conecte-se conosco


Registro Geral

Procurador do Estado morre durante férias com a família na Colômbia

Publicado

O procurador do Estado, Carlos Emílio Bianchi Neto, morreu na noite desta quinta-feira (19) em Cartagena, na Colômbia, onde passava férias com a família. O magistrado sofreu um infarto fulminante. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) decretou três dias de luto devido a morte do procurador.

Nota de pesar

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) lamenta a morte do procurador Carlos Emílio Bianchi Neto, 51, ocorrida nesta quinta-feira (18.07), em Cartagena (Colômbia). Carlos sofreu um infarto fulminante enquanto estava em viagem de férias com a família.

Em respeito ao procurador, a PGE decretou luto oficial de três dias. A portaria será publicada no Diário Oficial do Estado.

“Todos nós estamos muito abalados com a morte prematura do nosso colega. Ele sempre foi muito prestativo e atencioso, não somente no ambiente de trabalho, mas em todos os lugares. Carlos fará muita falta na advocacia pública de Mato Grosso”, ressaltou o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes.

A família aguarda ainda a resolução de questões burocráticas do translado para a realização do velório e sepultamento em Cuiabá. A PGE está em contato com a embaixada e auxiliando a família. Ainda não há previsão para a liberação do corpo.

Leia Também:  PSL aposta em consultora de marketing na área da saúde para conquistar cadeira de vereadora em Várzea Grande

Bianchi deixa uma filha de 13 anos.

Histórico

Carlos Emílio Bianchi Neto foi nomeado procurador em 1998. Era especializado em Direito Processual Civil. Foi membro do Grupo de Trabalho Especial e, anteriormente a sua nomeação como Procurador do Estado de Mato Grosso, exerceu suas atividades junto ao Centro de Processamento de Dados de Mato Grosso CEPROMAT (1987-1989) – atual MTI. Também foi Procurador Autárquico no Departamento Nacional de Produção Mineral – órgão Federal entre (1995 – 1998) e atuou nas Forças Armadas em 1987.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Procurador de peso anuncia grande operação do Ministério Público ainda este ano; figurões seriam alvos do Naco

Publicado

Contido ao longo de 2019, Ministério Público Estadual (MPE) deve fechar o ano ao deflagar a “grande operação”, que terá alvos com envergadura na política local

Procurador de Justiça muito respeitado deixou escapar durante compras em um supermercado de Cuiabá que o Ministério Público Estadual (MPE), contido em 2019, deve desencadear grande operação policial até o final deste ano. “Terão novidades ainda em dezembro. Preparam-se para grandes manchetes nos jornais”, limitou-se. Segundo fonte da coluna, ao menos quatro robustas investigações estão sendo conduzidas pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), responsável pela apuração, por exemplo, de denúncias envolvendo figuras públicas com foro privilegiado. Em tempo: a coluna divulgou recentemente movimentações intensas do NACO em Procedimento de Investigação Criminal (PIC), desde julho de 2019. Tudo poderá acontecer nos próximos dias.

Leia Também:  Rádio ODOC transmite ao vivo, direto de São Paulo, Ponte Preta e Cuiabá pela série B, neste sábado, às 14h
Continue lendo

Registro Geral

Botelho convoca reunião com assessores próximos para anunciar fim da carreira política e ida ao TCE, em março de 2020

Publicado

Presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) está com um pé no Tribunal de Contas do Estado (TCE)

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), segundo fonte quentíssima da coluna, deve mesmo vestir o pijama e ser nomeado ao cargo de conselheiro vitalício do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Aliás, durante reunião do governador, Mauro Mendes (DEM), com o secretariado e empresários da comunicação, nesta terça-feira (10), no Palácio Paiaguas, o que mais se comentava nas mesas entre os presentes era a ida de Botelho ao TCE, até março do ano que vem. Ele deve ocupar a vaga do conselheiro afastado, Valdir Teis, que vai se aposentar tão logo retorne ao cargo, com aval do Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com a fonte da coluna, em reunião reservada com assessores, na casa dele, Botelho deve anunciar a intenção de sair da vida eletiva. Ainda segundo a mesma fonte, o irmão do presidente da AL, empresário, Rômulo Botelho, é o principal incentivador para que Botelho encerre a carreira no TCE.

Leia Também:  Desiludido com política e eleições, ex-deputado federal abandona redes sociais e dedica vida ao cultivo de eucalipto

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana