conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Militar realiza 1º Seminário sobre técnicas operacionais avançadas

Publicado

Nesta quarta-feira (24.04) foi realizada a abertura do 1º Seminário “Police Defense System, de Imobilização Tática e Defesa Pessoal e Utilização da Tonfa” da Policia Militar de Mato Grosso, no Teatro Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa, em Cuiabá.

Mais de 160 policiais militares, entre eles alunos do curso de formação de soldados, recebem a capacitação que têm o objetivo de instruir os militares com novas técnicas operacionais avançadas de defesa pessoal, artes marciais e combate.

O seminário é uma parceria entre a Polícia Militar, por meio da Escola Superior de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PMMT (Esfap), a Universidade Federal de Mato Grosso e a International Police Confederation.

O comandante-geral adjunto da Polícia Militar, coronel Wesney de Castro Sodré, ressalta que mesmo diante das dificuldades financeiras que o Estado vem enfrentando, a PM está sempre procurando capacitar o policial.  “Treinar e capacitar à tropa evita erros e garante uma melhor prestação de serviço à sociedade”, diz coronel Sodré.

O vice-presidente mundial da Confederação Internacional de Polícia, instrutor João Dias fez uma apresentação sobre sistema não letal e o uso operacional da tonfa, ou bastão policial. O instrutor explica que o bastão é um instrumento milenar, surgido na China, mas que já está implementado no Brasil há muitos anos. “Saber utilizar e manusear de forma progressiva a tonfa evita muitos fatores de risco”, diz o instrutor.

Leia Também:  Forças de Segurança recebem moções de congratulação da AL por trabalhos prestados

A comandante-adjunta da Escola Superior de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PMMT (Esfap), tenente-coronel Suzane Tamanho diz que o seminário é uma oportunidade de o policial aprimorar ainda mais a maneira de atender o cidadão.

“Os 122 alunos do curso de formação de soldado também estão recebendo esse conhecimento. Em breve esses policiais estarão trabalhando nas ruas com policiamento ostensivo. Essas novas instruções avançadas, presentes em países da Europa, auxiliam o militar a prestar um melhor serviço ao cidadão”, conta a tenente-coronel.

Com uma carga horária de 30 horas, a capacitação continua com aulas teóricas e práticas nesta quinta-feira e sexta-feira (25 e 26.04) no Palácio das Artes Marciais, no bairro Verdão, na capital.

Participaram da solenidade de abertura o comandante-geral adjunto da PM, coronel Wesney de Castro Sodré, o Diretor de Ensino da PM, coronel Ronelson Barros, o Comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, entre outras autoridades civis e militares.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Secel garante participação de Mato Grosso em Paralimpíadas Escolares

Publicado

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) garantiu a participação de Mato Grosso nas 13ª edição das Paralimpíadas Escolares, providenciando a mobilização, organização e viagem para São Paulo dos atletas com deficiência, técnicos e dirigentes. A delegação mato-grossense conta com 17 alunos-atletas que irão disputar as modalidades de atletismo, bocha, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas na competição escolar que vai de 19 a 23 de novembro. 

Classificados para a fase nacional por alcançarem índices necessários para suas respectivas modalidades, os estudantes que representam Mato Grosso são de escolas regulares e de instituições para deficientes dos municípios de Alta Floresta, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso e Paranatinga.

As modalidades esportivas em disputa são divididas de acordo com o tipo  deficiência. De Mato Grosso, participam alunos-atletas com deficiência física, visual, e intelectual, além de paralisia cerebral. 

“A participação nas Paralimpíadas Escolares é uma forma de incentivarmos a prática de esportes aos estudantes com deficiência no Estado. E isso é muito importante, pois a atividade física diminui malefícios da deficiência, da falta de mobilidade até o uso de remédios, e contribui muito na questão social, pois integra os deficientes e faz uma verdadeira inclusão social”, explica o coordenador de coordenador de Esportes de Inclusão da Secel, Luiz Benedito Pinto Filho, mais conhecido como Tamba.

Leia Também:  Sesp promove curso de promotor de Polícia Comunitária e inicia segunda turma na próxima semana

As Paralimpíadas Escolares são consideradas o maior do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar e, nesta edição, envolve 12 modalidades: atletismo, basquete em cadeira de rodas (formato 3×3), bocha, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, natação, parabadminton, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado. A faixa etária contemplada para as disputas é de 12 a 17 anos e todas as unidades da federação estarão representadas na competição.

A Secel também providenciou a logística e organização das viagens das delegações mato-grossenses que participam da etapa Brasileira dos Jogos Escolares da Juventude, em Blumenau/SC, de 16 a 29 de novembro.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Estudantes de graduação de Rondônia visitam a diretoria de Criminalística da Politec

Publicado

Estudantes do curso de graduação em Sistemas de Informação do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Rondônia realizaram uma visita acadêmica às gerências que compõem a Diretoria Metropolitana de Criminalística da Politec de Mato Grosso, nesta segunda-feira (18.11).

O objetivo é mostrar na prática quais as possibilidades de atuação da profissão, com a visualização in loco dos conteúdos e teorias vistas em sala de aula.

Em um dos setores os alunos acompanharam a rotina de trabalhos dos peritos da Gerência de Perícias em Computação Forense, que é responsável pela realização perícias em computadores, dispositivos eletrônicos, e meios digitais, como celulares.

“A parte mais interessante para mim foram as perícias de computação em que mesmo sem ter acesso à pessoa que era a dona do celular os peritos conseguem rastrear as informações. Foi bem interessante pois é uma linguagem que tínhamos acabado de aprender na faculdade. Depois dessa visita aumentou ainda mais o meu interesse em seguir a carreira da área  forense depois que me formar”, disse o estudante Mateus Luiz de Jesus.

Leia Também:  Juiz revoga liminar que suspendia cobrança do Novo Fethab

O gerente de perícias de computação forense, Max Martins, apresentou as ferramentas tecnológicas e softwares empregados no desbloqueio de aparelhos, na extração e análise de dados recuperação de imagens, mensagens e vídeos relacionados a todos os tipos de crimes investigados pela polícia.

“Estas visitas técnicas fazem parte do projeto pedagógico do curso onde buscamos utilizar situações do dia a dia para a assimilação dos conteúdos, eles estão vendo na prática, para que eles tenham a sensação de que o que eles estão aprendendo não é à toa. A impressão foi muito boa, a visita foi ótima, a gente ficou deslumbrado”, afirmou o coordenador do curso, Juliano Fischer Naves.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana