conecte-se conosco


Policial

PRF participa do Projeto Natal Fraterno do Hospital Júlio Müller

Publicado

Objetivo do projeto é proporcionar aos pacientes momentos de diversão.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participou do Projeto Natal Fraterno com os pacientes do Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM) nessa segunda-feira (2) em Cuiabá/MT.

O intuito do projeto é proporcionar aos pacientes do hospital momentos de alegria e confraternização. O evento aconteceu no Buffet Allegro Kids, e atendeu 200 crianças em tratamento.

A escolta do Papai Noel teve o auxílio de dois motociclistas e um motorista que estavam nos veículos da PRF. Durante o evento, os policiais também participaram da entrega dos presentes para os pacientes.

Fonte: PRF MT
Leia Também:  Polícia prende acusado de estuprar a própria filha de 3 anos dentro de casa em Várzea Grande
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Mulher com depressão se tranca no quarto e ameaça jogar filha de 5 anos de prédio

Publicado

Mulher tem histórico de depressão e vizinhos acionaram a Polícia Militar [F-Reprodução]

Uma mulher teve um surto na manhã desta sexta-feira (17) e se trancou com a filha de 5 anos em quarto, no Residencial Beira Rio, na avenida Beira Rio, em Cuiabá. Por ter histórico de problemas com depressão, vizinhos acionaram a Polícia Militar. Durante o surto, ela ameaçou jogar a filha do apartamento que fica terceiro andar do prédio.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) e do 1º Batalhão e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), estiveram no local.

Após algumas horas, agentes do Bope conseguiram acalmar a mãe, que saiu do quarto junto com a filha sem lesões aparentes. As duas foram atendidas e a mãe foi medicada e encaminhada ao hospital.

Leia Também:  Polícia Civil prende traficante conhecido como Barão da Droga em Confresa
Continue lendo

Policial

Polícia Civil conclui inquérito da operação Reditus com 57 alvos presos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

 

A Polícia Judiciária Civil concluiu o inquérito policial da operação Reditus, deflagrada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Rondonópolis (212 km ao Sul), com objetivo de combater uma facção criminosa envolvida em diversos crimes como tráfico de drogas, tortura, roubas e corrupção de menores.

A operação foi deflagrada em dezembro de 2019, visando dar cumprimento a 108 ordens judiciais, sendo 67 mandados de prisão preventiva e 41 de busca e apreensão domiciliar. Durante os trabalhos, 57 alvos tiveram as ordens judiciais de prisão cumpridas, sendo 45 presos em Rondonópolis, 10 em Pedra Preta, um em Cuiabá e um na cidade Amambai, Mato Grosso do Sul.

A operação também resultou na apreensão de R$ 12 mil em dinheiro, 08 veículos (05 carros e 03 motocicletas), avaliados em R$ 300 mil, além do fechamento de dois estabelecimentos comerciais utilizados pelo grupo criminoso para lavagem de dinheiro e 18 volumes de informações produzidos durante a investigação.

O procedimento investigativo presidido pelo delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva foi concluído, na quinta-feira (17), e encaminhado para 7ª Vara do Crime Organizado de Cuiabá. “Foi uma das maiores operações já realizadas em Rondonópolis, desarticulando o grupo criminoso que atuava no município e região, destacando a volta do controle estatal em regiões antes dominadas pelo crime”, disse o delegado.

Leia Também:  Polícia Civil prende traficante conhecido como Barão da Droga em Confresa

Investigações

As diligências que resultaram na operação Reditus iniciaram em 2018 para apurar crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico, tortura, roubos e corrupção de menores. Os trabalhos culminaram na identificação de suspeitos, alguns recolhidos em unidades prisionais de Rondonópolis e Cuiabá, e outros integrantes que circulavam livremente para região cometendo diversos crimes.

Conforme investigação da Polícia Civil de Rondonópolis, o grupo era bem estruturado e ordenado, com divisão de tarefas entre seus integrantes, responsável por grande parte das ocorrências praticadas na região do sul de Mato Grosso.

Durante monitoramento da associação, foi possível mapear o funcionamento, com a identificação dos membros e suas respectivas funções. As principais características dentro do grupo eram hierarquia, organização pré-definida com disciplina e gerentes, fluxo financeiro com pagamento de mensalidades, taxa sob o tráfico de droga, extorsão de empresários, entre outros.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana