conecte-se conosco


Policial

Polícia prende acusados de matar engenheiro agrônomo em Mato Grosso

Publicado

Vinícius Augusto (no detalhe) foi executado no dia 28 de dezembro em Colíder

A Polícia Civil em Colíder (650 km ao norte de Cuiabá) cumpriu na terça-feira (29) mandados judiciais dentro da Operação Sicários que investiga o homicídio de um engenheiro agrônomo ocorrido na cidade, no mês de dezembro do ano passado.

Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e um de busca e apreensão contra os suspeitos do homicídio. Um dos investigados foi preso na cidade de Itanhangá e o outro em Colíder. Ambos têm 22 anos e possuem passagens por tráfico de drogas e homicídio qualificado.

De acordo com o delegado Eugênio Rudy Jr., antes de representar pela prisão temporária dos investigados, eles foram interrogados na delegacia e após a oitiva, um deles foragiu de Colíder.

Durante o cumprimento da prisão em Itanhangá, o suspeito tentou fugir e na perseguição a ele, um dos investigadores foi atacado por um cachorro e teve ferimentos. O policial foi medicado em Itanhangá e passa bem.

O delegado informou que as investigações prosseguem para identificar o envolvimento de outras pessoas o crime.

Crime na lanchonete

No dia 28 de dezembro do ano passado, Vinícius Augusto de Souza, 26 anos, estava em uma lanchonete no centro de Colíder, quando os executores chegaram a uma motocicleta e já atirando contra a vítima, que saiu correndo do local, tentando se proteger. A vítima ainda tentou se esconder uma farmácia próxima à lanchonete, mas foi alcançada pelos atiradores que ainda dispararam outra vez.

A vítima foi ferida com cinco disparos.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Condenado por homicídio, homem é localizado pela Polícia Civil em área rural de Juruena

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Em diligências no interior do estado, policiais civis da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) prenderam mais um foragido da Justiça, que era procurado pelo crime de homicídio qualificado. O foragido foi localizado nesta sexta-feira (23) em uma área no município de Juruena (880 km a noroeste de Cuiabá).

 Após receber a ordem judicial de prisão, os policiais passaram a realizar as investigações para localizar o fugitivo. Os investigadores apuraram que o foragido, de 31 anos, poderia estar escondido em uma região de mata densa na zona rural entre os municípios de Juara, Juína e Juruena.

Depois de percorrer vários quilômetros em locais de difícil acesso, a equipe da Polinter conseguiu localizar o homem na altura do quilometro 45, da MT-174, conduzindo um veículo Chevrolet Vectra.

Após acompanhamento tático, os investigadores realizaram a abordagem e, em um primeiro momento, o homem se identificou com nome diverso do que constava no mandado judicial.  Porém, ao ser reinquirido pelos policiais, ele revelou seu verdadeiro nome e recebeu voz de prisão.

Ao ser questionado se tinha arma de fogo, ele revelou que possuía uma arma longa em sua residência. Na casa, os policiais  localizaram o armamento e 82 munições de calibre 22 e mais 12 cartuchos intactos de calibre 32.

O preso foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil para apresentação à autoridade policial e registro do cumprimento da prisão.

O mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sinop, por sentença penal condenatória de 14 anos por homicídio qualificado, cometido por motivo torpe ou circunstâncias que impossibilitaram a defesa da vítima.

O crime ocorreu em fevereiro de 2011 após uma discussão entre o réu e a vítima ocorrida por conta de uma dívida contraída após a aquisição de uma motocicleta. O réu tem antecedentes criminais pelos crimes de corrupção ativa, furto qualificado e estelionato.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Policiais apreendem drogas e baterias de celular na Penitenciária Central

Publicado

Caso ocorreu na noite desta sexta-feira; outra apreensão semelhante havia sido registrada na quinta-feira

Policiais penais do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) que atuam na Penitenciária Central do Estado (PCE) apreenderam seis baterias de celular e um tablete de maconha que seriam transportados pelos presos por meio de linhas de pesca pela janela do banheiro.

O caso aconteceu por volta das 19h30 desta sexta-feira (23). Durante ronda na laje intra-muro, os policiais penais identificaram um pacote pendurado por uma linha de pesca que passava próximo da grade das janelas do banheiro.

A suspeita é de que a droga e as baterias seriam destinadas aos presos do Raio 4, que teriam danificado as grades da janela para entrada dos ilícitos.

Outro caso ocorreu nesta quinta-feira (22), também na PCE. No entanto, nessa ocorrência o material apreendido teria sido jogado por um drone, preso por uma linha de pesca. Na ocasião, oito baterias de celular e um tablete de substância análoga a maconha foram apreendidos.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana