conecte-se conosco


Educação

Professores dão dicas para segundo dia de provas do Enem

Publicado


No próximo domingo (28), os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão as provas de matemática e ciências da natureza. Para se sair bem, professores entrevistados pela Agência Brasil recomendam que o participante tenha uma estratégia de prova. Quem não foi bem no primeiro dia de aplicação, ainda pode recuperar a nota.

Ter uma estratégia de prova é definir previamente como irá administrar o tempo e como irá resolver as questões. A dica do assessor da área de física do Sistema Positivo de Ensino, Danilo Capelari, é começar pelas questões mais fáceis. “Fazer uma primeira leitura da prova e ir respondendo as questões mais fáceis. Isso garante a proficiência. Em uma segunda leitura, dedicar mais tempo às questões mais difíceis”, diz. 

Capelari explica que garantir as questões fáceis é uma estratégia para atender aos critérios de correção das provas, pela Teoria de Resposta ao Item. Pela TRI, a nota não é calculada levando-se em conta somente o número de questões corretas, mas também a coerência das respostas do participante ao conjunto das questões que formam a prova. A TRI estima a dificuldade das questões e avalia o conhecimento dos participantes.

Caso um estudante erre todas as questões fáceis e acerte uma difícil, a pontuação dele nessa questão será menor do que a de um estudante que acertou as questões mais fáceis e também a difícil. No primeiro caso, o sistema poderá entender que o participante chutou a resposta. 

Agenda_Enem_2021_segundo_dia Agenda_Enem_2021_segundo_dia

Agenda_Enem_2021_segundo_dia, por Arte/Agência Brasil

“Olhe as questões, dê uma primeira lida para escolher efetivamente os itens, começando pelos que você tem mais certeza de acerto. Como são textos grandes, não acho que seja adequado se aventurar a gabaritar tudo ou a fazer de forma contínua, da primeira à última questão”, complementa o professor de matemática do Colégio Matriz Educação, José Carlos de Medeiros. 

Atenção ao enunciado

Outra dica é estar atento aos textos e enunciados da questão. “Às vezes, as questões [que são de múltipla escolha] têm mais de uma alternativa que está correta conceitualmente. A grande questão é responder de acordo com o que o enunciado está pedindo. A alternativa pode estar correta conceitualmente, mas não é o que o enunciado pede. Quando se fala em interpretação de texto, é importante que os alunos estejam focados no pedido da questão, no enunciado”, explica Capelari.

Na reta final, a poucos dias para a prova, Medeiros recomenda que os estudantes descansem, para que possam estar tranquilos, mas que também façam uma última revisão. “Eu sempre acho que o melhor é o caminho do meio, eu acho que cabe dar uma revisada, mas estudar à exaustão não é a melhor solução emocionalmente para fazer uma prova”

Uma forma de revisar o conteúdo é fazer questões de provas do Enem de anos anteriores. “Acho interessante, para quem tiver oportunidade, rever algumas questões dos vários grupos de prova, do Enem PPL [para pessoas privadas de liberdade], Enem digital, em Libras [Língua Brasileira de Sinais], porque elas têm questões diferentes, mas que vêm do mesmo banco. É legal treinar as características da prova”, diz o professor. Todas os cadernos de questões e os gabaritos de anos anteriores estão disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

Ainda dá para recuperar 

No último domingo (21), os candidatos fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Para quem acha que não foi muito bem, os professores dizem que ainda dá para recuperar a nota. “Não pode desanimar, no Enem não ir muito bem é relativo. Como a prova segue a TRI, acontece muito de alunos acertarem 25 questões e tirarem a mesma nota de quem acertou 8 ou 9, por causa da estratégia de prova”, diz Capelari. 

Medeiros concorda: “Não há essa coisa de bola de cristal. Não saiu o resultado e, principalmente, como a gente tem 26% de ausência, deixar de tentar eu acho que não é uma coisa inteligente. Já que está dentro do processo, não custa ir lá e tentar, até porque não há certeza de absolutamente nada”. 

Os gabaritos oficiais serão divulgados para todas as provas apenas na próxima semana, até o dia 1º de dezembro. 

Questões do Enem

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), um banco que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2020. No sistema, é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. O banco seleciona as questões de maneira aleatória. Mais informações sobre a cobertura do Enem, que inclui correção de provas, estão disponíveis aqui.

Acompanhe a cobertura da Agência Brasil sobre o Enem 2021:

Enem 2021

O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Edição: Graça Adjuto

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Lei que garante bolsas para docentes da educação básica é sancionada

Publicado


O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (26) o Projeto de Lei  nº 31, que garante verbas de R$ 135 milhões para pagar bolsas de formação para professores da educação básica. Os recursos serão destinados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e ao programa Residência Pedagógica, além de outras ações voltadas à educação básica, como o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) e o Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica (ProEB).

“A transformação do projeto em lei significa tranquilidade para milhares de bolsistas. Para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é o que faltava para que fechássemos 2021 honrando os compromissos com a formação de professores para a educação básica”, afirmou Cláudia Queda de Toledo, presidente da instituição. “Estamos empenhados na recomposição orçamentária para que, no ano de 2022, consigamos pagar tudo em dia e sem precisar de créditos adicionais”, afirmou.

As verbas garantem o pagamento das bolsas dos programas até dezembro de 2021. O dinheiro complementa as verbas autorizadas pela Lei  nº 14.241 de 2021, sancionada na última segunda-feira (22) e que foi alocada para o pagamento de bolsas referente ao mês de setembro e outubro.

Edição: Valéria Aguiar

Continue lendo

Educação

FAO apresenta projeto de alimentação escolar na América Latina

Publicado


A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) vai apresentar hoje (26) no Green Rio, na Marina da Glória, o projeto Consolidação de Programas de Alimentação Escolar na América Latina e no Caribe, uma iniciativa de cooperação técnica internacional com o governo brasileiro que trabalha para fortalecer as políticas de alimentação escolar na região.

Os programas de alimentação escolar atendem a cerca de 85 milhões de estudantes na América Latina e no Caribe. Além de melhorar a qualidade da alimentação das crianças, a iniciativa fortalece a cadeia de agricultura familiar local, uma vez que incentiva os países a adquirir alimentos dos pequenos agricultores por meio de compras públicas.

Para a coordenadora do projeto, Najla Veloso, a alimentação escolar é uma estratégia de enfrentamento do sobrepeso e da obesidade e representa a possibilidade de educar para uma nova cultura alimentar. “Esse painel promoverá também a reflexão sobre as ações em andamento e as necessárias mudanças nessa política para a transformação dos sistemas alimentares.”

Segundo a (FAO), a região é a mais cara para se alimentar de forma saudável, sendo uma realidade inalcançável para 113 milhões de pessoas.A falta de acesso a dietas saudáveis e a baixa qualidade da alimentação trazem impactos negativos e elevam a probabilidade de deficiências, aumentando o sobrepeso e a obesidade, assim como doenças crônicas não transmissíveis.

Importante evento para consolidar o Brasil como um país estratégico no cenário da bioeconomia mundial, o Green Rio está de volta presencialmente à Marina da Glória, no Rio de Janeiro, hoje (26) e amanhã (27) e também terá transmissão online, possibilitando a todos os interessados acompanhar os debates do evento.

O Green Rio teve sua primeira edição em 2012, quando foi um evento paralelo da Conferência Rio+20. Ao longo desses oito anos, o evento se firmou como plataforma de negócios sustentáveis que reúne expositores, palestrantes e representantes da economia verde e do setor orgânico. Este ano, o Green Rio tem atividades presenciais e transmissões online.

Edição: Nádia Franco

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana