conecte-se conosco


Agro News

Prova de hipismo terá sede na 54° edição da Expoagro

Publicado

Acontecerá entre os dias 04 e 09 de julho, o festival internacional de agropecuária comercial, a Expoagro. O evento servirá de sede para a realização da competição de hipismo que está incluída na programação desde 2013.

Cavaleiros e amazonas de diversas áreas do estado de Mato Grosso estarão sendo aguardados na 54° Expoagro, no Parque de Exposições de Cuiabá. A prova de hipismo ocorrerá no dia 09 de julho (último dia do evento), sendo uma das mais aguardadas de todo o festival.

A programação da feira conta com o hipismo no cronograma desde 2013. De acordo com Celso Nogueira, o presidente do Sindicato Rural a importância da competição no evento é de extrema relevância, pois, a prova é uma forma de incentivo ao esporte.

Como dito anteriormente, a prova ocorrerá no último dia do evento, dia 09 de julho às 8h, no Parque de Exposições de Cuiabá. Vale ressaltar que as inscrições devem ser enviadas pelas escolas de equitação e as categorias que podem participar são Cavaleiro do Futuro, Escola 0,40cm, Escola 0,60cm, Escola 0,80cm, Escola 0,90cm, GP 105 e Prova Carro Cavalo.

Caio Paes de Barros, da Hípica Sociedade Cuiabana, o responsável pela organização da disputa na 54° Expoagro, destaca que, “É o único esporte em que homens e mulheres competem por igual”.

A prova de hipismo contará com a participação da Polícia Militar através da Regimento de Policiamento Montado da PM (RPMON) Cuiabá e de Nova mutum. Dos haras Ted Horse, de Sinop, Twin Brothers de Cuiabá e Bankiva, de Várzea Grande.

A competição de hipismo é uma prova onde cavaleiros e amazonas mostram seu trajeto de salto dentro de uma pista fechada, onde é necessário concluir a mesma sem nenhum ponto perdido, assim conta Caio. Troféus e medalhas serão as premiações que serão entregues aos melhores, na edição deste ano

PROGRAMAÇÃO

Além da realização da prova de hipismo, do dia 4 a 6 de julho a 54° edição da Expoagro contará com conteúdos técnicos e palestras, Fórum das Cadeias Produtivas, prova de laço, uma cavalgada, cursos e oficinas gratuitas de capacitação, ministrados pelo Senar-MT. E atrações como rodeio, shows nacionais e um parque de diversão específico para a diversão das crianças.

O rodeio terá sua abertura no dia 7 de julho, em seguida, será realizado o show do cantor Zé Felipe. No dia 8 de julho, os shows são com o Grupo Sorriso Maroto e Dilsinho, já no dia 9 de julho, o evento se encerrará com a apresentação da dupla sertaneja Henrique e Juliano.

Fonte: AgroPlus

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agro News

FRANGO/CEPEA: Preço da carne cai e eleva competitividade frente à suína

Publicado

Cepea, 1º/7/2022 – Os preços da carne de frango seguiram enfraquecidos em junho, ao passo que os valores da suína subiram. Diante disso, a competitividade da proteína avícola frente à concorrente cresceu pelo segundo mês consecutivo. Em junho (até o dia 29), o frango inteiro resfriado foi comercializado no atacado da Grande São Paulo à média de R$ 7,44/kg, queda de 1,1% sobre a de maio. Segundo colaboradores do Cepea, apesar das vendas externas aquecidas, o baixo consumo interno pressionou as cotações da maioria dos produtos da avicultura de corte. Já para a carne suína, o período de inverno e festas tradicionais têm aquecido as vendas, ao passo que a oferta de animais em peso ideal de abate está menor, contexto que vem resultando em elevação dos preços. Em junho, a carcaça especial suína foi cotada, em média, a R$ 9,35/kg, avanço mensal de 1,1%. Diante disso, a carcaça suína esteve 1,91 Real/kg mais cara que o frango inteiro na parcial de junho, diferença 10,8% maior que a observada em maio, o que reduziu a competitividade da carne de frango frente à substituta. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Agro News

CITROS/CEPEA: Colheita de tangerina poncã se aproxima do fim em SP

Publicado

Cepea, 1º/7/2022 – A colheita de tangerina poncã se iniciou em fevereiro no estado de São Paulo, mas a intensificação da oferta ocorreu apenas em meados de março. Agora, a comercialização da variedade se aproxima do fim no estado. Segundo colaboradores do Cepea, as últimas frutas paulistas devem ser colhidas até o encerramento de julho, com a oferta local se desacelerando na segunda quinzena do mês. Em agosto, ainda deve haver tangerinas de Minas Gerais no mercado, o que pode restringir valorizações da fruta em SP. Segundo colaboradores do Cepea, tanto em SP quanto em MG, a produção de tangerina poncã foi bem distribuída ao longo dos meses, sem grandes concentrações de produção. Contudo, diante das restrições econômicas do País e da queda das temperaturas em maio e junho, o consumo não foi alavancado neste ano. Assim como para a laranja, produtores se mostram preocupados com o aumento dos custos de produção da tangerina poncã, diante da forte valorização dos insumos. Um alento é que os preços também subiram: em junho, a média de comercialização foi de R$ 33,43/cx de 27 kg, na árvore, alta nominal de 18,3% em comparação com a de junho de 2021. Já frente a maio/22, houve queda de 12,4%. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana