conecte-se conosco


Saúde

Procedimentos feitos por planos de saúde cresceram 4,1% em 2018

Publicado

O número de procedimentos realizados por meio de planos de saúde totalizou 1,57 bilhão em 2018, ou seja, 4,1% a mais do que no ano anterior (1,51 bilhão). Os dados são do Mapa Assistencial da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), divulgado hoje (11).

Os exames complementares responderam pela maioria dos procedimentos realizados por meio da saúde suplementar em 2018 e totalizaram 861,4 milhões, um aumento de 5,4% em relação a 2017. Em seguida, aparecem as consultas, responsáveis por 274,3 milhões de procedimentos (alta de 1,5%).

Entre os demais procedimentos, destacam-se outros atendimentos ambulatoriais, como consultas a psicólogos e fisioterapeutas, com 164,2 milhões (alta de 4,6%); terapias, com 93,4 milhões (aumento de 21%); e internações, com 8,1 milhões de ocorrências no ano (crescimento de 1,7%).

O número de procedimentos odontológicos (176,1 milhões) foi o único que registrou redução (-5,34%) em relação ao ano anterior.

“Com o aumento da incidência de doenças crônicas não transmissíveis, o envelhecimento da população e mudanças nos hábitos de vida, há uma necessidade de  melhor acompanhar a condição de saúde dos beneficiários. Para que ações reestruturantes sejam implementadas é imprescindível o conhecimento epidemiológico e demográfico da população que utiliza plano de saúde”, ressalta o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos, Rogério Scarabel.

Leia Também:  Dia mundial chama atenção para o estigma da obesidade

Em relação ao número de consultas e internações por beneficiário, houve quedas em relação a 2017. Foram 5,8 consultas por beneficiário em 2018 contra 5,9 em 2017. Já internações foram 179 por cada mil beneficiários contra 180 por mil em 2017.

Os outros atendimentos ambulatoriais tiveram alta: foram 3,5 por beneficiário em 2018 ante 3,4 em 2017. As terapias por beneficiário também cresceram: 2 em 2018 contra 1,7 no ano anterior.

Entre as consultas, a clínica médica liderou as consultas em 2018, com 27,1 milhões de atendimentos, seguida por ginecologia e obstetrícia (19,7 milhões) e pediatria (16,7 milhões).

Entre os exames, o mais realizado foi radiografia (31,8 milhões), seguida por hemoglobina glicada (13,5 milhões), ressonância magnética (7,9 milhões) e tomografia computadorizada (7,4 milhões).

O Mapa Assistencial destaca o aumento dos gastos com procedimentos para diagnóstico e cuidado de doenças crônicas. O número de exames de hemoglobina glicada (usado para detecção de diabetes), por exemplo, cresceu 13% por ano de 2014 a 2018.

Também de 2014 a 2018, os exames Holter 24 Horas, usado no diagnóstico e acompanhamento de doenças circulatórias, cresceu 6% anualmente.

Leia Também:  Rio está sem inseticida para combater dengue, chikungunya e zika

A íntegra da publicação está disponível no site da ANS.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Canabidiol ameniza efeitos da quimioterapia

Publicado

Women's Health

Estudos indicam que o canabidiol ameniza efeitos da quimioterapia . Medicamentos à base de CBD podem ser aliados no tratamento do câncer, amenizando efeitos colaterais da quimioterapia (Ward et al., 2014; King et al., 2017).

Leia também: Remédio de maconha: demanda por canabidiol cresceu em 700% em quatro anos

Canabidiol arrow-options
shutterstock

Canabidiol

A HempMeds Brasil é a primeira empresa brasileira a obter autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para importar esse tipo de substância que pode atuar no combate ao vômito, estimular o apetite, melhorar a imunidade e diminuir a dor decorrente do tratamento convencional dos pacientes.

Canabidiol ameniza efeitos da quimioterapia

Através da mitigação de vários dos sintomas associados à doença, trazendo maior qualidade de vida ao paciente, deixando-o mais preparado para enfrentar as adversidades da patologia e do tratamento. No entanto, cada caso deve ser avaliado com cautela para encontrar o melhor tratamento e posologia, como explica Gabriel Barbosa, Analista de Desenvolvimento Regulatório e Projetos Científico da HempMeds Brasil.

Leia Também:  Dia mundial chama atenção para o estigma da obesidade

Leia também: Depois de tentar de tudo, jovem com acne severa controla condição com canabidiol

“Primeiro, é importante destacar que a introdução do canabidiol nesse tipo de tratamento não substitui as orientações e prescrições dos oncologistas. Portanto, os pacientes que usam o CDB não devem abandonar os tratamentos convencionais recomendados para tratar o câncer”, afirma Barbosa.

Efeitos de medicamentos antitumorais

Estudos em fase experimental mostram que o CDB pode apresentar efeitos esperados para medicamentos antitumorais: indução de apoptose, autofagia, inibição de mecanismos de angiogênese e metástase.

Leia também: Pela primeira vez, EUA aprovam uso de medicamento à base de maconha

Podem ser configurados como anti-proliferativos, em casos de tumores malignos e benignos, interferindo no avanço e atuando na remissão da doença (Shrivastava et al., 2011; Solinas et al., 2012; Lukhele& Motadi, 2016; Wu et al.,2018). Já foi visto, ainda, que o CDB pode potencializar o tratamento convencional, tornando a terapia mais efetiva como um todo (Nabissi et al., 2013; Ivanov et al., 2019).

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Saúde

Como usar a alimentação a seu favor para ajudar a controlar o diabetes

Publicado

Women's Health

O Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, foi uma data criada em 1991 pela International Diabetes Foundation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientizar a população sobre a doença.

Leia também: Será que seu filho tem diabetes? Saiba identificar os sintomas

diabetes arrow-options
shutterstock

Nesta quinta-feira, comemora-se o Dia Mundial do Diabetes, doença que, segundo a OMS, atinge 16 milhões de brasileiros

Fonte: IG Saúde
Leia Também:  11 possíveis razões pelas quais você sente dor ao fazer cocô
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana