conecte-se conosco


Mato Grosso

Programa Telessaúde otimiza atendimentos e gera economia

Publicado

O telediagnóstico em eletrocardiograma é um dos serviços desenvolvidos pelo programa Telessaúde em Mato Grosso. Essa modalidade de atendimento passou a operar em 30 de junho de 2014 no município de Alto Boa Vista e, atualmente, já está em execução em 34 municípios mato-grossenses.

É perceptível, entretanto, que além de outros benefícios, a ferramenta tecnológica contribui para a economia e eficácia dos serviços ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aos seus usuários.

Entre fevereiro de 2018 e maio de 2019, a média de economia registrada foi de R$ 46.905,35 por mês. Isto é, mais de seiscentos mil reais por ano, se considerado o valor que cada município deixou de utilizar com a emissão de laudos. No mesmo período, foram realizados 13.965 laudos.

“O Telessaúde de Mato Grosso é um excepcional exemplo de ação bem sucedida na área da Saúde, sendo referência não apenas em nosso Estado, mas também para todo o país. O programa gera uma economia inteligente para os cofres públicos porque otimiza os atendimentos prestados à população, oferecendo mais eficácia aos usuários do SUS”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Leia Também:  Politec realiza workshop para alinhar procedimentos que envolvem perícias de trânsito

Outra economia obtida com esse serviço é constatada na medida em que se evita o deslocamento dos pacientes; o atendimento também proporciona mais agilidade no tratamento do indivíduo, a partir do diagnóstico exato e imediato da doença.

“O eletrocardiograma é um método de investigação do aparelho cardiovascular de grande utilidade clínica na detecção e no manejo das doenças cardiovasculares. O serviço de telediagnóstico disponibiliza laudos deste exame via internet, de maneira a agilizar o processo de diagnóstico e o tratamento do usuário”, explica o coordenador do Núcleo Técnico Científico do Telessaúde-MT, Fábio José da Silva.

Atualmente, o Telessaúde-MT conta com oito técnicos de nível superior – dentre eles, farmacêuticos, odontólogos, enfermeiro, médico e um estagiário da área de Tecnologia de Informação.

Os laudos são realizados pelo Centro de Telessaúde, localizado no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que possui uma equipe de profissionais apta a emitir laudos para todo o Brasil. O custo de um laudo é de R$ 7,80 (sete reais e oitenta centavos), valor que é financiado pelo Ministério da Saúde.

Ao todo, são 269 médicos habilitados para solicitar o exame na plataforma do programa, além de 50 equipamentos distribuídos nos 34 municípios de Mato Grosso, sendo que já foram programadas as implantações para 68 novos pontos.

Leia Também:  Amigos da Escola leva serviços a centro de assistência social de Barra do Garças

Ampliação

Desde fevereiro de 2018, o Telessaúde-MT integra a Oferta Nacional de Telediagnóstico, que visa à ampliação do serviço de diagnóstico de exames realizados à distância, nas áreas mais necessitadas do país.

“O serviço vem sendo ampliado gradativamente com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde, do Hospital Universitário Júlio Muller e do Ministério da Saúde”, concluiu Fábio.

Prêmio internacional

Em abril deste ano, a atuação do Telessaúde-MT foi condecorada pelo WSIS Prizes 2019 – premiação que acontece anualmente em Genebra, na Suíça –, sendo a única indicação brasileira ao prêmio. O World Summit on the Information Society (WSIS) Forum 2019 é organizado por diversas entidades, entre elas, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O evento de premiação reúne mais de três mil participantes de 150 países, representa o maior encontro anual da comunidade de Informação e Comunicação (TIC) e oportuniza o debate sobre tendências, evoluções e desafios dos tópicos digitais.

Com informações do Telessaúde-MT

 

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Prova para primeiro mestrado indígena da Unemat será no domingo (20.10)

Publicado

Neste domingo (20.10), 68 indígenas com licenciatura em diferentes áreas do conhecimento farão prova escrita para o Mestrado em Ensino em Contexto Indígena Intercultural. Os inscritos concorrem as primeiras 20 vagas do programa de pós-graduação stricto sensu, nível de mestrado profissional, ofertadas pela Faculdade Intercultural Indígena (Faindi) da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

A prova será realizada no câmpus da Unemat, em Barra do Bugres, às 14h. Os candidatos devem chegar ao local com pelo menos 30 minutos de antecedência, munidos de documento com foto e caneta esferográfica preta ou azul. O processo de seleção ainda contará com as etapas de arguição do projeto de pesquisa e análise de currículo.

O programa funciona na modalidade presencial, com a oferta de disciplinas em módulos no câmpus da Unemat em Barra do Bugres. O curso tem a área de concentração em Ensino, com as linhas de pesquisa: “Ensino e Linguagens em Contexto Intercultural” e “Ensino, Docência e Interculturalidade”.

Com uma proposta diferenciada, a capacitação de professores em nível de Mestrado Profissional, tem como meta proporcionar empoderamento aos docentes indígenas de valores pedagógicos agregados aos etnoconhecimentos, com vistas ao enriquecimento e à eficácia das práticas profissionais nas escolas das aldeias.

Leia Também:  Nove quilos de drogas são apreendidos e seis pessoas presas em Peixoto de Azevedo e Matupá

Mais informações confira aqui.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Seciteci divulga projetos aprovados para XI Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

Publicado

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) publicou nesta terça-feira (15.10), a lista dos projetos aprovados para a XI Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que será realizada entre os dias 22 e 25 de outubro, concomitantemente com a 16ª Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A superintendente de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, da Seciteci, Lecticia Figueiredo explica que este ano foram selecionados 40 projetos. “Todos os anos as escolas se organizam para participar desse evento que é considerado o maior evento de popularização da ciência do país”.

A 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia traz o tema ‘Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável’.

Lecticia explica que o objetivo da bioeconomia é ser uma economia focada na utilização de recursos de base biológica, recicláveis e renováveis, ou seja, mais sustentáveis.

Confira os projetos selecionados

 

Instituições

Projetos

Cidades

1

LICEU CUIABANO

Nutrição Consciente

Cuiabá

2

LICEU CUIABANO

Tecnologia no Agronegócio

Cuiabá

3

LICEU CUIABANO

Uso de Tecnologia (drone) para o Reflorestamento

Cuiabá

4

Escola Estadual Presidente Médici

Aplicação da Técnica de Eletrofoculação no tratamento de água

Cuiabá

5

Escola Estadual Presidente Médici

Aplicativo de assessoria Contábil para pequenos agricultores

Cuiabá

6

Escola Estadual Presidente Médici

Emprego da Bocaiúva para Prevenção Contra Assoreamentos

Cuiabá

7

Escola Estadual Alice Barbosa Pacheco

Reutilizar a água do bebedouro

Campo Verde

8

Escola Estadual Alice Barbosa Pacheco

Medidor de Umidade e Impureza de Soja

Campo Verde

9

Escola Estadual Alice Barbosa Pacheco

Alimentador de animais Automático

Campo Verde

10

Escola Estadual Prof. Eucaris Nunes da Cunha e Moraes

Agro-Day – Irrigação usando água salobra

Poconé

11

Escola Estadual Prof. Eucaris Nunes da Cunha e Moraes

Parque Urbano em fazenda

Poconé

12

Escola Estadual Prof. Eucaris Nunes da Cunha e Moraes

Placa Solar com garrafa pet (energia solar)

Poconé

13

Escola Estadual José Leite de Moraes

Dispersão de sementes

Várzea Grande

14

Escola Estadual José Leite de Moraes

Energia fotovoltaica

Várzea Grande

15

Escola Estadual José Leite de Moraes

Bicicletário BAF

Várzea Grande

16

Escola Municipal Central

CONHECER SOBRE OS AGROTOXICOS USADOS NA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS EM CONFRESA -MT

Confresa

17

Escola Municipal Rural Branca de Neve

O Buriti e sua importância ecológica e econômia

Confresa

18

Escola Estadual Ramon Sanches Marques

ASTRONOMIA PARA TODOS (BOLSA CNPQ)

Tangara da Serra

19

Escola Estadual Ramon Sanches Marques

ASTRONOMICAMENTE  (BOLSA CNPQ)

Tangara da Serra

20

Escola Estadual Ramon Sanches Marques

ISOLANTE TÉRMICO DE EMBALAGENS CARTONADAS (BOLSA CNPQ)

Tangara da Serra

21

ESCOLA JOSÉ APARECIDO RIBEIRO

CASA SUSTENTÁVEL

Nova Mutum

22

LICEU CUIABANO

ROBÔ ENFERMEIRO (BOLSA CNPQ)

Cuiabá

23

ETE de Tangara da Serra

O BABAÇU ALTERNATIVA DE COMPLEMENTAÇÃO DE RENDA

Tangara da Serra

24

ETE de Tangara da Serra

HIDROPONIA COM PETs

Tangara da Serra

25

ESCOLA MUNICIPAL PATROCINIO JOAQUIM DIAS

Sistema de pastejo irrigado ecologicamente correto

Alto Araguaia

26

Escola Estadual Alice Barbosa Pacheco

VARAL UTILITÁRIO (BOLSA CNPQ)

Campo Verde

27

SENAI NOVA MUTUM MT

BIO CÁPSULA NATURALE

Nova Mutum

28

SENAI SINOP

LIVER – PRO BARRA PROTEICA DE FIGADO

Sinop

29

ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ADALGISA DE BARROS

A UTILIZAÇÃO DO ARDUINO COMO POSSIBILIDADE PEDAGÓGICA

Várzea Grande

30

ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ADALGISA DE BARROS

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL UTILIZANDO A INTELIGÊNCIA JARVIS (BOLSA CNPQ)

Várzea Grande

31

ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ADALGISA DE BARROS

ESTUFA AUTOMATIZADA SUSTENTÁVEL COM ARDUINO  (BOLSA CNPQ)

Várzea Grande

32

ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ADALGISA DE BARROS

SEISMIC CAP – O BONÉ INTELIGENTE

Várzea Grande

33

SENAI DISTRITO

SUITS – Agro Industria piscicultura

Cuiabá

34

Escola Estadual Dom Bosco

Manteiga Temperada

Lucas do Rio Verde

35

Escola Estadual Dom Bosco

ESTUFA DE SECAGEM

Lucas do Rio Verde

36

Escola Estadual Dom Bosco

Produção sustentável de um subproduto da manga

Lucas do Rio Verde

37

ETE de Lucas do Rio Verde

AQUAPONIA

Lucas do Rio Verde

38

ETE de Lucas do Rio Verde

DOCE DE LEITE FABRICADO COM EXTRATO DE SOJA

Lucas do Rio Verde

39

ETE de Lucas do Rio Verde

USINAGEM EM CAMPO

Lucas do Rio Verde

40

Escola Estadual Presidente Médici

Placa Solar Caseira (BOLSA CNPQ)

Cuiabá

       
Leia Também:  Amigos da Escola leva serviços a centro de assistência social de Barra do Garças

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana