conecte-se conosco


Agro News

Projeto Guardião das Águas faz mapeamento de nascentes e aponta que mais de 90% estão intactas

Publicado

Sustentabilidade

Projeto Guardião das Águas faz mapeamento de nascentes e aponta que mais de 90% estão intactas

Nova Mutum é o que mais preserva o bem natural


22/03/2019

Noventa e cinco por cento das nascentes localizadas em áreas agricultáveis em Mato Grosso estão preservadas. É o que aponta dados da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), por meio do projeto “Guardião das Águas”, que identifica e classifica nascentes em área de agricultura. Lançado no ano passado, o projeto já realizou levantamento em nove municípios, onde foram identificadas cerca de 8 oito mil nascentes. Com a ação, tem sido possível engajar os produtores rurais a recuperarem as nascentes degradadas, fomentar a regularização e implementar a aplicação do Código Florestal.

Apontado até o momento com o maior número de nascentes identificadas, o município de Nova Mutum é também o que mais preserva o bem natural, com 99% das nascentes encontradas em área de plantio, em bom e ótimo estado de conservação. Seguido por Diamantino com 97%. Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste e Sorriso apresentam 96% das fontes conservadas. Em Ipiranga do Norte são 95% conservadas. Dados da Aprosoja apontam ainda que os municípios de Vera e Tapurah estão com 94% mantidas. A identificação passou também por Sinop (93%). Este ano a ação visa levantar dados de outras dez localidades mato-grossenses.

Conforme gerente de Sustentabilidade, responsável pelo projeto, Marlene Lima, a próxima etapa é a visita in loco às localidades por meio do Programa Soja Plus, para instruir o produtor associado sobre os trabalhos de restauro florestal que precisam ser realizados nas fazendas onde houver necessidade de recuperação de área degradada.

Ainda segundo Marlene, outro foco do projeto da Aprosoja-MT é apresentar à sociedade, dados concretos do quanto o produtor preserva e cuida do meio ambiente e mostra que a produção de alimentos de Mato Grosso é aliada à preservação. Já com nove municípios mapeados, meta para 2019 que o Guardião das Águas esteja presente em mais dez cidades mato-grossenses.

“Fala-se muito do que está degradado e o que está conservado não se comenta. O que identificamos até o momento é um número muito bom de nascentes conservadas”, pontuou.

Fonte: Ascom Aprosoja


Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215

Email: [email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agro News

TRIGO/CEPEA: Preço cai no exterior e retoma patamar de antes da guerra; no BR, valores avançam

Publicado

Cepea, 28/6/2022 – Os preços externos do trigo caíram de forma expressiva ao longo da semana passada, influenciados pelo avanço da colheita do cereal nos Estados Unidos, pela desvalorização do milho – substituto na alimentação animal – e por expectativas de safra recorde na Rússia. Os primeiros vencimentos negociados na CME Group (Bolsa de Chicago) e na Bolsa de Kansas caíram para os menores patamares desde o fim de fevereiro deste ano, antes do início do conflito entre Rússia e Ucrânia. Na Rússia, a consultoria nacional SovEcon elevou as estimativas de produção interna de trigo para 89,2 milhões de toneladas, um recorde. Esse aumento foi justificado pela maior área destinada ao cereal e pelo clima favorável no país. Já no Brasil, apesar das desvalorizações no mercado externo, os preços permanecem em alta, ainda sob influência da elevação do dólar e da baixa disponibilidade do trigo nacional. Colaboradores do Cepea informaram, inclusive, que está sendo necessário importar o cereal de países vizinhos, Argentina e Paraguai, para suprir a demanda interna no curto prazo. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Agro News

ETANOL/CEPEA: Em semana de mudança tributária, liquidez é baixa, e preços sobem

Publicado

Cepea, 28/6/2022 – A liquidez esteve baixa no mercado de etanol ao longo da última semana, sobretudo na sexta-feira, 24, quando foi publicada a mudança tributária em esfera federal. Em meio à expectativa dos agentes do mercado, foi aprovada a Lei Complementar nº 194 (de 23 de junho de 2022), que zera a alíquota de PIS/Cofins dos etanóis hidratado e anidro combustíveis e outros fins a partir do dia 24 de junho de 2022. No mesmo dia, foi sancionado o Projeto de Lei que limita a 17% o ICMS sobre o diesel e a gasolina e outros produtos e serviços. Com a Lei complementar em vigência, os agentes do mercado de etanol ficaram focados na realização dos ajustes necessários no sistema de cada empresa. Quanto aos preços, segundo colaboradores do Cepea, foram sustentados pela menor disponibilidade do biocombustível no spot paulista, visto que vendedores de muitas usinas deixaram o mercado. Além disso, os agentes de outras unidades ativas estiveram firmes em suas ofertas. Nesse cenário, de 20 a 24 de junho, o Indicador CEPEA/ESALQ semanal do hidratado do estado de São Paulo foi de R$ 3,0644/litro (valor líquido de impostos), alta de 1,75% frente ao do período anterior. No caso do anidro, houve elevação de 1,2%, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,5693/litro (valor líquido de impostos). Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana