conecte-se conosco


Policial

Por mensagens de WhatsApp, criminosos se passam por promotores de Justiça e pedem dinheiro a prefeitos

Publicado

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso encaminhou procedimento à Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) alertando sobre o golpe que vem ocorrendo em vários estados, em que pessoas estão se passando por membros do Ministério Público ao contatar Prefeituras e Câmaras Municipais por mensagens de WhatsApp para solicitar vantagens. A providência foi adotada com base em orientações repassadas pela Comissão de Preservação da Autonomia do Ministério Público do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

No documento, o MPMT ressalta que caso algum representante ministerial, de qualquer Ministério Público, entre em contato diretamente com servidores ou autoridades municipais, é de boa prática a conferência dos dados pessoais e dos números de telefones utilizados junto às respectivas Promotorias de Justiça. A consulta pode ser feita diretamente no sítio eletrônico do Ministério Público a que faz referência o agente.

No CNMP já existe procedimento instaurado para “acompanhar a persecução e repressão a crimes de estelionato e de falsidade ideológica (consumados e tentados) nos quais os agentes se valem do nome de membros ou da Instituição do Ministério Público a fim de auferir vantagens indevidas”.

Há, inclusive, relato de que “a logomarca e o nome do Ministério Público Federal estariam sendo utilizados para a prática de golpes na rede mundial de computadores, denominados fishing, através de e-mails encaminhados a cidadãos, em que se noticia que o destinatário estaria sendo intimado para comparecimento em audiências, a fim de que, dada a curiosidade deste, ao clicar na referida mensagem eletrônica, seja instalado no seu computador um malware”.

Em Mato Grosso, já foram registradas ocorrências semelhantes nos municípios de Nobres, Jaciara, Querência e Mirassol D´Oeste. O coordenador do Centro de Apoio Operacional de Segurança da Informação (CAOP/CSI) do MPMT, promotor de Justiça Rubens Alves de Paula, enfatiza que a atuação dos membros é subsidiada pelo próprio Ministério Público e que em hipótese alguma, promotor ou procurador de Justiça solicitaria qualquer valor a quem quer que seja.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Suspeito de tentativa de latrocínio contra segurança de hemocentro é preso em flagrante pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (Derf) esclareceu a tentativa de latrocínio ocorrida no final da noite de domingo, no banco de sangue da cidade e prendeu em flagrante nesta segunda-feira (19) um dos envolvidos no crime.

A Polícia Civil foi acionada já no início da madrugada de segunda-feira a uma das seguranças do Hemocentro relatou que estava no horário de repouso no local junto onde trabalha com o outro segurança, quando por volta das 23h do domingo ouviu um barulho e ao sair para ver o que estava ocorrendo se deparou com o colega, de 51 anos, ferido e com lesões na cabeça. Ela acionou o Samu e o segurança foi encaminhado com lesão craniana ao Hospital Regional.

A equipe da DERF apurou que dois suspeitos roubaram alguns objetos e tentaram matar a vítima que trabalhava como segurança no Hemocentro.  

A partir da análise de câmeras de segurança, os policiais civis identificaram os dois envolvidos no crime e coletaram informações de que um deles, C.Q.N., 33 anos, saiu recentemente da Penitenciária de Rondonópolis. A

Com as informações da descrição dos suspeitos, a equipe policial iniciou buscas para localizar os dois. No bairro Santa Marta, os policiais avistaram uma pessoa com as mesmas características e roupas usadas por um dos suspeitos. Um detalhe que chamou a atenção da equipe é a forma do suspeito andar, que em alguns momentos dá uma “puxada” da perna esquerda, sendo esse idêntico à mesma pessoa que aparecia nas câmeras de segurança.

Ao abordá-lo, os investigadores constataram que se tratava de um suspeito do crime, que estava com as mesmas vestimentas usadas no momento do fato e com um celular que depois foi reconhecido como sendo da vítima.

Conduzido à DERF de Rondonópolis, o suspeito confirmou ser ele nas imagens e passou informações sobre seu parceiro na empreitada criminosa. Ele foi autuado por roubo seguido de morte na forma tentada e depois dos procedimentos, encaminhado à Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa.

As diligências da DERF continuam para a localização do segundo suspeito.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Em ação conjunta com a PF e PM-MT, PRF apreende 29 kg de cocaína em Pedra Preta-MT

Publicado


No dia 19 de abril, por volta das 22 horas, em operação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Polícia Militar do Mato Grosso, no km 133 da BR 364, município de Pedra Preta-MT, foi abordado um veículo Fiat Uno de cor branca, que tinha como ocupantes um homem e duas mulheres.

No decorrer dos procedimentos, os abordados mostraram-se tensos e agitados, e durante a entrevista apresentaram explicações contraditórias entre eles.

Em verificação minuciosa ao veículo, a equipe percebeu a existência de um fundo falso no assoalho do porta-malas, sendo que ao furar o compartimento, constatou haver cocaína em seu interior. Diante da localização do entorpecente, o condutor do veículo, um rapaz de 29 anos, confessou que pegou o carro já “preparado” com a droga no compartimento oculto, numa localidade próxima ao município de Cáceres-MT, e que o deixaria em Alto Garças-MT. Segundo ele, somente iria fazer o transporte da droga, e para isso receberia determinada quantia. As mulheres que estavam no carro, uma de 18 anos e outra de 19, disseram não saber da existência do ilícito.

Ao finalizar a retirada da droga do porta-malas, chegou-se ao total de 29.6Kg de cloridrato de cocaína.

Os policiais prenderam os ocupantes do veículo em flagrante pela prática do crime de tráfico de drogas. Eles foram encaminhados para a delegacia da Polícia civil para os demais procedimentos legais.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana