conecte-se conosco


Várzea Grande

Programa ‘Escola em Tempo Ampliado’ já atende mais de 1.700 alunos em Várzea Grande

Publicado

Com o início do ano letivo, as atividades do programa ‘Escola em Tempo Ampliado’ (ETA), nas unidades da rede municipal de Ensino de Várzea Grande, também estão sendo retomadas.  Este ano, a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer ampliou de 17 para 22 o número de escolas participantes, beneficiando mais 380 alunos que serão atendidos pelo Programa idealizado e implementado em 2015 por iniciativa da prefeita Lucimar Sacre de Campos. Totalizando  1.736 alunos incluídos no programa que é mantido por recursos municipais.

Através do Programa ETA, a Secretaria de Educação tem alcançado resultados positivos nas ações pedagógicas, culturais, de inserção social, provocando mudanças no perfil dos estudantes, até na forma com que muitos alunos encaram o ambiente escolar, familiar e a comunidade onde vivem.

O secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidélis, ressalta que o programa é uma busca da melhoria no desempenho dos estudos, na utilização do tempo ocioso e o aproveitamento desse tempo para afastar o aluno de atividades que o levem a problemas de risco social,no contato com atividades de lazer, esporte e cultura, além da melhoria no relacionamento familiar e no desenvolvimento de sua autonomia estão entre os benefícios comprovados pela permanência do aluno na escola, como consta nos relatos de alunos, pais de alunos, professores, coordenadores e gestores das unidades escolares onde o projeto foi implantado.

“Precisamos avançar nos resultados e isso é uma tarefa de todos, no dia-a-dia na escola, em nossas atividades nas oficinas com os alunos, precisamos de todo o empenho, dinamismo e profissionalismo de cada um para alcançarmos o padrão de excelência nos processos de ensino aprendizagem que tanto almejamos”,explicou o secretário.

Silvo disse ainda que o projeto foi ampliado e reforçado para o ano letivo de 2020. E reforçou o empenha da gestão em oferecer uma educação cada vez mais ampliada e de qualidade para as crianças de Várzea Grande.

A articuladora do projeto na Escola Municipal Honorato Pedroso de Barros, Marcia Conceição Coelho, explica que os alunos dão entrada no ensino regular às 7h, onde permanecem até às 11h. “Esses Possuem o espaço direcionado especialmente para eles dentro da escola, recebem o almoço e em seguida levados para o descanso. Às 13h começam a serem ministradas as oficinas. Todos os dias são oferecidas cinco disciplinas diferentes com uma rotatividade entre os alunos”, explica a articuladora.  

Entre as oficinas estão, aulas de reforço escolar, letramento, oficinas de artesanato, informática, raciocínio lógico, dança, teatro e música, além das atividades esportivas, culturais e de manuseio com a terra, na criação e manutenção das hortas escolares. Todo o trabalho é promovido em constante avaliação do corpo técnico, composto por profissionais da Secretaria de Educação, destacado para o acompanhamento sistemático do Programa ETA nas escolas onde ele é desenvolvido. 

Ana Paula Gonçalves da Silva, mãe de Mikaelly Gonçalves da Silva de 9 anos, que cursa o 4º ano na escola Honorato Pedroso, está comemorando a participação da filha no projeto. “Além de saber que ela participará de várias atividades, possibilidade de interação com as outras crianças, a tarefa de casa será feita ainda na escola. Isso vai me ajudar muito, porque eu trabalho durante todo o dia, e fazíamos as tarefas no período da noite, o que ficava cansativo pra ela e para nós.Fora que ela permanecer na escola aumenta as chances de aprender mais”.  

A diretora da escola Honorato Pedroso de Barros , Marilene Silva, deixou claro em seu depoimento, a satisfação em estar junto com a escola desenvolvendo o projeto. “Quando o projeto chegou na escola a gente se assustou um pouco, devido ao grande desafio que estava começando.  Hoje o projeto é visto como um presente para nós, para os pais e para as crianças que adoram e participam ativamente das oficinas. Ano passado estávamos com 60 alunos inclusos no projeto, esse ano esse número aumentou para 80 e a expectativa é que esse número aumente ainda mais.Observamos melhor desempenho escolar, maior concentração e satisfação nos alunos do projeto”.

Desde sua implantação na rede municipal de Várzea Grande, o Programa Escola em Tempo Ampliado – ETA já atende mais de 1.700 alunos e em 2020 passa a atender também as EMEB’s “Eunice Cesar de Mello”, “Professora Rita Auxiliadora Campos Cunha”, “Mario Antunes Almeida”, “Alino Ferreira de Magalhães” e “Joaquim da Cruz Coelho”. 

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Várzea grande entrega EPI para área da Saúde e alerta para alta de preços de insumos e medicamentos

Publicado

Visando atender as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA e do Ministério da Saúde em comum acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS, a Prefeitura de Várzea Grande realizou a entrega de EPI – Equipamentos de Proteção Individual para todos os servidores da área da saúde pública que lidam diretamente com a população e com o combate ao Coronavírus (COVID 19).

“Temos preocupação com a população especialmente aqueles da área de risco e também como idosos, mas não podemos e não vamos descuidar dos profissionais da área da saúde pública”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Em reunião com o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus em Várzea Grande, a prefeita cobrou medidas antecipadas para se evitar o estrangulamento do sistema de saúde caso a pandemia saia do controle e reforçou claramente que “o distanciamento social é uma das mais eficientes e importantes medidas para se combater o coronavírus e na medida do possível iremos cobrar de todos que cumpram essa meta, sem descuidar de outra questão a econômica e dos empregos de milhares de pessoas que trabalham  no comércio e indústria de nossa cidade e que estão isolados”, alertou ela.

Já o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes sinalizou que não tem faltado EPIs para os servidores da Saúde Pública local, no entanto, ele reconheceu que existem pedidos diversos que sequer encaixam nas determinações do Ministério da Saúde e da ANVISA que seguem os protocolos da OMS.

“Já estamos realizando novas compras que acabam encontrando dificuldades no fornecimento de todo tipo de material já que além da alegada falta de produtos os preços dispararam, o que de certa forma inviabiliza muitas compras e necessidades”, sinalizou o secretário apontando como grave o documento encaminhado ao Governo do Estado pelo Sindicato das Empresas de Saúde de Mato Grosso – SINDESSMAT e pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso – Fehosmat, apontando para alguns aumentos de preços superando os 6 mil pontos percentuais.

“Dois itens essenciais nos EPIs – Equipamentos de Proteção Individual são as máscaras cirúrgicas descartáveis com elástico que tiveram seus preços majorados 1.799% saindo de R$ 7,90 a unidade para R$ 150,00 e o Avental Cirúrgico Descartável com mangas longas que subiu 6.313% saindo de R$ 0,92 (noventa e dois centavos) para R$ 59,00. E não para por aí, o medicamento azitromicina que está sendo associada a Cloroquina, remédios utilizados para a malária e agora aplicados no tratamento do COVID 19 com sucesso em casos graves, subiu 473%, seguido por sulfato de magnésio que subiu 213% e haloperidol que foi elevado em 163% e mais o álcool 70% que subiu imensos 152%. Todos estes aumentos vão dificultar sobre maneira qualquer atuação do Poder Público ou mesmo da área médica como um todo”, alertou Diógenes Marcondes.

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Unidades de Saúde Várzea Grande aplicam vacinas contra a gripe H1N1: Confira pontos de imunização

Publicado

A secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande já vacinou 9 mil pessoas entre idosos  e profissionais da saúde – o público alvo desta primeira fase da campanha – contra a influenza  H1 N1. O Ministério da Saúde e o Governo do Estado, enviaram para o município mais 8.500 doses, o que possibilitou a retomada da aplicação das vacinas nesta segunda feira (30).

De acordo a Técnica Responsável pela Vigilância em Saúde de Várzea Grande , Relva Cristina Silva Moura,o Ministério da Saúde  ainda não mandou a totalidade das doses necessárias para toda a primeira fase da campanha, que irá até 15 de abril.Todas as cidades Brasileiras estão recebendo por lotes fracionados.

”A cada lote que chega restabelecemos os serviços, e mantemos a população informada. Tudo que recebemos nos dois primeiros lotes de doses das  vacinas foram aplicadas. Os pontos de vacinação estão funcionando nos horários das 7h:30m da manhã às 17h, sem intervalo para o almoço. O Novo Decreto Municipal, de medidas de enfrentamento ao coronavírus, estabelece horário  de funcionamento no âmbito da Administração Pública das 8h da manhã às 12, porém não se aplica aos serviços de saúde para a campanha de vacinação , que se dará nos dois horários. Isso é muito importante frisar”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde.

“È muito importante na hora de vacinar, observar as recomendações necessárias no resguardo a saúde, com a Pandemia do Covid-19.É prudente manter o distanciamento em filas.Lembrando que a distribuição é controlada pelo Ministério da Saúde, e conforme forem chegando as doses a Saúde Pública de Várzea Grande , manterá este público alvo informado”, explicou Relva Cristina.

A vacinação vai até o dia 22 de maio. A campanha foi antecipada para ajudar a diferenciar os casos de gripe pelo Influenza do novo coronavírus, para o qual ainda não existe vacina.

A campanha será divida em etapas e atenderá a grupos prioritários. A primeira etapa, até 15 de abril, abrangerá as pessoas com mais de 60 anos de idade e os profissionais de saúde.

Com início em 16 de abril, a segunda etapa atenderá os grupos prioritários de professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Os locais de vacinação em Várzea Grande acontecem em 17 unidades de saúde e duas unidades escolares: Confira os locais.

·      Clínica de Atenção Dr. Moacir Dellanes – Jardim Glória;

·      Clínica de Atenção Miguel Baracat – 24 de Dezembro;

·      Clínica de Atenção Arminda Sato (Marajoara);

·      Clínica de Atenção Vitor Marques (Cristo Rei);

·      Clínica de Atenção Dr. Lucilo Freitas (Parque do Lago);

·      ESF Manoel Bernado de Barros (Unipark);

·      ESF Maria Galdina da Silva (Vila Arthur);

·      ESF Margarida Pereira Tavares (Manaira);

·      ESF Maria José Pedrosa (Capão Grande);

·      ESF Binoca Maria da Costa (Manga);

·      ESF Lurico Ferreira de Magalhães (Souza Lima);

·      ESF Celestina Gomes Coelho (Água Vermelha);

·      CS – Laurentino Paulo Serqueira (Água Limpa);

·      CS – Jardim Imperial;

·      CS – Cohab Cristo Rei;

·      CS – Nossa Senhora da Guia;

·      CS Celina Batista Dantas (Ouro Verde);

Duas unidades escolares:

·      CMEI Albella Curvo de Moraes (Bairro Mapim);

·      EMEB – Maria Pedrosa de Miranda (Jardim Petrópolis).

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana