conecte-se conosco


Política MT

Projeto de Lei que prevê uso de veículos apreendidos pelo Estado é aprovado

Publicado


Foto: Marcos Lopes

O Projeto de Lei nº 1151/2019, do deputado Ulysses Moraes (PSL), foi aprovado em segunda votação na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) na sessão de quarta-feira (13). O PL prevê a utilização pela polícia militar ou pela polícia civil de Mato Grosso de veículos apreendidos e não identificados quanto à procedência e à propriedade, ao trabalho de repressão penal. 

“Esse projeto foi apresentado em 2019 e finalmente foi aprovado nas duas votações. Nossa ideia é reverter a triste realidade vivida em nosso Estado em que milhares de automóveis se deterioram nos pátios de delegacias sem qualquer utilidade. Mas agora, poderá ser aproveitado pela polícia militar ou pela polícia civil”, disse Moraes.

O uso desses veículos não identificados poderá suprir as necessidades de locomoção dos policiais em suas funções. Além disso, essa deverá ser uma forma de sanar a insuficiência de veículos aptos para serem utilizados pelas forças policiais. 

“Em muitos casos, infelizmente, esses carros ficam abandonados e se tornam sucatas e isso acaba prejudicando o Estado, que deve arcar com os custos destes veículos nos pátios. Por isso, apresentamos esse PL para mudar essa situação”, acrescentou o parlamentar.

Vale ainda destacar que caso o proprietário seja identificado, o veículo será recolhido e devolvido para o mesmo. O PL ainda aborda que a condição de conservação deve ser a mesma que o veiculo apresentava quando da autorização de seu uso. 

“Ficamos felizes com essa aprovação, porque essa é uma forma de redução de custos para o Estado. Trabalhamos por esse projeto e agora ele deverá se tornar uma lei. Esperamos que isso ajude e dê mais qualidade de trabalho aos profissionais de Segurança do nosso Estado”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Deputado Claudinei entrega veículo para Porto Alegre do Norte

Publicado


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) formalizou a entrega de um veículo Fiat Toro 4×4, diesel, no dia 21 de outubro, com o prefeito de Porto Alegre do Norte, Daniel do Lago (PDT). O benefício foi adquirido por meio de emenda parlamentar, no valor de R$ 170 mil, destinada pelo parlamentar. O deputado federal José Medeiros (Podemos), autoridades locais e comunidade também participaram da entrega.

“Esse é um momento muito importante para o nosso município. Recebemos uma emenda parlamentar do deputado Delegado Claudinei para fazer a aquisição de um carro. Está aqui o veículo para ser entregue à saúde. Muito agradecido, deputado. Que Deus te dê muita saúde e garra para continuar a trabalhar”, agradeceu o gestor municipal.

Claudinei ressalta que, no início desse ano, o prefeito realizou visita ao gabinete, na Assembleia Legislativa, e apresentou essa necessidade do município. “A gente visitou o município no final de 2020. Depois, o prefeito levou o ofício com essa demanda ao nosso gabinete, em Cuiabá. Formalizou esse pedido para atender a saúde pública. Então, novamente, estamos aqui. Ficamos felizes com a liberação dessa emenda e por somar com o município”, exalta o parlamentar.

Região – Porto Alegre do Norte está localizado na região nordeste do estado de Mato Grosso e fica a uma distância de 983 km da capital de Cuiabá. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município conta com cerca de 13 mil habitantes.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Dinheiro desviado por ex-secretário teria sido usado para comprar cervejaria de delator da Rêmora

Publicado

Sede da cervejaria artesanal Várzea Grande foi alvo de buscas pela Polícia Federal hoje

Investigação da Policia Federal revelam que parte do dinheiro desviado de recursos públicos destinados à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá teria sido usada pelo ex-secretário Célio Rodrigues e o empresário Paulo Roberto de Souza Jamur, presos nesta quinta feira (28) na “Operação Cupincha” [segunda fase da Curare] nesta quinta-feira (28) na compra da Cervejaria Cuyabana.A sede da empresa em Várzea Grande foi alvo de um mandado de busca e apreensão.

Em entrevista coletiva no final da manhã, o superintendente da Polícia Federal, Sérgio Sadao Mori, o delegado de Combate ao Crime Organizado Jorge Vinícius Gobira Nunes e o responsável pela investigação Charles Vinicius Cabral Motta afirmaram que a investigação busca rastrear o caminho do dinheiro que teria sido desviado.

“A investigação trabalha com a hipótese de que o dinheiro usado para comprar a cervejaria pode ter sido objeto de desvio de recursos públicos, talvez não necessariamente do município de Cuiabá, pode até ser de outro, mas esse é elemento que as provas no inquérito indicam”, disse o delegado.

Charlie Cabral Motta disse ainda que as investigações da primeira fase mostram que Célio Rodrigues e Paulo Roberto haviam comprado a cervejaria, mas a colocado no nome de outras pessoas. De acordo com investigações, a cervejaria tinha como sócio o empresário Ricardo Sguarezi, delator da “Operação Rêmora”, deflagrada em 2016 pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) para apurar um esquema de fraudes em licitações na Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) durante a gestão do ex-governador Pedro Taques. Sguarezi afirma que deixou a sociedade em fevereiro de 2021.

“Provas colhidas durante a investigação dão conta de que a cervejaria está no nome de duas pessoas, mas que tem como sócios ocultos as pessoas que sofreram medidas constritivas no dia de hoje. Há indícios bastante claros que vinculavam a transferência da cervejaria a essas duas pessoas”, afirmou o delegado.

Como se apurou na primeira fase da “Operação Curare”, um grupo empresarial, que fornece serviços à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, recebeu entre os anos de 2019 e 2021, mais de R$ 100 milhões.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana