conecte-se conosco


Várzea Grande

Projeto escolar recicla mais de 12 toneladas de materiais reutilizáveis

Publicado

Os alunos das escolas da rede municipal de Ensino de Várzea Grande finalizaram as atividades do Projeto 3Rs “ Reciclar é bom, reutilizar é melhor e reduzir é melhor ainda” em evento realizado na manhã da última sexta-feira, 8/11, na Escola Municipal de Educação Básica – EMEB “Profa. Irenice Godoy de Campos Silva”, do bairro Jardim Imperial. Este ano, as escolas conseguiram recolher 12.258 quilos de resíduos para a reciclagem.

De acordo com o professor Vagner César Barros, da Coordenação da Educação Ambiental da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, este ano, o Projeto 3 Rs, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, teve a participação de dez escolas da rede municipal, que ao longo do ano, desenvolveram atividades pedagógicas, de estudo, pesquisa em sala de aula, de campo e visitas a empresas, com a finalidade de refletir sobre a sustentatibilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). O projeto propôs ações práticas que visam minimizar o desperdício de materiais e produtos, além de poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. “A proposta do projeto é mostrar que adotando estas práticas, é possível diminuir o custo de vida reduzindo gastos, além de favorecer o desenvolvimento sustentável.” Disse o coordenador.

Leia Também:  Conferência de Assistência Social discute sobre o fortalecimento do Suas

O evento contou com a participação de alunos da EMEB “Profa. Rita Auxiliadora de Campos Cunha” que apresentaram uma peça teatral, com acompanhamento musical de alunos da escola Irenice Godoy.

O encerramento do Projeto 3 Rs foi marcado pela entrega de certificados de participação as empresas parceiras Reciclate e Fábrica de Refrigerantes Marajá, e também da entrega de certificado e premiação às escolas participantes de acordo com a quantidade de resíduos coletados.

A superintendente Pedagógica, Gonçalina Rondon, parabenizou alunos, professores e diretores pela participação no Projeto 3Rs que, de acordo com ela, assegura aos alunos uma maior conscientização quanto as questões de sustentabilidade e preservação do meio ambiente. “Eles aprendem desde pequenos a importância da reciclagem e seu papel como protagonista na defesa e no futuro sustentável de nosso planeta” destacou.

A escola primeira colocada no recolhimento de resíduos de 2019 foi a EMEB “Profa. Rita Auxiliadora de Campos Cunha”, com 3.655 quilos de materiais reciclável recolhidos, seguida pela EMEB “Profa. Irenice Godoy de Campos Silva”, com 1.728 quilos de resíduos recolhidos.As demais unidades participantes foram as EMEBs Ednilson Francisco Kolling, Maria Joana da Silva Almeida, Maria Barbosa Martins, Libia da Costa Rondon, Joaquim da Cruz Coelho, Manoel João de Almeida, Abdala Jose de Almeida e Faustino Antonio da Silva.

Leia Também:  Educação participa de formação do Programa União Faz a Vida

   

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Saúde intensifica ações de prevenção ao Sarampo com estratégia de vacinação em bairros

Publicado

Com altíssimo potencial de transmissão, o sarampo é uma doença viral grave, que pode ser fatal. Sua propagação ocorre quando o indivíduo contaminado tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar a contaminação pelo vírus do sarampo é com a vacina tríplice viral. Diante da situação epidemiológica no Brasil, e apesar de Várzea Grande não registrar nenhum caso da doença, foram intensificadas as ações de prevenção na aplicação de vacinas em escolas, bairros, além dos pontos fixos nas unidades de Saúde.

A Campanha de Vacinação contra o sarampo vai até o final do mês de dezembro. Segundo dados da Vigilância em Saúde Municipal, Várzea Grande já atingiu uma cobertura de 80% com a vacina contra o sarampo, em crianças de um ano a menores de dois anos, o preconizado pelo Ministério da Saúde é chegar em 95%.

Esta campanha nacional de vacinação contra o sarampo prevê atualização da vacina tríplice viral em carteira de vacinação de crianças com idade entre 06 meses e menores de 05 anos e adultos jovens com idade entre 20 a 29 anos.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde de Várzea Grande, Relva Cristina Silva de Moura, esta campanha está voltada para essas duas faixas etárias e para atualização da carteira vacinal. “Esta campanha não é voltada para doses extras, mas sim para aquelas pessoas que ainda não se imunizaram contra o sarampo. Por isso, o ideal é levar a carteira de vacinação para que o profissional de saúde verifique se a criança ou adulto estão imunizados contra o sarampo”, detalha, informando ainda que as novas estratégias adotadas busca atender todas as comunidades, principalmente aquelas pessoas que não conseguem procurar uma unidade de saúde durante a semana.

Leia Também:  Várzea Grande emite SIM para ramo de embutidos cárneos visando qualidade dos produtos

“Vamos atingir cobertura dentro do recomendado pelo Ministério da Saúde para crianças menores de dois anos. Já a situação vacinal do adulto nos preocupa, principalmente aquele que não tem certeza de ter as duas doses. Fazemos o alerta para estas pessoas. O sarampo tem vacina, que é gratuita e está disponível na rede pública. As unidades estão disponíveis e aplicando as doses, além de diferenciarmos neste mês de dezembro indo com equipes nos bairros, escolas e lugares com grande movimento. É importante que a população adulta verifique o cartão de vacina e os pais vão neste mês de dezembro levar suas crianças aos Postos de Saúde”, destacou o secretário de saúde Diógenes Marcondes.

Além disso, as equipes da atenção primária das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município fortaleceram a busca ativa nas suas áreas de cobertura. “A única forma de evitar a doença é manter a população vacinada. Por isso, as equipes das unidades farão o rastreamento em busca dos não vacinados, bem como profissionais de saúde e as crianças de 6 a 11 meses que devem tomar a dose extra. Isso inclui a ida em escolas públicas e privadas, instituições de saúde, supermercados, aeroporto, rodoviária, igrejas, rede hoteleira, entre outros. Dessa forma, é possível garantir a cobertura vacinal, mínima de 95%, para as crianças menores de quatro anos e garante que os demais públicos fiquem protegidos contra o sarampo”, desse o secretário Diógenes Marcondes.

Leia Também:  Proerd capacita 720 alunos da rede municipal neste primeiro semestre

Desde o início de dezembro as equipes de saúde de vacinação já percorreram os bairros, Capela do Piçarrão, Novo Mato Grosso, Costa Verde, Residencial Júlio Campos, e aplicou 1.193 doses da vacina de sarampo em crianças e jovens.

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Poder Público e Organizações Sociais unem esforços para a melhoria da educação

Publicado

A Associação Ecológica e Centro de Equoterapia Nativo e o Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Juvenil de Várzea Grande  se uniram para oferecer às pessoas com deficiência atendimento de equoterapia, com o objetivo de contribuir para uma educação inclusiva. O projeto “Equoterapia: um novo olhar pedagógico” atende cerca de 300 jovens e utiliza o cavalo como forma de estimular a motricidade e reduzir o déficit de atenção. As atividades contam também com o apoio da família, agente colaborador da terapia. 

Outro exemplo do potencial do trabalho conjunto são as parcerias firmadas pela Acamis (Associação Caminhando para Mais Um Sonho) e Escola Municipal Deputado Ary Leite de Campos, localizada no Parque Mangabeiras. O projeto “Acreditar é Preciso, Transformar é Possível”, com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e incentivar a prática de atividades físicas na infância, disponibiliza um educador físico e uma assistente social para promover atividades lúdicas e culturais com 70 alunos, de 6 a 16 anos.

A aproximação e o trabalho conjunto, envolvendo ações intersetoriais, são estimuladas pelo programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – Cieds.  Além do trabalho com as organizações Sociais, propõe a articulação entre secretarias (Educação, Assistência Social,  Saúde, Defesa Social) e seus equipamentos: escolas públicas, centros de referência de assistência social, postos de saúde, conselhos de direitos, empresas locais, entre outros. Em 2018, a iniciativa reuniu em Várzea Grande 24 organizações sociais e nove órgãos públicos, com cerca de 8.976 beneficiários diretos.

Leia Também: 

“O objetivo é estimular a atuação em rede dos diversos atores locais, já que atendem a um mesmo público. Os desafios no campo social e o desenvolvimento da educação integral impõem a necessidade de envolver agentes de diferentes setores e instituições, de forma que o trabalho de um contribua com o do outro, qualificando e potencializando o que chega às crianças, adolescentes e jovens”, explica a gerente de Fomento do Itaú Social, Camila Feldberg. 

A estratégia do Programa Redes de Territórios Educativos se baseia em Mobilização e Formação. A primeira se articula por meio dos Encontros Territoriais (realizados para entender as demandas de cada região e despertar para a importância do trabalho em rede) e dos Encontros Ampliados (que incentivam a troca de experiências e o envolvimento). Já a Formação oferece oficinas de elaboração de projetos, lideranças colaborativas, comunicação, a importância de jogos e brincadeiras na aprendizagem, trabalho social com famílias, e prevenção de abuso sexual.
Na terça –feira dia  (03), foi realizado o IV Seminário de Territórios Educativos de Várzea Grande, com a realização de oficinas e participação da professora de Neurociência Cognitiva do Desenvolvimento da University of British Columbia (Canadá) Adele Diamond.

Leia Também:  Conferência de Assistência Social discute sobre o fortalecimento do Suas

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer ,Silvio Fidelis, disse que o município de Várzea Grande está e estará sempre aberto para parcerias que somam e possam abranger o atendimento de crianças e adolescentes na fase escolar, e que geram ações de inclusão escolar no melhoramento do aprendizado.” A educação básica de Várzea Grande tem evoluído no Ideb e nas ações escolar. Os programas e projetos implantados na Rede Municipal de Educação já vem ganhando destaque estadual e Nacional. A exemplo o Escola em Tempo Ampliado –ETA, que oportuniza aos alunos a ter atividades e oficinas no contraturno escolar e aulas de reforço, permanecendo no ambiente escolar em tempo integral. A parceria com o Itaú Social, também e uma importante ferramenta educacional e que envolve várias secretarias e entidades, no fortalecimento da educação básica”, disse o secretário Silvio Fidelis.
 

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana