conecte-se conosco


Policial

PRF MT participa da Operação Integrada Salutem

Publicado

Em apenas duas horas de operação, 435 pessoas foram abordadas, 37 veículos recolhidos e 82 autos de infração emitidos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participa da Operação Integrada Salutem, realizada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). O lançamento foi na manhã desta quinta-feira (16), no trevo da Rodovia Mário Andreazza com a Estrada da Guarita, em Várzea Grande.

Do trevo, os policiais seguiram para os pontos de bloqueio em diversos locais de Várzea Grande. Em apenas duas horas de operação, 435 pessoas foram abordadas, 37 veículos recolhidos e 82 autos de infração emitidos.

O foco é o combate aos crimes nas regiões próximas a rodovias federais, principalmente roubos e furtos de veículos e cargas, adulterações de sinais de identificação veicular, tráfico de entorpecentes, transporte irregular de cargas, porte ilegal de arma de fogo e descumprimento de medidas sanitárias. Ao todo, 100 agentes, 45 viaturas policiais e dois helicópteros são empregados na ação.

O superintendente da PRF MT, Francisco Élcio Lima Lucena, destacou que a operação foi uma demanda da instituição que solicitou a integração para um combate mais efetivo aos crimes. “Essa integração é de extrema importância, cada órgão tem suas especialidades e juntar todo esse conhecimento torna a atuação muito maior, além de aumentar o efetivo policial”, frisou.

Leia Também:  Músico aposentado da UFMT é preso acusado de cometer crimes de pedofilia

Além da PRF, integram a ação as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Detran (Departamento de Trânsito), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária do Mato Grosso (Indea), Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) e Guarda Municipal de Várzea Grande.

A Operação Salutem segue por pelo menos 30 dias. O nome vem do latim e significa segurança pública.

*Texto e imagens: Neocleciana Gonçalves / Nucom PRF MT*

Confira os vídeos:

Fonte: PRF MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Policiais resgatam criança de 1 ano subtraída e ameaçada pelo pai em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, em ação conjunta da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e da Regional, regatou um bebê de 1 ano, que havia sido tomado dos braços da mãe, pelo pai da criança. O fato ocorreu nesta terça-feira (16), na cidade de Cáceres (225 km a Oeste).

O pai, não aceitava a separação matrimonial e decidiu subtrair o bebê da mãe, que tem a guarda legal da criança. Desesperada, a mãe pediu a ajuda da Polícia Civil, que conseguiu encontrar o pai com a criança, um menino, nas proximidades da rodoviária da cidade. Ele pretendia fugir com criança para Cuiabá.

A delegada Juda Maali Pinheiro Marcondes contou que os policiais pediram ao suspeito para que entregasse o menino, mas ele se apossou de uma faca e ameaçou o próprio filho. “Após conversa intensa, o suspeito entregou o menor e empreendeu fuga, mas os investigadores conseguiram prende-lo em flagrante”, disse

O suspeito, R.M.A, 45 anos,  foi autuado nos crimes de ameaça, subtração de incapaz e resistência.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Operação integrada em Porto Alegre prende 4 por tráfico de drogas
Continue lendo

Policial

Polícia Civil conclui 154 inquéritos de homicídios e prende 92 criminosos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) concluiu 154 inquéritos policiais, entre os meses de janeiro a junho deste ano, com o esclarecimento de autoria em 69,64% dos casos. Os inquéritos são referentes a homicídios ocorridos na região metropolitana no primeiro semestre de 2019, e também casos de anos anteriores, que foram finalizados nesse período.

Para responsabilizar os autores, a DHPP realizou 59 operações que totalizaram 92 pessoas presas, sendo 49 prisões temporárias, 27 prisões preventivas, 3 prisões definitivas, 13 flagrantes, além do cumprimento de 55 mandados de busca e apreensão domiciliar.

No primeiro semestre de 2019, a DHPP atendeu 271 ocorrências de morte, 68 delas caracterizadas como homicídio. Destes, 48 crimes contra vida ocorreram em Cuiabá e 20 no município de Várzea Grande. No total, a especializada instaurou 77 inquéritos policiais para apurar homicídios dolosos. Algumas situações, de casos atendidos pelas equipes plantonistas, em que há dúvida na morte, também são feito inquérito na DHPP, como afogamento ou suicídio, para esgotar todas as possibilidades de morte violenta (homicídio). Mas, na maior parte, de naturezas diversas atendidas, sem relação com homicídio, os casos seguem para outras delegacias.

Leia Também:  Universitária lidera quadrilha de roubo de celulares e constrói mansão em Cuiabá

Para alcançar os resultados, a Especializada estabeleceu a meta, denominada  “DHPP Mais Forte”, visando esclarecimento, responsabilização e prisão de envolvidos em inquéritos policiais em andamento na unidade.

Segundo o delegado, André Renato Gonçalves, a operação realizada em 120 dias (11 de março a 08 de julho) concentrou esforços dos policiais para a diminuição do acervo cartorário da delegacia, totalizando 140 inquéritos policiais relatados nesse período.

Com a intensificação dos trabalhos, entre os meses de janeiro a junho, foram encaminhados à Justiça 154 inquéritos policiais, sendo 100 deles com autoria definida. “São sem dúvida números muito expressivos, possivelmente, um dos mais altos do país em termos de especializadas em homicídios em Capitais”, destacou André Renato.

Para o delegado, a redução de 35,24% no número de homicídios em Cuiabá e Várzea Grande nos meses de janeiro a junho (68 ocorrências de homicídios contra 105 no mesmo período de 2018) demonstra o bom funcionamento do método de trabalho da Especializada.

“Nos últimos anos os índices de ocorrência vêm diminuindo, fato que demonstra o empenho dos policiais da DHPP, delegados, escrivães e investigadores, que atuam na repressão qualificada desse tipo de crime, sem deixar de valorizar os demais profissionais de Segurança que trabalham na área preventiva”, disse o delegado.

Leia Também:  Operação em Lambari D’Oeste apreende arma suspeita de usada em tiro na casa do prefeito

Desaparecidos

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP também apresenta altos índices de produtividade superando 90% de casos esclarecidos. No primeiro semestre, foram 416 casos de desaparecimentos registrados na unidade com a localização de 379 vítimas, gerando um índice de 91,11% de resolutividade dos casos.

“Nos últimos anos, os índices do Núcleo de Pessoas Desaparecidas têm sempre ultrapassado a casa dos 90%, demonstrando o constante empenho e compromisso dos policiais do setor”, finalizou o delegado.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana