conecte-se conosco


Internacional

Promotor do Haiti pede indiciamento de premiê pelo assassinato do presidente

Publicado


source
Ariel Henry foi indicado ao cargo pelo presidente Jovenel Moïse
Reprodução/Twitter/@ArielHenryPM

Ariel Henry foi indicado ao cargo pelo presidente Jovenel Moïse

O promotor-geral do Haiti , Bedford Claude, pediu nesta terça-feira (14) o indiciamento do atual premiê, Ariel Henry , por possível participação no  assassinato do presidente Jovenel Moise, ocorrido em 7 de julho.

“Há evidências suficientes para processar o sr. Henry e pedir seu indiciamento imediato”, escreveu Claude no pedido enviado para o juiz Garry Orelien e que foi repercutido pela mídia do país.

O promotor ainda enviou uma segunda carta para a Administração de Migração pedindo a apreensão do passaporte e o controle para que Henry não fuja do país “por graves presunções no assassinato do presidente da República”.

Segundo a investigação liderada por Claude, Henry telefonou várias vezes para Joseph Felix Badio, que trabalhou na unidade anticorrupção do Ministério da Justiça e que as autoridades haitianas acreditam ser o principal mandante e financiador do assassinato de Moise. Ele está foragido até hoje.

Leia Também

Os telefonemas ocorreram às 4h03 e 4h20 do dia 7 de julho, pouco depois do grupo armado ter invadido a casa de Moise, a residência oficial da presidência, e ter matado o mandatário. A esposa do presidente foi atingida, mas após algumas cirurgias em Miami, nos Estados Unidos, conseguiu sobreviver.

Essa é a primeira vez que Henry é acusado de estar envolvido com o assassinato.

Em 15 de julho, matérias do jornal “El Comercio” e da emissora “El Caracol”, ambas da Colômbia, informaram que o antecessor do atual premiê, Claude Joseph, estava envolvido no plano de assassinar Moise.

A princípio, deveria ocorrer o sequestro do então presidente, mas o “plano mudou” e determinou sua morte. Ainda conforme as matérias, a mudança ocorreu dois dias antes do crime. A polícia do Haiti negou a informação.

Henry havia sido escolhido por Moise para ser o sexto premiê de seu mandato, substituindo Joseph . No entanto, como houve o crime, a troca não foi efetuada no dia 9 de julho, mas apenas no dia 20 após um acordo entre os dois políticos.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Vulcão de La Palma volta a lançar cinzas; lava se aproxima do mar

Publicado


O vulcão da ilha espanhola de La Palma voltou a lançar cinzas e fumaça nesta segunda-feira (27) após uma breve calmaria, enquanto centenas de pessoas em vilas costeiras estavam fechadas dentro de suas casas na expectativa da chegada da lava ao mar, o que provocará a liberação de gás tóxico.

Uma coluna de fumaça branca subiu do vulcão Cumbre Vieja depois de várias horas de calmaria por volta das 11h (horário local), de acordo com testemunhas da Reuters. Pesquisadores confirmaram que o vulcão começou a cuspir lava ao mesmo tempo.

“É algo normal com este tipo de erupção”, disse Miguel Angel Morcuende, diretor do comitê de resposta Pevolca. “O vulcão tem períodos de crescimento e períodos de enfraquecimento.”

Maria José Blanco, também do comitê, disse que níveis mais baixos de gás e um fornecimento reduzido de material dentro da cratera podem ter causado a queda na atividade.

Desde 19 de setembro, uma lava negra flui lentamente pelo flanco oeste do vulcão em direção ao mar, destruindo mais de 500 casas, bem como igrejas e plantações de banana, de acordo com o programa de monitoramento de desastres Copernicus, da União Europeia.

O portal imobiliário espanhol Idealista estimou os danos em cerca de 178 milhões de euros até esta segunda-feira.

Duas línguas da lava negra superaquecida contornavam uma colina a oeste da pequena cidade de Todoque, a menos de um quilômetro do Atlântico, e as autoridades disseram que não podiam ter certeza de quando ela poderia chegar ao mar.

Cerca de 300 moradores das áreas costeiras de San Borondon, Marina Alta e Baja e La Condesa estão confinados em suas casas, já que o momento do contato entre a lava e o mar provavelmente desencadeará explosões e emitirá nuvens de gás cloro. A companhia aérea local Binter, que planejava retomar os voos para a ilha na tarde de segunda-feira, disse que as condições não eram seguras e que todas as transferências seriam canceladas até terça-feira.

Depois que um novo espaço foi aberto no domingo, imagens de drones da Reuters mostraram um rio de lava incandescente fluindo pelas encostas da cratera, passando por casas, áreas de terra e construções engolfadas por uma massa negra de lava mais velha e lenta.

Nenhuma morte ou ferimento grave foi relatado, mas cerca de 15% da safra de banana da ilha pode estar em risco, colocando em perigo milhares de empregos.

La Palma, com uma população de mais de 83 mil habitantes, faz parte de um arquipélago que constitui as Ilhas Canárias.

*Reportagem de Guillermo Martinez, Jon Nazca, Marco Trujillo, em La Palma, e Inti Landauro, Emma Pinedo e Clara-Laeila Laudette, em Madri.

Continue lendo

Internacional

Vulcão de La Palma volta a rugir enquanto lava se aproxima do mar

Publicado


O vulcão da ilha espanhola de La Palma voltou a lançar cinzas e fumaça nesta segunda-feira (27) após uma breve calmaria, enquanto centenas de pessoas em vilas costeiras estavam fechadas dentro de suas casas na expectativa da chegada da lava ao mar, o que provocará a liberação de gás tóxico.

Uma coluna de fumaça branca subiu do vulcão Cumbre Vieja depois de várias horas de calmaria por volta das 11h (horário local), de acordo com testemunhas da Reuters. Pesquisadores confirmaram que o vulcão começou a cuspir lava ao mesmo tempo.

“É algo normal com este tipo de erupção”, disse Miguel Angel Morcuende, diretor do comitê de resposta Pevolca. “O vulcão tem períodos de crescimento e períodos de enfraquecimento.”

Maria José Blanco, também do comitê, disse que níveis mais baixos de gás e um fornecimento reduzido de material dentro da cratera podem ter causado a queda na atividade.

Desde 19 de setembro uma lava negra flui lentamente pelo flanco oeste do vulcão em direção ao mar, destruindo mais de 500 casas, bem como igrejas e plantações de banana, de acordo com o programa de monitoramento de desastres Copernicus, da União Europeia.

O portal imobiliário espanhol Idealista estimou os danos em cerca de 178 milhões de euros até esta segunda-feira.

Duas línguas da lava negra superaquecida contornavam uma colina a oeste da pequena cidade de Todoque, a menos de um quilômetro do Atlântico, e as autoridades disseram que não podiam ter certeza de quando ela poderia chegar ao mar.

Ainda assim, cerca de 300 moradores das áreas costeiras de San Borondon, Marina Alta e Baja e La Condesa estão confinados em suas casas, já que o momento do contato entre a lava e o mar provavelmente desencadeará explosões e emitirá nuvens de gás cloro.cerca de 300 moradores das áreas costeiras de San Borondon, Marina Alta e Baja e La Condesa estão confinados em suas casas. A companhia aérea local Binter, que planejava retomar os voos para a ilha na tarde de segunda-feira, disse que as condições não eram seguras e que todas as transferências seriam canceladas até terça-feira.

Depois que um novo espaço foi aberto no domingo, imagens de drones da Reuters mostraram um rio de lava incandescente fluindo pelas encostas da cratera, passando por casas, e áreas de terra e construções engolfadas por uma massa negra de lava mais velha e lenta.

Nenhuma morte ou ferimento grave foi relatado, mas cerca de 15% da safra de banana da ilha pode estar em risco, colocando em risco milhares de empregos.

La Palma, com uma população de mais de 83 mil habitantes, faz parte de um arquipélago que constitui as Ilhas Canárias.

(Reportagem de Guillermo Martinez, Jon Nazca, Marco Trujillo, em La Palma, e Inti Landauro, Emma Pinedo e Clara-Laeila Laudette, em Madri).

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana