conecte-se conosco


Economia

Procura por crédito sobe pela primeira vez em seis meses, diz Serasa Experian

Publicado


source

Brasil Econômico

crédito
Agência Brasil

Procura por crédito aumentou entre consumidores

Pela primeira vez em seis meses, a busca do consumidor por crédito subiu. O Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito da Serasa Experian teve alta de 0,7% em agosto de 2020 em comparação com o mesmo mês do ano passado. 

A região Sudeste foi a que mais viu a procura por crédito crescer, com aumento de 2,8%. Por outro lado, as regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte tiveram retração da demanda em 6,4%, 0,6% e 0,5%, respectivamente.

De acordo com o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian, esse aumento na procura por crédito indica que os impactos do isolamento social estão ficando para trás. 

“Esse avanço é muito importante e significa que o pior já passou, estamos retornando aos níveis anteriores a essa crise. As pessoas estão buscando crédito para renegociar dívidas e para investir, como por exemplo, em imóvel. Com a queda da taxa de juro, elas não só querem renegociar dívida, como também buscam melhores opções de investimentos e, nesse sentido, a aquisição de imóvel se torna uma boa opção”, disse ele ao G1.

A maior alta na procura por crédito foi entre a população que tem renda entre R$2 mil e R$5 mil. Apenas os que recebem até R$500 estão buscando menos por crédito.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Dólar dispara e fecha em R$5,76, maior valor em cinco meses

Publicado


source

Brasil Econômico

dólar
Agência Brasil

Dólar bater recorde

O dólar comercial disparou nesta quarta-feira (28) e fez com que a moeda fechasse o dia negociada a R$5,76. Esse é o maior valor de fechamento desde o dia 15 de maio, quando o dólar chegou a R$5,83.

Na maior cotação do dia, logo pela manhã, o dólar chegou a R$5,79. Para conter o avanço, o  Banco Central vendeu mais de US$ 1 bilhão em moeda à vista.

A alta da moeda pode ser justificada por uma onda de cautela em mercados internacionais, sobretudo devido à segunda onda de Covid-19 na Europa. O dólar subiu, nesta quarta-feira, cerca de 0,5% contra uma cesta de moedas fortes.

Enquanto isso, o cenário local é marcado pela reunião do Comitê de Política Monetária ( Copom ) que decide, nesta quarta-feira, sobre a taxa básica de juros brasileira. O resultado da reunião deve ser divulgado por volta das 18 horas.

Continue lendo

Economia

Dolár dispara e fecha em R$5,76, maior valor em cinco meses

Publicado


source

Brasil Econômico

dólar
Agência Brasil

Dólar bater recorde

O dólar comercial disparou nesta quarta-feira (28) e fez com que a moeda fechasse o dia negociada a R$5,76. Esse é o maior valor de fechamento desde o dia 15 de maio, quando o dólar chegou a R$5,83.

Na maior cotação do dia, logo pela manhã, o dólar chegou a R$5,79. Para conter o avanço, o  Banco Central vendeu mais de US$ 1 bilhão em moeda à vista.

A alta da moeda pode ser justificada por uma onda de cautela em mercados internacionais, sobretudo devido à segunda onda de Covid-19 na Europa. O dólar subiu, nesta quarta-feira, cerca de 0,5% contra uma cesta de moedas fortes.

Enquanto isso, o cenário local é marcado pela reunião do Comitê de Política Monetária ( Copom ) que decide, nesta quarta-feira, sobre a taxa básica de juros brasileira. O resultado da reunião deve ser divulgado por volta das 18 horas.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana