conecte-se conosco


Mato Grosso

Povo Umutina realiza seminário para desenvolver turismo sustentável na aldeia

Publicado


A comunidade indígena Umutina-Balatiponé, de Barra do Bugres, realiza o seminário “Turismo Umutina, para onde vamos?”, de 6 a 9 de março. O objetivo do evento é preparar a aldeia para o etnoturismo, capacitar a comunidade e elaborar o plano de visitação. O projeto Vivência Umutina-Balatiponé, conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), por meio do Edital MT Nascentes.

De acordo com Isaac Amajunepá, proponente do projeto, a proposta irá ampliar a geração de renda a partir do turismo cultural e ecológico na comunidade. “Nosso território tem muitas belezas naturais, que podem ser exploradas com o turismo sustentável. Com o apoio do governo, enxergamos a possibilidade de organizar e pensar numa estratégia de desenvolvimento de um turismo consciente e ético para a nossa comunidade, assim como na manutenção das famílias do nosso povo”, destaca Amajunepá.

Além da beleza natural, a Aldeia Central mantém as casas históricas construídas por Marechal Cândido Rondon, na sua expedição telegráfica, que podem ser locais abertos para visitação. Oportunidade de mostrar a rica cultura indígena, cheia de costumes, crenças e hábitos diferentes.

Outro ponto forte do povo Umutina-Balatiponé é a transmissão de conteúdo de forma oral, que também deve ser aproveitado através da contação de histórias, o contato com a sociedade não indígena. Além de relatar como fizeram para manter todo o conhecimento que restou: as danças, cantos, pinturas e artes.

Nesse sentido, a ideia é mostrar aos visitantes como esse movimento de resistência está ligado ao território e poder levá-los também a conhecer a região através de trilhas, banhos nos riachos e rios.

Ainda no mês de março, deverá acontecer a primeira visitação, que servirá como teste. A aldeia irá receber um grupo de até quatro pessoas, que irá participar da vivência e ao final da visitação, emitir um parecer sobre a experiência.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação para apurar condições de atendimento durante vacinação em Cuiabá

Publicado


A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Delitos Contra a Pessoa Idosa (DEDCPI), abrirá um Auto de Investigação de Preliminar (AIP) para apurar as condições de atendimento aplicadas aos idosos que compareceram para vacinação contra a covid-19 no Sesc Balneário, em Cuiabá.

A equipe da DEDCPI recebeu informações que no ponto de vacinação, os idosos estavam enfrentando problemas nas condições de atendimento até chegarem ao momento de serem efetivamente vacinados.

Segundo as informações, não era permitida a entrada de veículos no local e os idosos tinham que ficar esperando em uma fila, no sol, do lado de fora, para então embarcarem em um ônibus em que eram levados para triagem. A denúncia aponta que os idosos iam em pé e aglomerados dentro do ônibus, que transportava cerca de 30 pessoas por vez.

Após a triagem, os idosos tinham que novamente embarcar no mesmo ônibus para depois serem levados para o local em que era aplicada a vacina. Os investigadores da Delegacia do Idoso estiveram no local e constataram a veracidade das informações, assim como o descontentamento e indignação das pessoas presentes.

As pessoas com agendamento para a vacinação acreditavam que a vacina seria aplicada no sistema de “Drive-thru”, porém ao chegarem no local não puderem nem entrar com o veículo, havendo apenas a possibilidade de ser conduzido no ônibus junto a terceiros.

O delegado da DEDCPI, Vitor Chab Domingues, disse que abrirá o procedimento para averiguar os fatos e já comunicou o Conselho Municipal do Idoso, assim como também oficiará 34ª Promotoria Civil do Idoso e as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde.

“Em relação aos agentes de saúde que aplicaram as vacinas não há reclamações, as vítimas ressaltaram que eles foram bastante educados e atenciosos. As condições que será apurada é em relação ao momento anterior, que os idosos tiveram que enfrentar até o momento em que finalmente fossem vacinados”, disse o delegado.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo de Mato Grosso entrega cestas básicas para comunidades quilombolas

Publicado


A Comunidade Quilombola Mata Cavalo, localizada no município de Livramento, recebeu na tarde de segunda-feira (20.04) 946 cestas básicas do Governo Federal. A ação foi possível devido a articulação da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, que negociou de perto a logística de distribuição das cestas.

“Em um momento tão difícil como esse que estamos passando, é muito importante unirmos forças. Por isso fiz questão de participar de perto desse projeto e garantir que as famílias quilombolas do nosso estado conseguissem esse atendimento”, afirmou Virginia.

A ação foi realizada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos em atuação conjunta com a Fundação Cultural Palmares e a CONAB, além de ter o importante apoio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, representada durante a entrega pela secretária adjunta de Programas e Projetos Especiais e Atenção à Família, Salete Morocoski, e pelo secretário adjunto de Direitos Humanos, Kennedy Dias.

“A gente já conseguiu distribuir em todos os quilombos de Chapada dos Guimarães, em Barra do Bugres, Porto Estrela, aqui no Mata Cavalo que são mais de 12 comunidades, e até o final da semana estaremos em Cáceres distribuindo as cestas básicas para a os quilombos da região Oeste”, destacou o secretário.

Membro da Associação da Comunidade Mutuca, a quilombola Laura Ferreira, representou o Mata Cavalo durante as entregas, e agradeceu os esforços das equipes envolvidas nessa ação, “a gente quer agradecer imensamente o Governo do Estado através do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, e o secretário de Direitos Humanos Kennedy que não mediu esforços e tem acompanhado as entregas em cada comunidade, além de conhecer de perto a realidade dos povos quilombolas aqui dentro do estado”.

As cestas básicas entregues atendem às demandas das populações quilombolas, em situação de vulnerabilidade e insegurança alimentar, agravada pela pandemia do coronavírus. Ao todo serão distribuídos 96.800 quilos de alimentos, que atenderão 4.400 famílias de 51 comunidades quilombolas certificadas pela Fundação Cultural Palmares, distribuídas em 9 municípios do estado do Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana