conecte-se conosco


Esportes

Por que a melhor jogadora do mundo não está na Copa feminina na França?

Publicado

Eleita a melhor jogadora do mundo pelo prêmio Ballon D’Or 2018, a primeira entregue a uma mulher, Ada Hegerberg é um dos maiores fenômenos recentes do futebol. Com apenas 23 anos, a jovem norueguesa é tetracampeã da Champions League feminina pelo Olympique de Lyon — com direito a um hat-trick na final contra o Barcelona em 2019. 

Só que Ada também tem chamado atenção por atitudes extracampo. A mais conhecida delas foi em 2017, quando após uma desastrosa campanha da seleção norueguesa na Eurocopa feminina, ela pediu dispensa da seleção. Cobrou melhorias no desenvolvimento do futebol feminino no país e disse que, embora sentisse orgulho de representar sua seleção, não gostava da maneira como ela se apresentava.

Apesar dos imensos esforços da federação local em tentar trazê-la de volta, inclusive tomando a inédita iniciativa de equiparar os salários das atletas mulheres com o dos homens, nada disso a fez mudar de ideia. Nem mesmo a oportunidade de jogar uma Copa do Mundo na melhor fase da carreira mexeu com seus planos.

Leia Também:  Neymar já está apalavrado com Real Madrid. Veja o que falta para o negócio sair

O que leva Ada Hegerberg a ter um posicionamento tão firme contra a federação de futebol da Noruega? A resposta não é muito clara, mas há algumas pistas. Confira no vídeo! 

Conheça o Última Divisão :

Youtube
Padrim
Facebook
Instagram
Twitter

Fonte: IG Esportes
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Copa Verde: Luverdense lava alma, dá chocolate no União e avança na competição

Publicado

O LEC, que considera eliminação da Série B coisa do passado, agora foca o bicampeonato da competição

De olho no segundo título da Copa Verde – foi em campeão em 2017 – , o Luverdense goleou o União ABC-MS por 6 a 2, avançou para a fase seguinte e eliminou os sul-matogrossenses, em partida de volta disputada na noite desta terça-feira, em casa, no Passo das Emas. No primeiro confronto, o Luverdense já havia vencido por 3 a 2 e precisava apenas do empate.

Com novo técnico, Maico Gaúcho, que acumula a direção de futebol do clube, o Luverdense saiu na frente, logo aos 23 minutos, num belo gol de Douglas, que bateu quase de voleio, sem chances para o goleiro Breno. Apesar da folga no placar, o time da casa continuou em cima e controlando as jogadas.

Com o resultado adverso, o técnico Daniel Franklin inverteu a posição de ataque, levando Alemão para a esquerda, adiantando Luan e Matues. Foi aqui que o Luverdense dominou o meio campo e passou a subir com mais velocidade. Aos 42, Tozin entrou tabelando com Anderson, recebeu e bateu firme, ampliando o placar.

Leia Também:  Fórmula 1 estuda realizar segunda corrida na China nos próximos anos

CHUVA DE GOLS

Na volta, o União foi mais agressivo e passou a forçar o ataque, explorando a velocidade de Mateus e Alemão. Numa dessas investidas, Alemão diminuiu, com gol aos oito minutos. Mas Tozin tratou e jogar água fria no time visitante. Ele recebeu um passe açucarado de Douglas, deixou o zagueiro no chão e colocou na esquerda: 3 a 1.

Mas aí que começou a enxurrada de gols, com um passeio do Luverdense: Anderson ligeiro fez 4 a 1, aos 23 minutos, Luan fez o segundo dos visitantes aos 24 minutos, Helder fez aos 30 e Abu, entrou  que entrou no lugar de Tozin: final 6 a 2.

A vitória com direito à goleada serviu para atenuar o rebaixamento para a Série D, após a derrota diante do Paysandu. Agora, o foco do Luverdense é o bicampeonato da Copa Verde, para o time principal, e a Copa FMF, competição sub-23 que garante ao campeão uma vaga na Copa do Brasil, no ano que vem.

 Copa Verde – 2ª Rodada

Luverdense-MT x União ABC-MS

Data: 20/08/2019

Leia Também:  Veja quais foram as maiores zebras dos campeonatos estaduais de 2019

Local: Passo das Emas (Lucas do Rio Verde)

Horário: 21 horas

Público:105 pagantes

Renda: 1.050,00

Árbitro: Valdicleuson Silva da Costa (AP)

Assistentes: Roberto Soares dos Santos Junior (AP) e
Luan Patrique Pereira da Silva
(AP)

Cartões: Luberto, e Raylan (União ABC), Kaique (Luverdense)

 Gols: Douglas, aos 23 1T, e Tozin, aos 42 1T e aos 18 do 2T, Helder, aos 23 2T e Helder, aos 30 2T e Abu, aos 42 2T (Luverdense) e Alemão, aos 8 do 2T e Luan, aos 41 do 2T  (União ABC), Anderson  

 LUVERDENSE-MT: Edson;

Pedro, Helder, Kaique e Jeferson Recife; Evandro, Léo

Goteira (Gabriel Honório), Samuca e Douglas; Anderson Ligeiro (Igor) e Tozin  (Abu). Técnico: Maico Gaúcho.

  UNIÃO ABC -MS: Breno;

Luberto, Luiz, Jaime e Gabriel; Raylan, Marcelinho, Agnaldo e Luan; Alemão e Mateus (Osvaldinho). Técnico: Daniel Franklin

Continue lendo

Esportes

Sem salários, jogadores do Figueirense-SC não entram em campo e Cuiabá vence por WO

Publicado

A ameaça dos jogadores de não entrarem em campo caso não recebessem os salários atrasados se concretizou e o Figueirense perdeu de W.O para o Cuiabá. A partida estava marcada para as 21h30 desta terça-feira e seria válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

A delegação alvinegra deixou Florianópolis na última segunda-feira com destino a Cuiabá depois de quatro dias sem treinar e avisaram a diretoria que só entrariam em campo quando as contas fossem colocadas em dia. O elenco não recebeu o salário de julho e os últimos dois meses de direito de imagem.

ATRASO NA CHEGADA Os jogadores chegaram atrasados na Arena Pantanal e ficaram aguardando no vestiário uma negociação do advogado Filipe Rino com o departamento jurídico do clube. A exigência era que a diretoria assinasse um documento prometendo pagar tudo até o dia 28 de agosto, além de não promover retaliação contra qualquer atleta.

“No final da noite foi aberto diálogo entre o jurídico do clube e o advogado Filipe Rino, mas sem avanços. Não houve o cumprimento de nenhuma das exigências dos atletas (pagamento dos salários e Imagem dos atletas, salários de atletas da base, funcionários do clube)”, anunciou Filipe Rino.

Leia Também:  Veja quais foram as maiores zebras dos campeonatos estaduais de 2019

Sem acordo, os jogadores do Figueirense deixaram a Arena Pantanal. Já o árbitro carioca Pathrice Wallace Corrêa Maia precisou esperar 30 minutos para anunciar o fim da partida e dar a vitória ao Cuiabá por 3 a 0. O resultado coloca o time mato-grossense na sétima colocação da Série B, com 26 pontos.

PROBLEMA ANTIGO Não é de hoje que o Figueirense passa por dificuldades para honrar seus compromissos. O ex-treinador Hemerson Maria entregou o cargo no final de julho e disparou contra o presidente Cláudio Honigman. Desde 2017 que o futebol do clube vem sendo comandado pela empresa Elephant.

O QUE VAI ACONTECER O Figueirense será declarado perdedor do jogo diante do Cuiabá, pelo placar de 3 a 0, e vai ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por “deixar de disputar, sem justa causa, a partida”.

Neste primeiro momento, o Figueirense corre o risco de ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil. Se o clube perder mais uma partida por W.O nesta Série B, ele será excluído da competição e rebaixado automaticamente para a Série C.

Leia Também:  Holanda sofre, mas vence Suécia na prorrogação e encara EUA na final do Mundial

VEJA A NOTA DO ADVOGADO
FILIPE RINO NA ÍNTEGRA

“Nenhuma das exigências foi cumprida. Não houve nenhum tipo de diálogo entre a Diretoria e os atletas.

No final da noite foi aberto diálogo entre o jurídico do clube e o advogado Filipe Rino, mas sem avanços. Não houve o cumprimento de nenhuma das exigências dos atletas (pagamento dos salários e Imagem dos atletas, salários de atletas da base, funcionários do clube).

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana