conecte-se conosco


Economia

Programe-se: auxílio emergencial cai neste domingo; confira calendário da semana

Publicado


source

Brasil Econômico

caixa econômica auxílio
Agência Brasil

Caixa faz novos pagamentos do auxílio emergencial nesta semana, beneficiando integrantes do Bolsa Família e dos ciclos 2, 3 e 4

A Caixa Econômica Federal realiza novos depósitos do  auxílio emergencial neste domingo (25), beneficiando integrantes do Ciclo 3 nascidos em setembro. Agitada, a programação do auxílio nesta semana terá, além do Ciclo 3, pagamentos do Bolsa Família, do Ciclo 2 e ainda o início do Ciclo 4, com os depósitos para nascidos em janeiro na sexta-feira (30).

Para quem faz parte do Bolsa Família e recebe o auxílio, os pagamentos já têm valor menor, de R$ 300 , e fazem parte da sétima parcela do programa, a segunda com valor reduzido. Dividas pelo último dígito do Número de Identificação Social (NIS), as liberações para integrantes do Bolsa Família voltam na segunda (26) e terminam na sexta (30), com os que têm NIS terminado em 0.

Para quem não é do Bolsa Família, os pagamentos do  auxílio emergencial  também seguem. Nesta semana, há o fim do Ciclo 2, novas liberações do Ciclo 3 e o início do Ciclo 4. As datas preenchidas da semana são domingo (25), para nascidos em setembro do Ciclo 3; terça (27), com liberação de saques do Ciclo 2 para nascidos em dezembro (fim do calendário); quarta (28), depósitos do Ciclo 3 para nascidos em outubro; quinta (29), depósitos do Ciclo 3 para nascidos em novembro; e sexta-feira (30), início do Ciclo 4, com depósito para nascidos em janeiro.

Vale lembrar que, apesar de ter sido ampliado, o auxílio só será pago até dezembro , então muitos beneficiários perderão uma parte ou todas as novas parcelas de R$ 300. Confira aqui as novas regras e quem perderá parcelas .

Quantas parcelas do auxílio de R$ 300 vou receber?

  • Quem começou a receber o auxílio no início, em abril, recebe as 4 novas parcelas de R$ 300;
  • Quem começou em maio, recebe 3 – além das cinco de R$ 600;
  • Quem começou em junho, recebe 2;
  • Quem começou em julho, recebe apenas uma de R$ 300;
  • Quem começou após julho depois de contestar não tem direito a nenhuma parcela do auxílio extensão, recebe apenas as cinco parcelas do auxílio de R$ 600; e
  • Quem faz parte do Bolsa Família recebe todas as 9 parcelas do auxílio, sendo 5 de R$ 600 e 4 de R$ 300.

Calendários do auxílio nesta semana – em negrito

Bolsa Família:

  • 19 de outubro: NIS final 1;
  • 20 de outubro: NIS final 2;
  • 21 de outubro: NIS final 3;
  • 22 de outubro: NIS final 4;
  • 23 de outubro: NIS final 5;
  • 26 de outubro: NIS final 6 ;
  • 27 de outubro: NIS final 7 ;
  • 28 de outubro: NIS final 8 ;
  • 29 de outubro: NIS final 9 ; e
  • 30 de outubro: NIS final 0 .

Ciclo 2 – depósitos (calendário já encerrado):

  • 28 de agosto – nascidos em janeiro;
  • 2 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 4 de setembro – nascidos em março;
  • 9 de setembro – nascidos em abril;
  • 11 de setembro – nascidos em maio;
  • 16 de setembro – nascidos em junho;
  • 18 de setembro – nascidos em julho;
  • 23 de setembro – nascidos em agosto;
  • 25 de setembro – nascidos em setembro;
  • 28 de setembro – nascidos em outubro e novembro; e
  • 30 de setembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 2 – saques e transferências:

  • 19 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 22 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 29 de setembro – nascidos em março;
  • 1º de outubro – nascidos em abril;
  • 3 de outubro – nascidos em maio;
  • 6 de outubro – nascidos em junho;
  • 8 de outubro – nascidos em julho;
  • 13 de outubro – nascidos em agosto;
  • 15 de outubro – nascidos em setembro;
  • 20 de outubro – nascidos em outubro;
  • 22 de outubro – nascidos em novembro; e
  • 27 de outubro – nascidos em dezembro .

Ciclo 3 – depósitos:

  • 30 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 5 de outubro – nascidos em fevereiro;
  • 7 de outubro – nascidos em março;
  • 9 de outubro – nascidos em abril;
  • 11 de outubro – nascidos em maio;
  • 14 de outubro – nascidos em junho;
  • 16 de outubro – nascidos em julho;
  • 21 de outubro – nascidos em agosto;
  • 25 de outubro – nascidos em setembro ;
  • 28 de outubro – nascidos em outubro ;
  • 29 de outubro – nascidos em novembro ; e
  • 1º de novembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 3 – saques e transferências:

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos em julho;
  • 28 de novembro – nascidos em agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 4 – depósitos:

  • 30 de outubro – nascidos em janeiro ;
  • 4 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 5 de novembro – nascidos em março;
  • 6 de novembro – nascidos em abril;
  • 8 de novembro – nascidos em maio;
  • 11 de novembro – nascidos em junho;
  • 12 de novembro – nascidos em julho;
  • 13 de novembro – nascidos em agosto;
  • 15 de novembro – nascidos em setembro;
  • 16 de novembro – nascidos em outubro;
  • 18 de novembro – nascidos em novembro; e
  • 20 de novembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 4 – saques e transferências

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos julho;
  • 28 de novembro – nascidos agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Guedes classifica de exemplar parceria com Congresso em 2020

Publicado


O ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou de “exemplar” a parceria com o Congresso Nacional em 2020. Ao comentar a aprovação da nova Lei de Falências pelo Senado, ele negou que o governo não tenha um plano para sair da crise econômica.

Guedes citou o desempenho da bolsa de valores, que voltou aos melhores níveis desde fevereiro, para justificar que as medidas tomadas pelo governo para enfrentar a crise estão dando resultado. Também destacou a manutenção da nota de risco do Brasil pela Agência Fitch, anunciada na semana passada, e os elogios recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI) às medidas adotadas pelo Brasil durante a pandemia.

“Aí o ministro está fazendo um trabalho, a economia voltou em ‘V’ [forte queda seguida de forte retomada], a arrecadação está subindo, a economia está retomando o crescimento, já estava começando a crescer, foi atingida pela doença. Aí todo mundo estava achando que ia ser a pior coisa do mundo, a economia começa a voltar. A tragédia está aí, nos machucou, atingiu nossas famílias, é péssimo. Agora, o que adianta ficar jogando pedra?”, comentou o ministro.

Parceria

Em relação à parceria com o Congresso, Guedes citou, além da Lei de Falências, a aprovação de medidas para enfrentar a pandemia de covid-19. Ele destacou a aprovação do auxílio emergencial, de mais recursos para a saúde durante a pandemia do novo coronavírus e do pacote de ajuda aos estados e aos municípios, em troca do congelamento de salários no funcionalismo até o fim do ano que vem.

Ele disse ter conversado recentemente com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), com a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) e com “senadores da oposição” para provar que tem “interlocução total” com o Congresso.

Avanços

O ministro citou a reforma da Previdência e a aprovação de novos marcos legais, como o do saneamento e do gás, como provas de que a agenda econômica está avançando. No entanto, também mencionou propostas paradas, como o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia (que precisa ser ratificado pelos parlamentos de todos os países), o pacto federativo e a reforma administrativa, como exemplo de que o Executivo está fazendo sua parte.

“Não peço elogios. Mas vocês deviam estar observando os fatos empíricos. Não se falou tanto em ciência, em fatos? Olhem os fatos, olhem o que foi feito antes. Nós entramos, fizemos a reforma da Previdência imediatamente, derrubamos os juros, economizamos agora mais R$ 300 bilhões com a reforma administrativa e mais de R$ 150 bilhões quando combinamos que não vai haver aumento de salários para o funcionalismo no meio da pandemia. Estamos fazendo coisas importantes”, afirmou o ministro.

Bolsa de valores

O ministro destacou a recuperação da bolsa para rebater críticas de que a equipe econômica está sem credibilidade. “A Bolsa sobe todo dia e o ministro está sem credibilidade? Eu sempre aprendi que é o contrário. A economia está acelerada, a geração de empregos está acelerada, a Bolsa sobe todo dia”, declarou.

Guedes acrescentou que a velocidade de implementação do plano da equipe econômica depende de timing político. Ele disse que o governo, no início, não tinha articulação política, mas está evoluindo. Afirmando haver “falsas narrativas”, o ministro disse haver uma “crise de desrespeito” no Brasil.

“Uma pessoa que eu nem sei quem é diz que eu estou desacreditado. O mercado faz novas altas todos os dias, mostrando que há confiança na política econômica brasileira. O dólar descendo, a bolsa subindo, a economia voltando em ‘V’, os investimentos entrando”, comentou.

Guedes deu entrevista nesta quarta-feira (25) na portaria do Ministério da Economia após a aprovação do texto final da Lei de Falências. Ele estava acompanhado do secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, e do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

Economia

Contran estipula novos prazos para licenciamento de carros novos

Publicado


source

Brasil Econômico

Trânsito
Luiz Guarnieri/Futura Press

Renovação da CNH será remarcada de acordo com mês de validade

Quem comprou carro entre 19 de fevereiro e 30 de novembro de 2020 pode fazer o registro e o licenciamento do novo veículo até o dia 31 de janeiro de 2021. A resolução que interrompia prazos de processos do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) por causa da pandemia foi revogada na semana passada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os novos prazos começam a valer a partir do 1º dia de dezembro

“A Resolução nº 782, de 2020, trouxe medidas para mitigar os impactos decorrentes da pandemia do novo coronavírus. A publicação foi necessária, visto que os órgãos de trânsito estavam com suas atividades paralisadas e, portanto, inviabilizados de cumprir os prazos estabelecidos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Procuramos estabelecer regras que permitam a retomada dos serviços e prazos de modo a causar o menor transtorno ao cidadão, adequando à capacidade de atendimento por parte dos órgãos de trânsito”, explica Frederico Carneiro, presidente do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Quanto ao licenciamento anual, o Contran determinou que órgãos e entidades de trânsito poderão estabelecer prazos para a renovação de acordo com o algarismo final da placa. O órgão deverá informar o Denatran até 31 de dezembro de 2020, caso pretenda estabelecer um novo calendário. Assim, o Denatran divulgará os novos calendários para o Brasil todo.

No Rio de Janeiro, o Detran-RJ aumentou o prazo para proprietários de veículos retirarem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) em 2020. Com a alteração, o vencimento, para todas as placas (0 a 9), passou para o dia 30 de novembro.

CNH

O restabelecimento dos prazos para renovação da CNH ocorrerá a partir de 1º de janeiro de 2021. Esse processo envolve todos os condutores que tiveram habilitação vencida em 2020.

O processo seguirá os meses de validade das carteiras . Dessa forma, os documentos com data de validade de janeiro de 2020 poderão renovar até 31 de janeiro de 2021; o vencidos em fevereiro de 2020, poderão ser renovação poderão ser renovados até 28 de fevereiro de 2021; e assim por diante, até 31 de dezembro de 2021 para as habilitações com validade em dezembro de 2020.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana