conecte-se conosco


Mato Grosso

Professora participa de programa educativo na Câmara dos Deputados

Publicado

A professora de Sociologia, Maria Teixeira, da Escola Estadual Júlio Muller, localizada no município de Barra do Bugres (a 168 quilômetros de Cuiabá), foi uma das profissionais de educação do país selecionadas para participar do Programa Estágio Participação, promovido pela Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

Durante três dias, de 16 a 18 de setembro, a professora e os demais participantes passaram por um circuito pedagógico e puderam vivenciar o Poder Legislativo, por meio de diferentes metodologias educativas.

A professora explica que, durante o estágio, tiveram formação sobre democracia e cidadania na escola, com o objetivo de proporcionar aos professores esclarecimentos sobre estes temas.

“Muitas vezes promovemos projetos na escola com o intuito de colocar os estudantes como protagonistas, participantes e atuantes de forma democrática e cidadã e não percebemos que estes projetos têm um viés mais assistencialista do que democrático”, ressalta.

Conforme Maria Teixeira, foram três dias de aprendizado profundo e de muitas reflexões acerca da educação, e a rede de conhecimento, criada no encontro, se estendeu para além do estágio em Brasília.

“Entendemos que a troca de experiências precisa continuar, se amparando na busca por um ensino democrático e de qualidade para os nossos estudantes e também para nós professores que somos eternos aprendizes”.

O programa Estágio Participação é um projeto educativo que tem o objetivo de estimular a participação democrática e cidadã por meio atividades que propiciem conhecimento sobre o Poder Legislativo, aproximando Parlamento e sociedade. Os participantes passam por um circuito pedagógico na Câmara dos Deputados em que possam vivenciar o poder legislativo por meio de metodologias educativas ativas e dialógicas, passando por experiências de educação para democracia que possam depois ser levadas para as escolas.

Entre os anos de 2015 e 2018, o programa atendeu estudantes universitários. Em 2019, está sendo direcionado aos educadores de escolas públicas com um ciclo de três edições, realizadas nos meses de setembro, outubro e novembro. Para este ano, foram convidados para participar os educadores que se inscreveram no programa “Missão Pedagógica no Parlamento” nas edições de 2017, 2018 e 2019 e que foram aprovados no curso Educação para Democracia e o Parlamento.

“Foi muito gratificante participar do programa, conhecer o Congresso Nacional e seu funcionamento, estar conectada com professores de todos os estados brasileiros, e perceber, que embora exista uma diferença regional, os problemas vivenciados no chão da escola se assemelham. Os projetos e a busca por soluções se complementam”, observa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Empaer recebe 58 veículos para atender agricultores em 33 municípios do Estado

Publicado


.

Para atender 33 municípios do Estado na atividade produtiva visando a redução do desmatamento e fortalecimento das cadeias produtivas, a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), realiza a entrega de 58 novos veículos e 347 equipamentos de informática. São 22 caminhonetes e 36 veículos (hatch) locados com recursos do Programa REED+For Early Movers (REM), viabilizados pelos governos da Alemanha e Reino Unido. Nesta quarta-feira (15), foi realizada a entrega de veículos para os técnicos da região de Alta Floresta.

O presidente da Empaer, Renaldo Loffi, destaca que devido ao novo coronavírus, foi feito um cronograma de entrega por regiões, com datas diferentes para evitar aglomerações. A intenção é que até o final desde mês de julho, as cinco regiões (Cuiabá, Juína, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta), estejam atuando com os novos veículos e equipamentos em seus municípios. “Queremos dar celeridade nesse processo de entrega e fomentar a iniciativa de suma importância e de enorme impacto ambiental e social”, esclarece.

De acordo com Loffi, a Empaer vai prestar atendimento a 5.750 agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais, pequenos e médios produtores. Em um período de um ano serão executados dois subprogramas do REM, um para atender 3.350 agricultores familiares nas cadeias produtivas da pecuária leiteira, fruticultura (banana e citrus), culturas perenes (cacau e café), e o outro para atender 2.400 pequenos e médios produtores que desenvolvem a atividade da pecuária de corte e na modalidade cria de bezerros.

Os técnicos da Empaer serão responsáveis pela assistência técnica contínua e a implantação de boas práticas nas cadeias produtivas. O programa REM em Mato Grosso prevê que recursos serão repassados para estruturação e apoio as atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) em contrapartida ao cumprimento de metas de redução de desmatamento no Estado. Os repasses são realizados anualmente e a gerência financeira desses recursos fica a cargo do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

Técnicos  serão responsaveis pela assistência técnica e implantação de boas práticas

As 22 caminhonetes são do modelo Amarock, com tração 4×4 e os 36 veículos são do modelo Ford KA. O contrato de locação é por um período de 12 meses de atividade. O Programa será estendido até 2022, podendo ser prorrogado o contrato de locação por mais um ano. Os equipamentos de informática adquiridos são computadores, impressoras, tabletes e outros.

Os municípios contemplados com veículos novos estão em  Alta Floresta, Carlinda, Colider, Guarantã do Norte, Nova Bandeirante, Matupá, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita, Novo Mundo, Paranaíta, Peixoto de Azevedo,  Terra Nova do Norte, Cuiabá Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães,  Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Nobres, Poconé, Rosário Oeste, Santo Antonio do Leverger e Várzea Grande, Juina, Aripuanã Castanheira, Colniza, Cotriguaçu, Juara,  Juruena,  Poxoréu ,  Marcelândia e Santa Helena.

Programa REM em Mato Grosso

O Programa faz parte da Estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir) do Estado de Mato Grosso, e é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) com a cooperação da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e Superintendência de Assuntos Indígenas da Casa Civil. O Programa conta também com o apoio de outras entidades e instituições. 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Sesp lança operação integrada na fronteira para baixar homicídios na região

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) desencadeia nesta quinta-feira (16.07) a Operação Integrada Progressão I, na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Pontes e Lacerda, visando a redução dos índices criminais de homicídio, roubo e tráfico de drogas, que nos primeiros cinco meses do ano de 2020, apresentaram aumento. A ação será lançada às 9h, na praça Miguel Gajardoni, no centro de Pontes e Lacerda.

De acordo com as informações preliminares do Observatório da Violência da Sesp, de 1º de janeiro a 12 de julho de 2020 foram registrados 19 assassinatos na regional de Pontes e Lacerda, um crescimento de 90% se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 10 homicídios.

O delegado regional de Pontes e Lacerda, Clayton Queiroz, disse que cerca de 80% dos crimes de homicídio na região são solucionados, contudo, a maioria deles estão vinculados ao garimpo ilegal. “O problema é esse. O garimpo está ativo novamente e isso tem impacto na criminalidade”.

Para o comandante regional da Polícia Militar na Risp 12 – Pontes e Lacerda, tenente-coronel Sandro Barbosa da Silva, a região teve 7 assassinatos este ano apenas na zona rural.

“É uma característica da região, onde há muitas comunidade rurais, as pessoas se embriagam, perdem a cabeça e atentam contra a vida do outro. Apesar do índice estar em 90%, houve redução, chegamos a ter 250% de casos a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Os sistemas de inteligência das forças de segurança tem funcionado na região e acreditamos que após essa operação vamos efetivamente ter redução de números e se possível, vamos fechar o ano em queda em relação ao ano passado”.

Ele disse ainda que a cidade de Comodoro também tem puxado os índices para cima, aumentando os índices dos assassinatos. “Em relação aos roubos e furtos tem uma situação mais controlada na cidade. Houve redução próxima aos 30% nos roubos”.

Além da PM e da Polícia Judiciária Civil, ainda participam da Operação Integrada Progressão I, policiais penais da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Ciopaer, Gefron. Também devem atuar integrantes de forças federais, além de integrantes das prefeituras municipais: fiscais de meio ambiente, vigilância sanitária e demais parceiros dos órgãos de segurança que elaboraram o planejamento para o emprego integrado das forças de segurança.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana