conecte-se conosco


Nacional

Polícia prende ator pornô acusado de aplicar o golpe do “boa noite, Cinderela”

Publicado


source
 João Bosco Rodrigues
Reprodução

Polícia prende ator pornô acusado de aplicar o golpe do “boa noite, cinderela”

A polícia prendeu, na noite desta sexta-feira (23), um ator de filmes pornográficos, chamado João Bosco Rodrigues Junior, que aplicava o golpe “Boa noite Cinderela” em casas noturnas dos Jardins, em São Paulo.

O ator, de 28 anos, foi preso após uma extensa investigação da Polícia Civil de São Paulo. Segundo as investigações, o criminoso dopava as vítimas com a droga. Sem consciência, as pessoas passavam a senha do cartão de crédito para ele, que então debitava o valor desejado e na fuga ainda roubava objetos pessoais das vítimas.

A polícia começou a investigá-lo depois que uma primeira vítima registrou boletim de ocorrência, em maio deste ano. Na época, agentes conseguiram localizar João, mas ele fugiu para o Rio de Janeiro.

Até o momento, cem mil reais em roubos já foram contabilizados e a investigação tenta identificar se há outros envolvidos no golpe.

Na tarde desta sexta-feira (23), a polícia soube que o suspeito entrou no Estado de São Paulo e seguiu em direção a capital. O golpista foi localizado pela polícia em um motel na zona oeste da capital paulista.

João Bosco, que já tinha um mandado de prisão decretado pela Justiça, foi encaminhado ao 78ºDP (Jardins), na zona oeste da capital, onde vai responder por roubo qualificado.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Homem compra tijolos pensando ser maconha: “Não existe mais traficante honesto”

Publicado


source
policial segurando tijolo
MagaiverTv/divulgação

O homem comprou dois tijolos comuns pensando ser maconha

Nesta quinta-feira (26), em Minas Gerais , um traficante foi preso após comprar tijolos comuns pensando que eram de maconha . A polícia acompanhou o trâmite para a troca do material. Além desse, outros três homens e uma mulher foram presos. As informações são do jornal Correio Braziliense .

O caso aconteceu durante uma operação das Polícias Civil e Militar em quatro cidades do Sul de Minas. Segundo os agentes, o trabalho começou por causa de denúncias anônimas e, além do tráico de drogas, a operação também prendeu pessoas por violência doméstica e roubo.

Durante a operação, também foram apreendidos 35 papelotes de cocaína e duas pedras da mesma droga, que não estavam fracionadas, dois tabletes de maconha, cigarros, balança de precisão, materiais para embalar a droga, dois celulares, um veículo e mais de R$3,5 mil. 

Tijolos 

De acordo com os policiais, uma das pessoas que foram detidas teria comprado um tijolo comum pensando que era de maconha e teria pago cerca de R$ 1,5 mil. O homem de 35 anos foi preso em Bom Jesus da Penha, junto com esposa dele, de 24.

“Durante a investigação, captamos a transação e o homem estava muito bravo com outro traficante, que vendeu o tijolo falso. Ele estava cobrando uma postura ética desse traficante. ‘Não existe mais traficante honesto hoje em dia’. Ele tinha dado o prazo para outro traficante fazer a troca desse tijolo”, ressalta delegado.

Ainda de acordo com a polícia, o homem seria um dos articuladores do tráfico da região. Ele é de Nova Resende e estaria morando em Bom Jesus da Penhas. “Ele achou que estando em uma cidade menor, não seria descoberto”, afirma.

Continue lendo

Nacional

Caso João Alberto: polícia pede prorrogação das investigações

Publicado


source
carrefour
Reprodução / Twitter

O prazo do inquérito se encerraria nesta sexta-feira (27).

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul pediu nesta quinta-feira (26) a prorrogação das investigações sobre o  espancamento seguido de morte de João Alberto Silveira Freitas , 40 anos, no estacionamento do  supermercado Carrefour na Zona Norte de Porto Alegre.

O prazo do inquérito se encerraria nesta sexta-feira (27), mas a polícia entende que ainda faltam  testemunhas a serem ouvidas e aguarda o laudo do óbito feito pelo Instituto-Geral de Perícia.

Na semana passada, o primeiro resultado da necropsia feita pelos peritos indicou morte por asfixia .

Já foram ouvidas cerca de 20 testemunhas e alguns dos funcionários do supermercado Carrefour relataram, mas sem provas, que João Alberto já teria tido desavenças anteriores no estabelecimento .

Eles não souberam informar as datas desses outros possíveis conflitos, o que dificulta a eventual comprovação dessas informações, segundo a polícia.

O Ministério Público se manifestou a favor da prorrogação das investigações. Agora, falta a Justiça analisar o pedido e dar aval ao prosseguimento do caso.

Nesta sexta-feira, o policial militar temporário Giovane Gaspar da Silva deve ser ouvido no inquérito.

Ele e Magno Braz Borges cumprem mandado de prisão preventiva desde a semana passada, quando foram detidos em flagrante após as agressões a João Alberto .

A defesa de Giovane tem dito que ele não teve intenção de matar João Alberto. Magno preferiu não prestar depoimento .

A diretora do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), delegada Vanessa Pitrez, frisa que ainda trabalha na apuração da motivação do crime .

Além dos dois segurançasa polícia ainda prendeu a fiscal de caixa de supermercado Adriana Alves Dutra na última terça-feira (24).

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana