conecte-se conosco


Policial

Profissionais de Segurança concluem curso de Atendimento Pré Hospitalar Policial

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Servidores da Segurança Pública da região metropolitana concluíram, na sexta-feira (22.06), o curso de Atendimento Pré Hospitalar Policial (ATH), promovido pela Academia da Polícia Judiciária Civil (Acadepol). A quarta edição do curso capacitou 27 profissionais atuantes em diferentes áreas da Segurança.

A capacitação com carga horária 24 horas/aula foi realizada entre os dias 12 a 14 de junho, com aulas teóricas e práticas, ministradas pelos policiais, Joelson Almeida, Heleno Souza e Ojier Augusto Castro de Almeida (instrutor do curso).

Durante os três dias de treinamento, a turma, formada por 27 agentes de segurança, recebeu instruções com principal objetivo capacitar policiais em técnicas avançados de atendimento pré hospitalar, que possam salvar suas próprias vidas ou de um colega em situação de emergência.

As instruções são voltadas para atendimentos de ferimentos causados por arma branca e principalmente arma de fogo, sendo abordado também temas como balística, proteção pessoal, dando ênfase em outros pontos como parada respiratória, e cardiorrespiratória.

Leia Também:  Cursos em diferentes áreas estão em andamento na Acadepol

O policial civil, Ojier, que atua como instrutor da capacitação destaca que a cada edição do curso, aumenta o número de participantes e outros servidores já estão a espera de vaga para o treinamento no próximo semestre.

“É preciso que o profissional de segurança possua esse tipo de conhecimento para não ser pego de surpresa em situações de risco eminente, sabendo auxiliar o sistema de saúde especializado em situações como colocar um colar cervical, imobilizar uma fratura, ou outros tipos de atendimentos”, disse.

Entre os participantes estavam policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), além de servidores do Sistema Prisional e do Socioeducativo.

Ojier enfatisou ainda a grande participação dos profissionais da Segurança, assim como o fato do curso ser gratuito e a dedicação dos professores e instutores que atuam de forma voluntária. “Estamos muito felizes que os policiais civis e membros de outras instituições de segurança estejam prestigiando o curso com a efetiva participação, percebendo a importância da capacitação para suas vidas”, disse. 

Leia Também:  Polícia Civil flagra oficina de desmanche de veículos no Dom Aquino

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil prende suspeito de matar com golpe de faca mulher em Confresa

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O homem que matou a ex-mulher, Daiane Oliveira Barbosa, 30, por não aceitar o fim do relacionamento, foi preso na cidade de Santa Terezinha (1.312 km a Nordeste), pela Polícia Civil, no último sábado (20.07). O suspeito  Gideon Silva de Moraes, 25 anos, estava com mandado de prisão temporária (30 dias) decretado pela Justiça de Confresa (1160 km a Nordeste), local do crime.  O suspeito responderá por feminicídio. 

Após o crime, o suspeito ficou escondido em uma comunidade rural, a 40 km da zona urbana do município de Santa Terezinha, mas acabou descoberto e quase foi linchado por populares, que acionaram a Polícia Civil para sua condução. O preso foi encontrado com vários hematomas decorrente de agressões praticadas por populares e amarrado com uma corda.

O delegado de Confresa, Allan Vitor Sousa da Mata, informou que o preso foi levado para Delegacia e confessou a autoria do crime, dando detalhes da morte motivada por ciúmes e por não aceitar o fim do relacionamento.

Vitima e suspeito tinham um relacionamento amoroso e haviam terminado há cerca de uma semana. Ela era ameaçada e agredida pelo companheiro, segundo informações de seus familiares, que narram também que ela era mantida frequentemente em cárcere privado enquanto morava com o suspeito.

Leia Também:  Cursos em diferentes áreas estão em andamento na Acadepol

Dias antes, a vítima tinha comparecido na Delegacia para pedir apoio na retirada de pertences, mas desistiu de registrar o boletim de ocorrência e pedir medidas protetivas.

A faca usada no crime foi encontrada próximo ao muro lateral da casa da vítima. O objeto estava com manchas de sangue e foi encaminhado à perícia na Politec.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Padrasto acusado de abusar de enteadas de 10 e 13 anos é preso em Sinop

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de estupro de vulnerável contra duas enteadas teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, no sábado (20.07), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso de Sinop (499 km ao Norte). O suspeito, F. S. R., 32, praticou os abusos contra as vítimas, atualmente com 13 e 10 anos de idade, por aproximadamente dois anos, enquanto mantinha o relacionamento com a mãe das menores.

Além de ter o mandado de prisão preventiva cumprido pelo crime de estupro de vulnerável, o suspeito que tem outros dois filhos com a mãe das vítimas, foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Os abusos praticados por F.S.R. foram descobertos na semana passada, durante outra investigação da Delegacia da Mulher de Sinop. Durante os levantamentos, a mãe das menores denunciou o ex-companheiro, relatando que havia se separado após descobrir que ele abusava sexualmente das suas filhas e desde a separação sofria constante ameaças para que ela não comunicasse os fatos a Polícia.

Leia Também:  Casos de desaparecimentos de jovens são solucionados pela DHPP em mais de 90%, diz estudo

De acordo com o delegado da DEDMCAI de Sinop, Joacir Batista dos Reis, as vítimas sofreram os abusos por aproximadamente dois anos, iniciando quando as meninas tinham 11 e 09 anos de idade. Os abusos ocorriam dentro da casa da família na zona rural de Sinop. “Após a separação, o suspeito veio morar na cidade, mas constantemente ia a região para ameaçar a ex-companheira, sempre frisando o fato de ter uma arma de fogo”, disse o delegado

Com base nas investigações, o delegado representou pelos mandados de busca e apreensão domiciliar e de prisão preventiva contra o suspeito, os quais foram decretados pela Justiça. Após monitoramento do endereço do investigado, no bairro Novo Horizonte, os policiais da DEDMCAI de Sinop deram cumprimento as ordens judiciais no início da tarde de sábado (20).

Em buscas na residência, foi apreendida uma espingarda calibre 32, 08 cartuchos de metal calibre 32 carregados, 05 cartuchos de metal deflagrados, 02 cartuchos de plástico carregados, além de outros materiais como pólvora, chumbo, espoleta e mais de R$ 1,7 mil em dinheiro.

Leia Também:  Operação Peça Segura apreende 12 câmbios de carros roubados

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a DEDMCAI de Sinop, onde além de ter o mandado de prisão cumprido foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana