conecte-se conosco


Geral

Previsão de chuva e temporal a partir deste domingo em Cuiabá, mas calor deve continuar

Publicado

Previsão para esta semana é de pancadas de chuva a qualquer hora do dia em Cuiabá [Foto – Luiz Alves]

Previsão do Clima tempo mostra que após um longo período de estiagem, Mato Grosso terá áreas de instabilidade com volumes de chuva a partir deste domingo (26). Uma importante mudança na circulação dos ventos vai provocar a formação de fortes áreas de instabilidade no Centro-Oeste.

A chuva será forte e volumosa em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e no Distrito Federal, com risco de temporais em vários momentos do dia. A chuva também será generalizada na região na segunda e na terça-feira, dias 27 e 28, com alta chance de tempestades especialmente no oeste mato-grossense. As demais localidades devem receber chuva principalmente à tarde, e não se descarta o risco de temporais isolados.

Apesar da possibilidade de chuvas em Cuiabá, a temperatura permanece alta. Neste domingo, a previsão é que os termômetros marquem a temperatura mínima de 27 C° e a máxima de 37 C°. Durante toda a semana, a temperatura máxima deve variar entre 36 C° e 38 C°.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Bares, restaurantes, boates e similares ainda terão que cumprir horários de fechamento estipulado em decreto

Publicado

O secretário de Ordem Pública do Município, Leovaldo Sales [Foto – Davi Valle]

O secretário de Ordem Pública do Município, Leovaldo Sales,  orientou ao segmento econômico, principalmente, o comércio noturno, que uma das medidas previstas no Decreto nº 8.712 –  assinado pelo prefeito em exercício  José Roberto Stopa, na tarde desta terça-feira (26), revoga o toque de recolher (que funcionava de segunda-feira a domingo, no período das 2h às 5h). No entanto,  ele mantém em vigência os horários de fechamento do comércio ainda devem seguir o previsto no Decreto 8.430/2021, de 14 de maio.

Ele ainda informa que a Secretaria de Ordem Pública continuará realizando fiscalizações para que o comércio continue observando  as  medidas de biossegurança previstas em normativas, como o distanciamento de mesas,  o uso de máscara, além capacidade de 70% em locais como restaurantes, bares e casas de shows com 50% da capacidade máxima do estabelecimento. Ainda, a fiscalização vai verificar a regularidade do estabelecimento com relação ao alvará de funcionamento.

“Queremos informar à população cuiabana e aos empresários  que trabalham com as atividades comerciais noturna, restaurantes, bares e casas de shows e conveniências, que o Decreto 8.712 /25 de out de 2021 – apesar de revogar o toque de recolher, mantém  em vigência as medidas de biossegurança, como o distanciamento, utilização das máscara  e outros. E a Ordem Pública vai continuar fiscalizando a regularidade dos estabelecimentos, se este possui alvará e principalmente  focando nas vigências do decreto. Queremos ter nesse prenúncio de normalidade a melhor relação possível assim como tivemos até agora, na esperança que essa normalidade venha o mais rápido possível”, pontuou Sales.

O documento assinado pelo prefeito em exercício, autoriza a reativação da utilização do ponto eletrônico nos órgãos públicos municipais como forma de controle de frequência dos servidores públicos. A providência leva em consideração a retomada das atividades presenciais, ocorrida anteriormente, e não se aplica a secretários, adjuntos e ainda às pessoas que desempenham funções incompatíveis com o sistema eletrônico. determina que as demais medidas contidas no Decreto nº 8.430, de 14 de maio de 2021, continuam em vigor até o dia 1º de novembro de 2021. Respeitando os apontamentos técnico-científicos feitos com base no monitoramento diário da evolução da Covid-19 em Cuiabá, as medidas podem ser alteradas ou prorrogadas.

O Disque-denúncia da Secretaria Municipal de Ordem Pública está  ativo para recebimento de denúncias em horário comercial. A denúncia recebida pode ser anônima ou identificada. Após o recebimento, a Gerência de Fiscalização acionará a equipe mais próxima para vistoria e demais procedimentos.  O telefone do disque-denúncia é o (65) 3616-9614, de segunda à sexta em horário comercial. No período noturno, finais de semana e feriados, o contato é direto com as equipes do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) pelo telefone 190.

Continue lendo

Geral

MT já aplicou quase 4 milhões de doses de vacina contra covid; veja ranking dos municípios

Publicado

O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (26), 5.586.789 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 4.831.098 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, 86% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses ou doses únicas (4.799.944), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (35.686) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante destacar que o ranking de aplicação não considera as doses destinadas aos povos indígenas para evitar qualquer disparidade nos dados. Alguns municípios contabilizavam doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassavam o limite de 100% da aplicação.

Das 4.831.098 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 3.991.192 (81,81%), sendo 2.404.534 como primeira dose ou dose única e 1.565.290 como segunda dose. O percentual da semana retrasada era de 78,52%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Campinápolis (99,89%), Primavera do Leste (97,38%), Planalto da Serra (97,35%), Campo Verde (96,35%), Itaúba (96,14%), Arenápolis (95,32%), Diamantino (95,07%), Juína (94,21%), Água Boa (93,94%) e São José do Povo (93,87%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 597 ou no Painel de Distribuição de vacinas Covid-19.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Ranking Vacinação 26.10

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana