conecte-se conosco


Geral

Licenciamento de veículos placas final 4 e 5 vence no dia 31 de outubro

Publicado

Quem quitar os débitos pode imprimir o documento do veículo em papel A4 e baixar o CRLV digital no celular

Termina no próximo dia 31 de outubro o prazo para os proprietários de veículos com placas final 4 e 5 efetuarem o pagamento do Licenciamento Anual.

Para licenciar o veículo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) exige o pagamento de todos os débitos como IPVA, Seguro DPVAT, a própria taxa de Licenciamento, além de possíveis multas. Após os pagamentos, o proprietário do veículo deve acessar o site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br) para ter acesso a nova versão do licenciamento.

No campo “Consulte Seu Veículo”, deve digitar os dados do veículo como a placa e o Renavam. Em seguida, vai abrir uma página contendo todas as informações do veículo e a opção “Clique Aqui para Imprimir o CRLV Digital”.

Ao clicar, o modelo para impressão A4 irá aparecer na tela para impressão. O procedimento pode ser feito em qualquer lugar em que o cidadão tiver acesso à internet e impressora.

Segunda via

Com o documento impresso em papel A4 não será mais necessário pedir a segunda via do Licenciamento. Caso o proprietário do veículo tenha sofrido extravio, furto ou roubo do documento, basta imprimir a segunda via em qualquer lugar em que tenha acesso à internet e impressora, sem custos adicionais.

A impressão do novo modelo do documento é de caráter definitivo, não sendo mais emitido o documento em papel moeda.

O diretor de Veículos do Detran-MT, Augusto Cordeiro, explica que os proprietários de veículos podem ficar tranquilos quanto a nova versão do licenciamento. “Ele possui o mesmo valor jurídico do antigo documento impresso em papel moeda, com autenticidade e segurança garantidos por meio de QR Code, que está ligado à base nacional de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran)”, falou.

Além da versão impressa, para maior comodidade e praticidade, os proprietários de veículos que já estão licenciados também podem obter a versão eletrônica do documento pelo celular.

Como obter

É só baixar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) na versão digital através do aplicativo “Carteira Digital de Trânsito”, disponível gratuitamente na Google Play e App Store.

Depois, deve fazer o cadastro no aplicativo. Na sequência, o usuário receberá um e-mail e deverá clicar no link para confirmação.

Após a ativação, deve-se fazer login no aplicativo e clicar em “adicionar documento”, que será a CNH ou CRLV digitais. Após o cadastro para validar o CRLV digital, deverá informar o número do Renavam e o código de segurança impresso no Certificado de Registro de Veículo (CRV).

Depois de confirmar a validação, será necessário informar o número de telefone celular. Neste momento, será disponibilizado o CRLV Digital no dispositivo móvel.

O CRLV Digital pode ser compartilhado com até cinco pessoas que utilizem o mesmo veículo, desde que já tenham instalado o aplicativo no celular. Quem recebe o CRLV Digital não consegue exportar ou compartilhar o documento, mas pode apresentá-lo às autoridades de trânsito durante abordagens.

Para acessar as informações, o aplicativo exigirá do usuário uma senha de quatro dígitos, uma chave de acesso que deverá ser digitada toda vez que o documento digital for utilizado. O CRLV Digital pode ser acessado pelo dispositivo móvel mesmo sem internet.

Calendário prorrogado

Em razão dos reflexos financeiros causados pela propagação do novo coronavírus no Estado, o prazo do calendário de vencimento do Licenciamento Anual do veículo foi prorrogado pelo Detran-MT acompanhando o novo prazo de vencimento do IPVA, publicado por meio do decreto estadual nº 506 de 02 de junho de 2020.

Com a medida, o vencimento do IPVA, bem como o Licenciamento, foi prorrogado para o último trimestre deste ano (outubro, novembro e dezembro).

Além dos veículos com placas final 4 e 5, também foram estendidos os prazos para pagamento do Licenciamento dos veículos com placas final 6 e 7, que terão até o dia 30 de novembro para quitar o licenciamento; e os veículos com placas finais 8, 9 e 0, que o pagamento poderá ser feito até o dia 31 de dezembro.

Com isso, o Detran-MT reforça que os veículos com os respectivos finais de placas poderão circular com o documento de licenciamento de 2019 até as datas de vencimento de cada placa relacionada acima.

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Pandemia recua por três semanas e todos os municípios de MT seguem com risco baixo de contaminação da Covid-19

Publicado

Indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (23) o Boletim Informativo nº 260 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

Nesta edição do Boletim, os 141 municípios do Estado configuram na classificação de risco baixo de infecção pelo coronavírus, conforme mostra documento a partir da página 12.

Esse status já se mantém por 21 dias. Em 2 de novembro, Ribeirãozinho foi a última cidade classificada com risco “moderado”. Desde então, nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco muito alto, representado pela cor vermelha e que indica alerta máximo de contaminação, ou amarela, que indica alerta moderado.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
– Usar máscara quando sair de casa;
– Evitar aglomerações;
– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Continue lendo

Geral

Mato Grosso registra 155.452 casos e 4.097 mortes por Covid; 8 óbitos nas últimas 24horas

Publicado

Taxa de ocupação está em 34% para UTIs adulto e em 14% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (23), 155.452 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.097 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas oito mortes e 528 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 155.452 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.106 estão em isolamento domiciliar e 145.814 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 138 internações em UTIs públicas e 127 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 34,24% para UTIs adulto e em 14% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (33.782), Rondonópolis (11.516), Várzea Grande (11.021), Sinop (8.181), Sorriso (6.651), Lucas do Rio Verde (6.099), Tangará da Serra (6.004), Primavera do Leste (5.205), Cáceres (3.601) e Nova Mutum (3.253).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 121.615 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 52 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional 

No último domingo (22), o Governo Federal confirmou o total de 6.071.401 casos da Covid-19 no Brasil e 169.183 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 6.052.786 casos da Covid-19 no Brasil e 168.989 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (23).

Recomendações 

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana