conecte-se conosco


Saúde

Problema é que Brasil não investiu em ciência três décadas atrás, diz cientista

Publicado


source
undefined
undefined

undefined

A bióloga e microbiologista Natália Pasternak criticou, em entrevista ao programa Roda Viva nesta segunda-feira (29), a falta de educação formal relacionada à ciência no Brasil. De acordo com ela, o pouco investimento na área – além do modelo empregado nas escolas e universidades – é um dos agravantes do impacto da Covid-19 no país.

“O erro está em a gente não ter investido em educação e ciência nas últimas três décadas”, destacou a cientista, referindo-se à falta de adesão às medidas de distanciamento social no país. Ainda de acordo com Pasternak, “a população não está preparada para compreender como a ciência funciona”.

“A gente nunca preparou as pessoas para entender que a ciência é um processo”, afirmou a profissional, destacando que estudos e descobertas a respeito da pandemia demandam tempo e processos lentos, muitas vezes desprezados pela população. “Nós explicamos que a terra é redonda, mas nunca ensinamos na escola sobre o processo que existiu até essa descoberta”, exemplificou. 

Fonte: IG SAÚDE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Estado do Rio registra 132.822 casos e 11.624 mortes por covid-19

Publicado


.

O estado do Rio de Janeiro registrou 132.822 casos confirmados e 11.624 mortes por covid-19 desde o início da pandemia. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (14), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). São mais 778 casos e 150 óbitos pela doença nas últimas 24 horas. Há mais 1.106 óbitos em investigação e 112.355 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de casos confirmados, com 65.121 pessoas infectadas. Entre os demais municípios com maior número de doentes estão Niterói (7.294), São Gonçalo (6.429), Nova Iguaçu (3.664), Duque de Caxias (3.635), Macaé (3.478), Itaboraí (2.804), Angra dos Reis (2.473), Campos dos Goytacazes (2.219), Volta Redonda (2.171), São João de Meriti (1.889), Queimados (1.835), Magé (1.815), Itaguaí (1.701), Belford Roxo (1.607), Maricá (1.562), Teresópolis (1.262) e Cabo Frio (1.067).

A liderança no número de mortes também é da capital, com 7.432 óbitos. Entre os demais municípios com maior número de mortes estão São Gonçalo (521), Duque de Caxias (485), Nova Iguaçu (376), São João de Meriti (260), Niterói (254), Belford Roxo (190), Magé (147), Campos dos Goytacazes (146), Itaboraí (143), Mesquita (115), Petrópolis (104), Macaé (97), Volta Redonda (96) e Angra dos Reis (92).

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

São Paulo registra 417 mortes pelo novo coronavírus em um dia

Publicado


.

O estado de São Paulo contabilizou 417 óbitos pelo novo coronavírus em 24 horas, segundo boletim divulgado hoje (14). número muito próximo ao recorde diário, registrado no dia 23 de junho, quando 434 morreram em decorrência do vírus. Com isso, o estado soma 18.324 mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Os boletins são divulgados diariamente e mostram os registros feitos nas 24 horas entre a divulgação anterior e a mais recente.

O estado também contabilizou, em 24 horas, 12 mil novos casos de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, número próximo do recorde diário, ocorrido no dia 2 de julho, que teve 12.244 novos casos. Assim, o estado chegou à soma de 386.607 pessoas infectadas pela doença. Dos 645 municípios do estado, 636 registram ao menos um caso confirmado da doença.  

Os recordes de casos e de óbitos geralmente ocorrem às terças-feiras, quando são contabilizados os exames que ficam represados nos finais de semana.

O balanço de hoje (14) foi divulgado com atraso. Segundo Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, isso ocorreu por um problema no banco de dados do Ministério da Saúde, que já estava em correção.

Entre o total de casos diagnosticados com covid-19, estão recuperados 240.184 pacientes, sendo que 52.988 se recuperaram após internação.

O número de pessoas internadas em todo o estado em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus subiu muito hoje (14), ficando acima de 15,2 mil e batendo recorde. Há 6.173 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTI) de todo o estado, um número acima da média, que costuma ficar entre 5 mil e 6 mil pacientes. Há ainda 9.116 pacientes internados em enfermaria. A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado gira em torno de 66,2%, enquanto na Grande São Paulo está em torno de 64,9%.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana