conecte-se conosco


Cuiabá

Prefeito defende vacinação de todos os profissionais da educação e aulas presenciais devem retornar em outubro

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, reafirmou que em defesa da saúde e da vida dos estudantes e profissionais da Educação, estimou que as atividades presenciais na rede pública municipal de Ensino da capital somente serão retomadas no mês de outubro, após a vacinação de 100% dos profissionais.

Emanuel Pinheiro disse que o foco da sua gestão, em relação a pandemia, é vacinar toda a população. “Esta é a maior crise sanitária da história. Estamos em plena pandemia. A pandemia não acabou. Ela diminuiu, ela arrefeceu, mas, toda a hora somos ameaçados com uma nova onda, uma nova variante, uma nova cepa. Então o foco, a minha determinação como prefeito é vacinar toda a população cuiabana. Luto, sonho e brigo, dia e noite. Essa é a melhor arma para enfrentar esse vírus que já dilapidou milhares de famílias em Cuiabá, no Mato Grosso, no Brasil e no mundo inteiro”, salientou o gestor.

O prefeito Emanuel Pinheiro lembrou que só em Cuiabá a pandemia provocada pelo novo coronavírus levou quase 3 mil 200 pessoas a óbito. “São famílias despedaçadas que perderam seus entes queridos nessa guerra travada contra o Covid -19 e Cuiabá briga dia e noite para proteger a saúde e a vida das pessoas”, disse o gestor.

Emanuel Pinheiro disse ainda que analisar as unidades educacionais da mesma forma como se encara uma repartição pública é um equivoco muito grande. “Primeiro porque na escola são dezenas de crianças em uma mesma sala, dezenas de profissionais da educação e da comunidade escolar numa mesma unidade. O formato, a geografia da rede física escolar brasileira, permite isso, dezenas de pessoas ou centenas de pessoas migrando diariamente para um mesmo estabelecimento sendo que boa parte delas vão conviver numa sala de aula, fechada, com ar condicionado, um professor e dezenas de alunos durante o dia inteiro, todos os dias da semana. Isso gera uma ameaça, uma facilidade maior de disseminação do vírus do que uma pessoa que vai trabalhar usando máscara, mantendo o distanciamento, convivendo com 10, 12 pessoas numa mesma sala”, explicou o gestor lembrando que as pessoas que fazem parte dos grupos de risco e que não foram vacinadas estão em home office.

“É uma dinâmica diferenciada. A educação tem que ser olhada com sensibilidade, de forma humanizada porque o funcionamento, a engrenagem não é a mesma de qualquer outra unidade. Por isso temos que ter essa sensibilidade. E, exatamente por isso, já determinei inclusive encaminhei uma lei a Câmara Municipal de Cuiabá para que em defesa da saúde e da vida das nossas crianças, em defesa da saúde e da vida dos profissionais da educação da rede pública municipal de Ensino, as aulas em Cuiabá só retornem quando 100% dos profissionais da Educação estiverem vacinados, inclusive com a segunda dose, respeitados os 15 dias após a segunda dose. Com isso teremos segurança total, para que os nossos profissionais possam voltar com segurança as suas unidades de ensino, as nossas crianças voltem com segurança as suas escolas, os pais e a comunidade escolar tenham mais tranquilidade de que não estão levando os seus filhos para uma roleta russa em relação a Covid-19”, reafirmou Emanuel Pinheiro.

Emanuel Pinheiro destacou ainda que antes mesmo que os profissionais da Educação fossem incluídos no Plano Nacional de Imunização (PNI), o executivo municipal já havia priorizado esses profissionais. “Estamos acelerando a imunização, o que me permite dizer que até outubro, 100% dos profissionais da rede pública municipal de Ensino estarão imunizados e com essa segurança total, inclusive com o prazo determinado, pós a segunda dose, de 15 dias, voltarmos às aulas presenciais hibridas, na rede municipal de ensino”, destacou.

O prefeito Emanuel Pinheiro  disse ainda que o Município se planejou desde o primeiro momento para atender os estudantes em situação de vulnerabilidade. “Não deixamos de atender os estudantes mais carentes da rede pública municipal de Ensino, que dependem da escola para se alimentar, e suas famílias, ampliando o kit Alimentação Escolar. Depois focamos na imunização para vacinar todos os profissionais da educação”, disse o prefeito de Cuiabá.

Sobre os prejuízos no rendimento escolar dos estudantes da rede pública municipal de Ensino, após um ano e meio sem atividades presenciais, Emanuel Pinheiro disse que a Secretaria Municipal de Educação por meio da equipe pedagógica comandada pela secretária Edilene Machado, já fez esse planejamento.  “Toda a nossa equipe pedagógica, todos os nossos profissionais da rede pública municipal de Ensino, comandados pela secretária Edilene Machado, já prepararam a compensação no ensino e aprendizagem das crianças por esse prejuízo de um ano e meio fora das salas de aula”, explicou.

Além disso, em Cuiabá, as atividades pedagógicas continuaram de forma remota, desde o início da pandemia. “Sabemos que tivemos um tempo perdido e, já está sendo planejado de que forma vamos compensar para que as nossas crianças não sejam penalizadas mais do que já foram, em virtude da ausência das aulas presenciais. Mas o que não podemos é por causa de 30 ou de 60 dias, depois de um ano e meio, colocar em risco a saúde e a vida das crianças e dos profissionais da Educação. Toda a segurança é pouco num momento de pandemia”, salientou o prefeito Emanuel Pinheiro.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Secretaria da Mulher promove ações de valorização da vida e alusão Setembro Amarelo

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

Dando continuidade às ações da campanha Setembro Amarelo, a Prefeitura de Cuiabá realizou uma série de palestras voltadas para o Clube de Mulheres e Mães e líderes dos bairros. A programação teve como objetivo reforçar a importância do diálogo e a quebra de tabu sobre o tema, destacando a valorização da vida. A campanha foi coordenada pela Secretaria Municipal da Mulher, em parceria da Secretaria Adjunta de Relações Comunitárias (SARC).

De acordo com a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, é importante que se aborde o tema suicídio já que ainda existe um tabu muito grande sobre este assunto. Ela destaca que este ciclo de palestra foi pensado para a prevenção do suicídio, situação que muitas mulheres têm enfrentado e que aumentou devido a pandemia.

“Nós entendemos que não podemos nos calar diante do que vem acontecendo, muitas mulheres tirando a própria vida, principalmente por causa da violência doméstica e da pandemia. Por este motivo, nos juntamos à Secretaria de Relações Comunitária com intuito de capacitar essas mulheres líderes de seus bairros para que levem informações àquelas que necessitam de ajuda”, explicou.

A assessora da SARC, Bartira Souza, agradeceu todas as mulheres que participaram das palestras e pontuou que a depressão tem sido o mal do século e com a pandemia os casos aumentaram, por isso a importância dessas mulheres multiplicarem em seus bairros e famílias sobre este assunto.

“Em nome da primeira-dama, Márcia Pinheiro, e do secretário Ricardo Lobo, quero agradecer a estas mulheres que são fortes e levam as melhorias para suas comunidades. Participar de um evento voltado ao seguimento mulher é uma honra, saber que temos uma gestão muito próxima da comunidade e que apoia todas as causas”, afirmou.

De acordo com a primeira-dama, Marcia Pinheiro, a pandemia trouxe a necessidade de manter o distanciamento social, o que acirrou conflitos familiares, como tem acontecido nos lares das mulheres atendidas pelas redes de apoio da Prefeitura. “A abordagem deste assunto suicido mostra o acolhimento e a preocupação que temos com a nossa sociedade”, relatou.

Segundo Nill Moraes, que foi uma das participantes, é de extrema necessidade eventos deste modo que qualificam e orientam mulheres líderes de seus bairros. “Estamos felizes por este espaço nos acolher com um evento em prol da vida. Saímos daqui com um olhar diferente e prestando atenção em nós mesmas e quem está ao nosso redor. Minha gratidão a todos os envolvidos”, reforçou

A presidente do Clube de Mães do bairro Três Poderes, Neide Bueno, enfatizou a necessidade e abordagem sobre o tema suicídio já que ultimamente doenças como depressão e ansiedade estão cada vez mais frequentes na sociedade.

“Essas palestras nos mostram a necessidade de termos sensibilidade para agirmos da forma certa nessas situações. Lidamos com mulheres que precisam de uma palavra amiga e orientação e como é bom saber que podemos contar com a SARC e com a Secretaria da Mulher”, finalizou.

Continue lendo

Cuiabá

Estudantes da rede publica municipal de Cuiabá retornam às salas de aula

Publicado


Jorge Pinho

Clique para ampliar

As 167 unidades da rede pública municipal de Educação retomaram nesta segunda-feira (27) as atividades pedagógicas presenciais. Conforme determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, as aulas, no formato híbrido, acontecem com número reduzido de estudantes por sala de aula (50% da capacidade de cada sala) e adoção de medidas de biossegurança e distanciamento físico, necessários neste momento de pandemia.

A secretária municipal de Educação, Edilene de Souza Machado, a secretária-adjunta de Educação, Débora Marques Vilar, e 87 assessores pedagógicos acompanham as unidades durante o dia de hoje.

Na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Maria da Gloria de Souza, no bairro Baú, Regional Leste, pais, estudantes e profissionais estavam ansiosos. Na unidade educacional, todos estavam preparados para receber os estudantes.

A diretora da unidade, Solange Pereira Carvalho, contou que desde o início da pandemia a unidade vem se preparando para o retorno das aulas presenciais, com adequações físicas como a reforma da cozinha, pintura de toda a unidade, instalação de portões eletrônicos, aquisição de equipamentos e de produtos para a limpeza, e formação dos profissionais.

“Na unidade, todos os profissionais já estão vacinados e os cuidados são os mesmos, tanto para eles quanto para os estudantes. Todos ao entrarem na unidade verificam a temperatura, passam pelo tapete sanitizante. Nas salas, as carteiras estão afastadas e temos um número reduzido de alunos. Os estudantes foram divididos em grupos que virão em dias alternados”, explicou Solange Pereira.  

A unidade atende a 382 estudantes da Pré-Escola (I e II) até o 6º Ano do Ensino Fundamental. Ao todo, são 41 profissionais, entre professores e técnicos. Nesta segunda-feira, 50 estudantes tiveram aulas presenciais. Ao longo desta semana, a unidade entregará máscaras para as crianças.

A secretária Edilene Machado acompanhou o retorno das aulas presenciais no CMEI Cel. José Meirelles, na EMEB Henrique da Silva Prado, na creche Lucila Forte e na EMEB Santa Cecília.

“Agora é o momento da escola pós-pandemia. Este é um momento de grande emoção para todos nós, ver as crianças chegando à escola, ver os pais trazendo as crianças. Esperamos que dê tudo certo e acredito que vai dar certo. E precisamos que os pais confiem nas unidades e orientem seus filhos. Todas as unidades estão seguindo os protocolos e orientações de biossegurança, conforme é a marca da gestão Emanuel Piheiro em todas as decições durante a pandemia”, disse a secretária Municipal de Educação, Edilene Machado.

A gestora explicou ainda que nesta semana as unidades funcionarão de segunda a quinta-feira. Na sexta-feira as equipes gestoras irão avaliar a primeira semana, e verificar se nesse momento de readaptação será necessário continuar assim ou se volta a funcionar na sexta-feira.

Para os pais, o retorno é uma grande esperança. Uma das mães disse que decidiu autorizar o retorno da filha porque se sentiu segura. “Nada substitui o professor e a sala de aula presencial. Senti que minha filha estava com certa dificuldade”, disse ela.

Os estudantes cujos pais ainda não se sentem seguros em encaminhar seus filhos, continuarão recebendo atendimento de forma remota. As aulas gravadas estão disponíveis no @portaldaescola cuiabana e outras plataformas pedagógicas e aqueles que tem dificuldade em acessar a internet continuarão recebendo as atividades impressas e material estruturado dos programas.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana