23 de julho, dias que antecederam a convenção, e gastou R$ 742.000 em 15 vídeos em apenas dois dias.

O PT pede ao TSE que, uma vez demonstrada ausência de moderação dos gastos, seja determinada a imediata interrupção do impulsionamento pelo Partido Liberal e a apuração da origem dos recursos utilizados para os impulsionamentos pois “potencialmente pode ter ocorrido aplicação indevida de recursos do Fundo Partidário com impulsionamento de conteúdo”.

A legenda também pede a aplicação de multa em valor equivalente ao dobro da quantia gasta pelo PL a título de impulsionamento irregular de conteúdo, totalizando o valor de R$ 1.484.000.

Segundo a equipe jurídica que representa o PT, o alcance dos vídeos chegou a 81 milhões de visualizações em apenas 72 horas. Para os advogados Cristiano Zanin e Eugênio Aragão, que assinam a peça, “essa situação configura violações às regras de propaganda no período da pré-campanha, dada a inobservância do dever de moderação de gastos com impulsionamento previsto na legislação eleitoral”.

De acordo com o pedido apresentado pelo PT ao TSE, o segundo partido que mais gastou com esse tipo de propaganda, o PSDB, levou oito meses para investir R$ 109.000.

“Sob outro prisma, percebe-se que o Partido Liberal gastou, por anúncio, uma média de R$ 49.466,67 (quarenta e nove mi, quatrocentos e sessenta e seis reais e sessenta e sete centavos), enquanto os demais partidos reunidos gastaram, por anúncio, uma média de R$ 2.169,46 (dois mil, cento e sessenta e nove reais e quarenta e seis centavos): ou seja, impressionantes vinte e duas vezes mais, por anúncio, que a média dos outros partidos”, diz o partido, defendido pelos escritórios Aragão e Ferraro e Teixeira Zanin Martins Advogados.

O processo foi encaminhado ao ministro Raul Araújo. No entanto, em razão do recesso, o caso foi inicialmente distribuído para as mãos do presidente da Corte, ministro Edson Fachin, responsável por tomar decisões consideradas urgentes nesse período.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Política

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Secretário de Transportes de Queimados é preso por assassinato no Rio

Publicado

Maurício Baptista Ferreira, secretário de Transportes de Queimados, foi preso por assassinato de entregador
Divulgação

Maurício Baptista Ferreira, secretário de Transportes de Queimados, foi preso por assassinato de entregador

O Secretário Municipal de Transportes de Queimados, Maurício Baptista Ferreira, foi preso na tarde desta quinta-feira (11) acusado de participação em um homicídio.

A vítima foi identificada como João Marcos Coutinho Medeiros, que trabalhava como entregador de lanches e que estaria desobedecendo as ordens de uma milícia local.

O secretário foi levado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), responsável pela investigação do crime, ocorrido no dia 20 de maio.

Procurada, a Prefeitura de Queimados informou “que não foi notificada oficialmente sobre o ocorrido e nem tem detalhes da investigação, impossibilitando, assim, um pronunciamento mais lúcido. No entanto, assim que notificada por intermédio das autoridades policiais, a Prefeitura de Queimados tomará as medidas cabíveis”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Continue lendo

Política Nacional

Lira: ‘Câmara é o coração e a síntese da democracia’

Publicado

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados
Paulo Sergio/Câmara dos Deputados

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados

No mesmo dia em que diversos setores da sociedade civil promoveram atos favoráveis à democracia e ao sistema eleitoral, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ressaltou o papel do Legislativo na conquista das liberdades. Aliado de Jair Bolsonaro, o deputado não citou as cartas ou manifestações de juristas, empresários, estudantes, sindicalistas e intelectuais sobre a necessidade de se conter os ataques ao processo eleitoral.

Nas redes sociais, Lira argumentou que a Câmara é a representação da pluralidade.

Lira acrescentou:

“No Legislativo, todos os dias são atos pela democracia, atos que produzem efeitos concretos e transformadores na vida do País e dos brasileiros. Democracia, uma conquista de todos!”

Desde que Bolsonaro passou a proferir ataques ao Tribunal Superior Eleitoral e levar o assunto à campanha, Lira tem sido pressionado por colegas a se manifestar. Entretanto, o parlamentar o fez sem criticar diretamente o comportamento do presidente da República.

Nesta tarde, Lira repostou uma foto ao lado de Bolsonaro, no Instagram, tirada durante encontro nacional do PP.

Após a reunião de Bolsonaro com embaixadores, em julho, ocasião em que o presidente apresentou, sem provas, denúncias de fraudes nas urnas, Lira demorou a se manifestar. Nove dias depois, quebrou o silêncio e disse que “confia no sistema”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana