conecte-se conosco


Política MT

PSB reúne lideranças, descarta desistência e confirma pré-candidatura de Natasha Slhessarenko ao Senado

Publicado

Legenda realizou reuniões em Cuiabá e Várzea Grande e bateu o martelo sobre apoio incondicional para eleição[Fotos – Melissa Rocha]

Na noite de quinta-feira (4), durante reuniões com apoiadores e lideranças em Cuiabá e Várzea Grande, os deputados estaduais Max Russi e Allan Kardec reforçaram o apoio à médica e pré-candidata ao Senado pelo PSB, Dra Natasha Slhessarenko . A primeira reunião foi  em Várzea Grande, com cerca de 200 lideranças da Arvent – Associação de Mulheres Empreendedoras de Mato Grosso.
Presidente estadual do PSB, Max Russi ressaltou que o partido foi o único a definir uma mulher como candidata ao Senado e essa escolha pode fazer a diferença no dia da eleição. “O PSB foi o único partido que teve coragem de ter uma mulher neste cargo tão importante. Uma médica, professora, mãe, empresária de sucesso, que tem uma empresa de sucesso em Várzea Grande, que emprega centenas de pessoas e contribui com a economia e desenvolvimento do estado”, disse Max.
O parlamentar ainda frisou que Natasha é uma das conselheiras do Conselho Federal de Medicina, tendo um protagonismo necessário no início da pandemia, com implantação das medidas de biossegurança e testagem para a Covid-19. “Natasha é muito bem preparada, inclusive nos momentos difíceis. Ela já mostrou o seu potencial também no Conselho Federal de Medicina. A Natasha tem tudo para ser uma grande Senadora, fazer história, principalmente neste momento em que a saúde precisa de um cuidado especial. Estamos com a Natasha, esse é o projeto do PSB e vamos até a vitória”, disse o presidente do PSB em Mato Grosso.
Em Cuiabá, a pré-candidata participou de uma grande reunião na casa do deputado estadual Professor Allan Kardec, que concorre ao cargo de deputado federal. “Temos a Natasha como nossa representante, a única mulher, que é parceira, uma professora, bem preparada e por isso estou a apresentando, aqui em minha casa, para a minha família e amigos. É assim que iremos caminhar, juntos para levar o nome da Natasha e a gente chegar até o Congresso”, enfatizou o deputado.
Ainda na noite de quinta-feira, a pré-candidata participou de uma reunião com moradores do bairro Jardim Europa. Em todas as reuniões, Natasha defendeu a ampliação da participação feminina na política e nos demais postos de poder. “É fundamental, não só na política, mas em todos os lugares de liderança, para o equilíbrio do nosso país. As mulheres são 53% do eleitorado, mas ainda temos poucas representantes. Na Câmara de Cuiabá temos apenas duas vereadoras. Na Assembleia Legislativa apenas uma mulher. O mesmo na Câmara Federal e somente uma senadora, que é suplente. Essa realidade precisa mudar e podemos fazer isso neste ano”, pontuou a pré-candidata.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Natasha diz que recuou após pressão para ser suplente de Neri ou vice de Márcia e não disputará eleição: “Frustração”

Publicado

Médica postulava disputar o Senado e revela que passou a ser pressionada por Geraldo Alckim para abrir mão da candidatura

Em coletiva na tarde desta segunda-feira (8), a médica Natasha Slhessarenko (PSB), ao lado do presidente do partido, deputado estadual e primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Max Russi, declarou que desistiu de disputar o Senado depois de receber uma proposta do candidato a vice-presidente da República, Geraldo Alckimin (PSB), na chapa de Lula da Silva (PT), para que declinasse e fosse indicada à primeira-suplência do deputado federal Neri Geller (PP), candidato ao Senado.

A médica afirmou ainda que não vai disputar qualquer outro cargo eletivo nas eleições deste ano por entender que seria antiético e desleal elo fato de ter feito uma caminhada direcionada ao Senado da República, onde já havia declinado apoios para candidaturas a deputado estadual e federal. “Recebi um apelo do vice-presidente para que aceitasse a primeira suplência e que se assim o fizesse, estaria ajudando o projeto nacional. Com grande frustração e tristeza no meu coração, eu decidi recuar do projeto, mas não me afastando da política e muito menos da militância partidária. Daqui a dois ou quatro anos estou à disposição do partido”, argumentou.

“Nos ofereceram a vice-governadoria da chapa oposicionista [Márcia Pinheiro] e também a primeira-suplência de Geller. Entretanto, não aceitei as ofertas que tive nesse período final do prazo de fechamento das atas. Não estou em busca do poder a qualquer preço. Me mantive coerente aos propósitos que me nortearam nesta caminhada e em toda a minha história. Eu defendo a política com ética, com decência, com honestidade e princípios. Com retidão e lealdade, como sempre caminhei em toda a minha vida”, disse.

“Foi magnífico para mim, quase mágico essa caminhada. A partir de hoje eu vou entrar de corpo, alma e coração em todas as campanhas de mulheres do PSB”, garantiu a médica, destacando ainda o apoio que recebeu do seu partido em Mato Grosso, o deputado estadual Max Russi. “Jamais desistirei do meu sonho de ser uma agente política. Daqui a dois anos, a quatro anos, se for da vontade de todos, colocarei meu nome à disposição do partido para tentar mais uma vez, consolidar o nosso projeto”.

 

Continue lendo

Política MT

Após lançar advogado, Solidariedade desiste concorrer ao governo e vai apoiar Márcia Pinheiro

Publicado

A legenda havia lançado Antônio Eduardo da Costa e Silva como candidato a governo, mas desistiu da disputa

O Solidariedade desistiu da candidatura ao governo de Mato Grosso nas eleições deste ano. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (8). O advogado Antônio Eduardo da Costa e Silva era pré-candidato ao cargo e havia sido oficializado em convenção partidária.

O partido realizou uma convenção partidária no dia 4 deste mês para lançar Antônio Eduardo como candidato. “O motivo principal é que queremos seguir a orientação do partido nacional. A decisão foi tomada em consenso, não houve nenhuma discussão. Vamos aderir à aliança nacional e no estadual apoiar a candidata Márcia Pinheiro”, disse o presidente estadual do Solidariedade, Marcos Aurélio Ribeiro Coelho.

O Solidariedade não havia anunciado candidato para o Senado.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana