conecte-se conosco


Nacional

PSB estuda expulsar deputados que votaram a favor da reforma da Previdência

Publicado

carlos siqueira arrow-options
Humberto Pradera/Divulgação/PSB

Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse ao  Globo nesta quinta-feira (11) que os 11 deputados da legenda que votaram a favor da reforma da Previdência enfrentarão um processo no conselho de ética da sigla. A referência para o caso é a circunstância em que 13 deputados foram expulsos após votarem a favor da reforma trabalhista, durante o governo Michel Temer (MDB).

“Já há várias representações [contra os deputados] e eu mandei unificá-las. Amanhã eu já despacho para a comissão de ética e ela já vai se reunir na segunda-feira [15] para apreciar e instaurar o processo”, disse Siqueira. “A penalidade quem estabelece é a comissão de ética. A referência que nós temos é o que aconteceu no final da legislatura passada, quando 13 deputados votaram a favor da reforma trabalhista . Todos foram expulsos”.

Mesmo citando a possibilidade de expulsão, Siqueira defendeu que o melhor julgamento “vem dos eleitores”. Ele lembra que, dos 13 que votaram a favor da reforma trabalhista, só dois se reelegeram. Além disso, o presidente do partido estuda uma forma de pedir o ressarcimento do dinheiro usado por parlamentares da legenda para fazer a campanha de 2018

Leia Também:  Professora atacada por alunos em Carapicuíba teve surto seguido de convulsões

“Uma boa parte desses parlamentares foram eleitos com financiamento do próprio partido. Nenhum [deles] teve votos suficientes para se eleger, foram eleitos com as sobras daqueles que não foram. Com o financiamento público, e eles foram eleitos financiados pelo partido, nós estamos estudando a possibilidade de pedir a restituição do dinheiro que foi gasto com a eleição deles”, explicou. 

Questionado se a postura dos dissidentes pode mudar a correlação de forças na oposição, Carlos Siqueira negou. “A correlação de forças não mudará em função da posição de 10, 20 ou 30 parlamentares. A correlação de forças se dará em função da conjuntura política e de uma nova eleição. E também da correlação de forças na sociedade. Isso que pode mudar”, acrescentou.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Foragido que ateou fogo e matou companheira em SP é preso após 10 meses em Goiás

Publicado

Alex está sendo acusado de feminicídio. Além de atear fogo, ele deixou a vítima queimando trancada dentro do quarto arrow-options
Reprodução

Sheron Chaves Monteiro foi morta pelo ex-companheiro Alex Alexandre Ferreira


Alex Alexandre foi preso na sexta-feira (19) dez meses após atear fogo e matar a companheira Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos. Ele está sendo acusado pelo crime de feminicídio

O crime ocorreu no dia 8 de outubro do ano passado na cidade de São Paulo. O acusado fugiu para Goiás , onde foi capturado por uma equipe da Polícia Civil goiana. 

Leia também: Brasil tem onda de feminicídios no início do ano, com mais de 100 casos em 1 mês

 Na ocasião do crime, Alex jogou álcool e ateou fogo contra a vítima, deixando-a trancada em seu quarto . Em seguida, ele fugiu.

A vítima conseguiu apagar o fogo com o próprio corpo, mas permaneceu pelo menos 17 horas sem atendimento. Uma vizinha percebeu que algo estava estranho e conseguiu chamar socorro, mas Sheron morreu quatro dias depois, por causa das complicações por ter tido 70% do corpo queimado. 

Leia Também:  Governo brasileiro incentiva outros países a apoiarem Juan Guaidó na Venezuela

Leia também: Lei do feminicídio completa 4 anos, mas ainda enfrenta resistência no Brasil

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Durante perseguição, viatura capota e policial fica ferido

Publicado

Policiais seguiam motociclista suspeito quando ocorreu o acidente arrow-options
Rafael Silvestrini/ Divulgação

Um policial se feriu e a viatura ficou destruída após acidente.


Uma viatura ficou destruída e um policial militar ferido depois de um capotamento em uma estrada de terra em Peabiru, no Paraná . O acidente ocorreu na manhã de domingo (20) quando os policiais perseguiam uma motocicleta suspeita. 

Segundo a Polícia Militar , o condutor da viatura perdeu o controle ao tentar alcançar o motociclista. 

Leia também: Acidente envolvendo uma viatura da Polícia Militar complica o trânsito em SP

Após o acidente, o policial foi levado com escoriações para o Pronto Socorro de Campo Mourão, uma cidade próxima ao local onde ocorreu o acidente. 


Fonte: IG Nacional
Leia Também:  Professora atacada por alunos em Carapicuíba teve surto seguido de convulsões
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana