conecte-se conosco


Economia

Porta-voz diz que atualização da tabela do IR está em estudo, mas não há prazo

Publicado


porta-voz da presidência
Divulgação

Questionado se Bolsonaro pretende fazer os ajustes na tabela do IR, o porta-voz afirmou que não falou com ele sobre isso

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse nesta terça-feira (14) que o Ministério da Economia vai realizar estudos para “comprovar” a possibilidade de atualizar a tabela do Imposto de Renda (IR) com base na inflação, como o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou no último domingo (12)
. Segundo Rêgo Barros, porém, não há prazo para que a mudança seja divulgada.

Questionado se o presidente mantém a intenção de fazer os ajustes, o porta-voz afirmou que não falou com ele sobre o assunto e informou que o assunto continuará sendo discutido entre Bolsonaro e  Paulo Guedes
. O ministro deverá analisar “quais são as verdadeiras e naturais oportunidades para que isso se realize”.

“A partir desta conversa [entre o presidente e o ministro], estudos serão desencadeados lá no Ministério da Economia para comprovar perante o presidente a possibilidade de atualizar a tabela [do IR] com a inflação no ano de 2019. Os detalhes técnicos precisarão ser, como é natural, estudados com profundidade para que não haja um impacto que venha a dificultar a nossa retomada de crescimento”, declarou o porta-voz.

No domingo, Bolsonaro afirmou que pediu para que Guedes reajuste a tabela do IR
, que acumula defasagem de mais de 95% desde 1996. De acordo com técnicos da equipe econômica,  essa ideia deve ser incluída em uma proposta de reforma tributária
a ser apresentada no futuro, quando a reforma da Previdência avançar. O último reajuste da tabela foi concedido em 2015, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo zera imposto de remédio para câncer

Publicado


O governo federal zerou o Imposto de importação para cinco produtos, entre eles um remédio para tratamento de câncer e dispositivos para uso de pessoas com deficiência. A medida foi aprovada na quarta-feira (15) pelo Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia.

O presidente Jair Bolsonaro destacou a decisão do governo, em publicação nas redes sociais.

O medicamento atezolizumabe foi incluído na Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) com redução de 2% para 0 na alíquota de importação. Trata-se de um anticorpo monoclonal indicado para o tratamento de câncer metástico. A medida também incluiu três tipos de próteses endoesqueléticas transfemurais – em titânio, fibra de carbono ou alumínio – e todas tiveram redução de alíquotas de 4% para zero.

Além disso, foi reduzida a taxa de importação, de 12% para 0 para dois tipos de teclados especiais para computadores: o alternativo e programável e o teclado especial com possibilidade de reversão de função mouse/teclado. As máscaras de teclado e os softwares de teclado virtual com dispositivo de varredura, apresentados em forma de memory cards, também tiveram suas alíquotas reduzidas a 0 de um patamar vigente de 8% e 2%, respectivamente.

No caso dos teclados e dos softwares, o instrumento de redução tarifária utilizado foi a Lista de Bens de Informática e Telecomunicações (Lebit). Todos eles são dispositivos de tecnologia assistiva para pessoas com deficiência.

Edição: Nádia Franco

Continue lendo

Economia

Mega-Sena: duas apostas dividem prêmio de R$ 23,5 milhões

Publicado

Bilhete da Mega-Sena
Agência Brasil

Bilhete da Mega-Sena

Duas apostas, uma de Curitiba (PR) e outra de São Paulo (SP), vão dividir o prêmio de R$ 23,5 milhões do concurso 2.410 da Mega-Sena. Cada aposta vencedora vai ganhar R$12.503.139,64. Os números sorteados neste sábado (18) foram: 07 – 10 – 27 – 35 – 43 – 59.

A quina teve 95 vencedores e cada um leva R$ 31.102,36. Na quadra, foram 5.939 apostas ganhadoras – e o prêmio de R$ 695,76 para cada uma.

O próximo sorteio será na quarta-feira (22) e deve pagar R$ 3 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do concurso, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana