conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeitura divulga a lista dos classificados para o Curso Preparatório Comunitário

Publicado

Gustavo Duarte

A Prefeitura de Cuiabá finalizou nessa sexta-feira (20) a relação dos classificados para a segunda edição do Curso Preparatório Comunitário (CPC). A lista conta com 1.554 nomes, que irão participar do intensivão em sete polos distribuídos pelas diferentes regiões da cidade. As aulas inician já nesta segunda-feira (23). 

Nos polos para o qual se inscreveram, os aprovados deverão comparecer com uma fotocópia do seu RG, CPF e comprovante de residência, a fim de efetivar a matrícula. Em caso de aluno menor de 18 anos, a matrícula deve ser feita com o acompanhamento de um responsável. Aqueles que no dia estabelecido, não comparecerem para realização do processo perderão o direito à vaga.

O CPC foi Idealizado com o objetivo de preparar alunos com baixa renda familiar para as provas de vestibulares e também para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O curso pode ser feito por estudantes que já concluíram ou ainda concluirão, até dezembro de 2019, o 3º ano do ensino médio da rede pública ou privada. No segundo caso, é necessário que o aluno seja bolsista e comprove tal condição”, explica o coordenador-geral do CPC, professor Claudio Taques, o Pardal.

Leia Também:  Mais de 300 crianças imigrantes estão matriculadas na rede municipal de ensino de Cuiabá

Conforme o planejamento da Secretaria de Inovação e Comunicação, pasta responsável pela coordenação do CPC, as aulas serão ministradas na Escola Estadual Presidente Médici (vespertino/noturno), na Unic — Beira Rio (vespertino), Unic — Barão (vespertino/noturno), Escola Estadual Dione Augusta Silva Souza (vespertino/noturno), Escola Estadual Dr. Estevão Alves Corrêa (vespertino), Espaço Cultural Silva Freire (noturno), e no bairro Bela Vista (noturno).

Confiara abaixo as listas dos aprovados em cada polo 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Ucamb: Inscrições de chapas para eleições para presidentes de bairros expiram-se nesta 3ª

Publicado

Édio Martins, presidente da Ucamb: expectativa e plantão nesta 3ª

Termina nesta terça-feira 15 o prazo para inscrições de chapas para a maior eleição comunitária da história de Mato Grosso, que aconbtecedrá em 210 bairros, conforme a estimativa da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros e Similares (Ucamb).

As eleições ocorrem em duas datas, a primeira delas no dia 24 de novembro, para moradores das regiões Norte e Leste da capital. A outra, no dia 1º de dezembro, ocorrerá na região Sul. O presidente da união, Édio Martins, calcula que 90% de registros de candidatos para eleições gerais devem fechar até o meio dia. “A maioria das pessoas, tradicionalmente, se inscreve no último dia, na última hora”, disse ele.

As eleições da Ucamb não envolvem políticos e partidos, posto que há um cuidado coma ingerência de lideranças partidárias no pleito. Um balanço antecipado dos registros mostra que mais de 70 por cento das vagas já foi inscrita e esse número deve subir bastante nesta terça-feira, tanto que Édio Martins resolveu reforçar o atendimento, inclusive, ficará no plantão na sede da Ucamb, na Avenida XV de Novembro, 44, no bairro do Porto, em Cuiabá.

Leia Também:  Congresso Brasileiro de Contratos e Compras Públicas terá presença de ministro; veja programação

Conforme o calendário, no dia 24 de novembro, votam os eleitores dos bairros das regiões Norte e Leste, e as eleições da região Oeste serão no dia 1º de dezembro. Martins lembra que as eleições são extrapartidárias e não sofre ingerência de partidos ou políticos com mandato. “Essa é e sempre foi nossa grande preocupação, separar a
política partidária da política comunitária”, observou Édio Martins, lembrando que os votos serão no sistema de urnas de lona, com cédulas, com a legitimidade de uma eleição comum, com auxílio do Tribunal Regional Eleitoral.

Continue lendo

Cuiabá

Programa Siminina recebe palestras sobre violência e diversidade racial

Publicado

Davi Valle

As 16 unidades do Programa Siminina recebem periodicamente no decorrer do ano, palestras educativas. Esta semana, as meninas das unidades dos bairros Dr. Fábio e Sucuri, participaram de palestras voltadas na formação e crescimento pessoal. Temas como prevenção de violência contra criança e diversidade foram abordados e discutidos.

Um forma de fácil entendimento em formatado em vídeos, slides, dinâmica e com uma linguagem fácil e simples, totalmente adequada para a faixa etária do programa, foi assim que cerca de 30 meninas participaram das palestras.

Na unidade do bairro Dr. Fábio, a professora Carmem Cenira, abordou o tema “Vozes da infância com a diversidade”, o principal foco da palestra era mostrar para as alunas sobre a diferença racial que existe na sociedade. Ela destaca que a abordagem desta temática da diversidade, especificamente a questão racial, se torna fundamental para a mudança de posturas e atitudes tendo em vista uma sociedade mais justa e humanizada. Ao problematizar essa questão com crianças e adolescentes permite que ideias e concepções equivocadas sejam desconstruídas. “É fato que ainda vivemos em uma sociedade racista e sexista. Isso significa que a escuta e diálogo são necessários para que haja o respeito as diferenças”, observa.

Leia Também:  Mais de 300 crianças imigrantes estão matriculadas na rede municipal de ensino de Cuiabá

De acordo com Carmem, a partir do suporte didático, o livro Cabelo Ruim? As história de três meninas aprendendo a se aceitar. Da autora Neuza Batista Pinto e possível estabelecer um debate sobre os vários temas que configuram verdadeiros dilemas como identidade, auto estima, discriminação, preconceito racial, etc. “Penso que tratar sobre essa questão, nos espaços educativos e sociais permite que nossas crianças cresçam aprendendo a respeitar o diferente e não hostilizar outras pessoas porque têm características diferentes da sua, ou uma religião diferente. Por isso a ideia de dialogar com crianças e adolescentes do Programa Siminina sobre o tema”, reforça Carmem.

Já na unidade do bairro Sucuri, a professora Vânia Araújo, destacou o tema “Prevenção de violência contra criança e adolescente”, ela ressalta que essas abordagens que envolvem violência sexual, psicológica e física são, na maioria das vezes, descobertas por meio deste trabalho que é realizado em projetos e escolas.

Um dos principais temas de violência abordados durante a palestra foi de casos ligados à internet, dado o fato de que a criança e ao adolescente, muitas vezes, não fazem a ideia de quem está por trás das redes sociais. “Atualmente um grande perigo que temos que atentar as crianças é o uso da internet, na maioria das vezes por inocência e falta de orientação a criança acaba sendo assediada por meio deste meio de comunicação por isso a atenção deve ser redobrada”, observa.

Leia Também:  Alunos da rede municipal são premiados no 5° Concurso de Desenho e Redação

A metodologia desse trabalho preventivo é realizada, em primeiro momento, com orientação desenvolvida junto às coordenadoras e monitoras do programa Siminina e, posteriormente, é levado para as salas de aula.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana