conecte-se conosco


Policial

Presidente da Federação de Tiro nega ter agido para proteger família de menor acusada de ter matado amiga no Alphaville

Publicado


Fernando Raphael Oliveira prestou depoimento nesta terça-feira à Polícia Civil [Foto – Reprodução]

O presidente da Federação de Tiro de Mato Grosso, Fernando Raphael Ferreira de Oliveira, negou que tenha agido para proteger a família da adolescente acusada de ter matado Isabele Guimarães Ramos, no último dia 12 de julho, em Cuiabá. Ele disse que foi até o local, no condomínio Alphaville, cerca de duas após a tragédia.

“Não houve auxílio à família. Houve a presença do presidente da Federação de Tiro em um evento onde estavam envolvidos atletas ativos, não há nada mais que isso.Fui informado por outro atleta de tiro, que tem um vizinho que mora dentro do condomínio, que disse, a 00h11, sobre um tiro dentro da casa do Marcelo Cestari [pai da acusada]”, disse no final da manhã desta terça-feira (4), após prestar depoimento como testemunha do caso na Delegacia Especializada do Adolescente (DEA).

Com relação a um áudio atribuído a ele em que estaria defendendo a família de Marcelo Cestari, Fernando negou qualquer ação nesse sentido. “Não houve defesa. Não defendo, nem critico ninguém”.

Isabele morreu após ser atingida por um tiro disparado pela amiga de 14 anos, filha de Marcelo Cestari. Ele pediu para a filha que estava na parte inferior da casa para que ela guardasse a arma no andar superior, onde estava Isabele. A adolescente pegou o case – uma maleta onde estavam duas armas – e subiu obedecendo ao pai. Apesar de estar guardada, a arma estava carregada.

Uma das armas caiu no chão e a adolescente tentou pegar, mas se desequilibrou e o objeto acabou disparando. A menina negou que brincava com a arma ou que tentou mostrar o objeto para a vítima.

 

 

 

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF apreende carro de receptação e documento falso em Rondonópolis/MT

Publicado


Em 25 de julho do ano de 2021, por volta das 12 horas e 40 minutos, a equipe da PRF compareceu no km 211 da BR 364, no município de Rondonópolis/MT, quando abordou uma caminhoneta Hyundai/Creta, de cor marrom.

Os policiais identificaram indícios de adulteração veicular,

 O condutor foi questionado quanto à origem da viagem e propriedade do veículo, dizendo que vinha do Rio de Janeiro e que o veículo pertencia ao seu “patrão”, relatou também que iria até Cuiabá/MT, e que receberia um valor pelo serviço.

Diante das informações foi dada voz de prisão ao condutor sendo encaminhado, juntamente com o veículo, para a Polícia Federal em Rondonópolis, MT.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Polícia Rodoviária Federal prende 04 condutores dirigindo sob influência de álcool nesse domingo em Mato Grosso

Publicado


Domingo agitado em Mato Grosso, com 04 prisões de condutores que estavam dirigindo seus veículos sob a influência de álcool.

O primeiro caso foi em Diamantino/MT, por volta da 01 hora e 32 minutos, a fiscalização era km 539 da BR 163, foi acionada para atendimento de acidente de trânsito envolvendo veículo com derramamento de carga. Na oportunidade, foi verificado que o motorista (43 anos) do caminhão Iveco/Stralis, possuía visíveis sinais de embriaguez.

Ao ser submetido ao exame de alcoolemia, constatou-se o teor de 0.87 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Por se queixar de dores no peito, o senhor foi encaminhado pela ambulância da Rota do Oeste ao Pronto Atendimento de Diamantino/MT.

Outro caso foi às 09 horas e 50 minutos em Pontes e Lacerda, houve um acidente do tipo colisão traseira entre o veículo Vw/Gol 1.0, conduzido por um homem de 30 anos, com uma motocicleta Honda/Cg, com 02 ocupantes.

Foi realizado o teste de etilômetro nos envolvidos, sendo que o motorista do Vw/Gol apresentou o valor de 1,02 mg/L, miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, considerado crime.

Já em Água Boa, por volta do meio-dia, a equipe atendeu um acidente de trânsito do tipo colisão frontal sem vítimas (Ford/F 1000 e um Vw/Novo Voyage), um dos envolvidos (homem de 45 anos), após ser submetido a exame de alcoolemia, constatou-se o teor de 1.07 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

E no final da noite, às 21 horas e 40 minutos em Pontes e Lacerda, um homem de 42 anos, conduzindo o veículo FIAT/STRADA, foi abordado e solicitado documentação. Foi visível aos policiais que ele apresentava sinais de embriaguez, sendo solicitado ao condutor que descesse do veículo e realizasse o teste de etilômetro.

Após o procedimento, foi constatado o valor de 0,73 mg/L miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Nos quatro casos, os condutores foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil das respectivas cidades.

Conduzir veículo automotor sob efeito de bebida alcoólica, conforme a legislação em vigor, é um ato criminoso, conforme Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana