conecte-se conosco


Mato Grosso

Policiais militares discutem atuação dos Grupos de Apoio

Publicado

Os policiais militares que atuam nos chamados Grupos de Apoio (GAp) participam em Cuiabá do primeiro seminário de regulamentação dessa modalidade operacional. Participam cerca de 180 militares, entre praças e oficiais, dos 141 municípios mato-grossenses.

O encontro incluí atividades teóricas, práticas e operacionais sobre abordagem, análises criminais, dados de produtividade, entre outros temas.   

Na abertura, realizada na manhã desta quinta-feira (13.02), o comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, destacou a importância da participação dos policiais e agradeceu a disposição de todos que vieram a Cuiabá em busca de mais conhecimento para melhoria da atividade policial.

Na avaliação do comandante, ao estudar as técnicas operacionais, a PM embasa melhor suas ações e torna os resultados mais satisfatórios à população do Estado.

Na palestra de abertura o tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista, comandante do 4º Batalhão de Várzea Grande e coordenador do seminário, apresentou o plano de ação do GAp, como funciona a seleção de efetivo, o treinamento, os equipamento utilizados, entre outras informações.

Januário pontuou que ao atuar seguido o ‘ABC’ das atividades policiais (Abordagem, Busca pessoal e/ou veicular e Checagem) o policial consegue fazer a diferença e dar respostas positivas à sociedade na prevenção e repressão à criminalidade.

No período vespertino o encontro acontece na Escola Superior de Formação de Praças (Esfap), com grupo de trabalho.

Na manhã desta sexta-feira (14) o seminário prossegue na Esfap. Já no período da tarde, a partir das 14h, os policiais do GAp de todos os comandos regionais vão às ruas de Cuiabá e Várzea Grande uma operação integrada. O lançamento da ação será na Praça Alencastro.   

Os Grupos de Apoio são formados por policiais treinados para dar o apoio necessário às equipes do serviço ordinário, ou seja, do policiamento de rotina, em ocorrências que exigem reforço policial imediato. Por ser uma atividade recente na PMMT, o seminário terá, entre outras funções, propor e debater procedimentos regulamentadores.

Na solenidade de abertura o pelo tenente-coronel Januário Antônio Edwiges Batista fez uma homenagem simbólica, entregou ao comandante-geral coronel Assis e ao subchefe do Estado-Maior Geral Wankley Correia Rodrigues uma camiseta com o braçal do GAp.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Bombeiros alertam para riscos do uso indevido de técnicas de combate aos incêndios florestais

Publicado


.

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) alerta para o perigo do uso indevido de técnicas de combate aos incêndios florestais, tendo em vista que são ações complexas que necessitam de cuidados específicos, equipamentos e capacitação profissional para serem realizadas.

No sábado (12.09), no início da manhã, a unidade de Primavera do Leste (6° CIBM) foi acionada para atender a um incêndio de grandes proporções na comunidade Água Emendada, que faz divisa com a comunidade João de Barro.

Segundo relatos dos solicitantes, o fogo avançou um aceiro após o uso inadequado da técnica de “contrafogo” por parte da população local e atingiu uma área onde havia cerca de 30 bovinos e uma caminhonete modelo Ford Ranger.

Na tentativa de impedir o avanço das chamas, os moradores da comunidade Água Emendada fizeram um aceiro por todo o entorno do fogo e utilizaram a técnica de contrafogo, mas o vento acabou mudando de direção e, com o tempo muito seco e a grande quantidade de materiais combustíveis, o fogo pulou o aceiro e avançou para a comunidade vizinha, João de Barro.

Os bovinos morreram com as chamas e o veículo queimou completamente. A guarnição solicitou o acionamento do plano de chamada para que fosse realizado o controle do fogo, que avançava muito rápido pela região. Chegaram ao local mais duas equipes da 6° CIBM e uma do 3° BBM (Batalhão Bombeiro Militar de Rondonópolis). Foi realizado o combate em cerca de 5 km de linha de fogo, no lado leste do rio Poxoréu. 

Contrafogo

A técnica do contrafogo é defensiva e atua por meio do uso controlado do fogo para impedir que um incêndio avance, mas se utilizada de maneira indevida, pode colocar em risco a segurança humana, dos animais e do meio ambiente.

É necessário levar em conta que as condições climáticas, como o vento, podem se tornar um agravante, e por isso é indispensável uma análise completa da situação para decidir qual a melhor técnica de combate.

Em caso de ocorrências de incêndios e queimadas, não é recomendado que a população intervenha, mas sim que acione imediatamente o CBMMT pelo número 193 para realizar o combate seguro às chamas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Contrafogo: bombeiros militares alertam para os riscos do uso indevido de técnicas de combate a incêndios florestais

Publicado


.

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) alerta para o perigo do uso indevido de técnicas de combate aos incêndios florestais, tendo em vista que são ações complexas que necessitam de cuidados específicos, equipamentos e capacitação profissional para serem realizadas.

No sábado (12.09), no início da manhã, a unidade de Primavera do Leste (6° CIBM) foi acionada para atender a um incêndio de grandes proporções na comunidade Água Emendada, que faz divisa com a comunidade João de Barro.

Segundo relatos dos solicitantes, o fogo avançou um aceiro após o uso inadequado da técnica de “contrafogo” por parte da população local e atingiu uma área onde havia cerca de 30 bovinos e uma caminhonete modelo Ford Ranger.

Na tentativa de impedir o avanço das chamas, os moradores da comunidade Água Emendada fizeram um aceiro por todo o entorno do fogo e utilizaram a técnica de contrafogo, mas o vento acabou mudando de direção e, com o tempo muito seco e a grande quantidade de materiais combustíveis, o fogo pulou o aceiro e avançou para a comunidade vizinha, João de Barro.

Os bovinos morreram com as chamas e o veículo queimou completamente. A guarnição solicitou o acionamento do plano de chamada para que fosse realizado o controle do fogo, que avançava muito rápido pela região. Chegaram ao local mais duas equipes da 6° CIBM e uma do 3° BBM (Batalhão Bombeiro Militar de Rondonópolis). Foi realizado o combate em cerca de 5 km de linha de fogo, no lado leste do rio Poxoréu. 

Contrafogo

A técnica do contrafogo é defensiva e atua por meio do uso controlado do fogo para impedir que um incêndio avance, mas se utilizada de maneira indevida, pode colocar em risco a segurança humana, dos animais e do meio ambiente.

É necessário levar em conta que as condições climáticas, como o vento, podem se tornar um agravante, e por isso é indispensável uma análise completa da situação para decidir qual a melhor técnica de combate.

Em caso de ocorrências de incêndios e queimadas, não é recomendado que a população intervenha, mas sim que acione imediatamente o CBMMT pelo número 193 para realizar o combate seguro às chamas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana