conecte-se conosco


Policial

Polícia incinera 2 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

A Polícia Civil de Mato Grosso incinerou nesta quarta-feira (11) cerca de 2,4 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande. O governador Mauro Mendes acompanhou a ação com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. A incineração foi realizada no forno de uma empresa, localizada no Distrito Industrial, em Cuiabá.

A Perícia Oficial e Indentificação Técnica (Politec) garantiu a idoneidade da ação, fiscalizando para que os lacres com os produtos ilegais não fossem rompidos. Foram queimadas 2,2 toneladas de maconha, 159 quilos de cocaína e 42 quilos de outros tipos de entorpecentes, como drogas sintéticas e anabolizantes.

Mauro Mendes defendeu a revisão das leis brasileiras, que deveriam endurecer as penas para os envolvidos no tráfico de drogas.

“Essas duas toneladas de drogas são da baixada cuiabana e não está nesta conta o que é apreendido na fronteira, um número ainda maior. O tráfico de drogas abastece outros tipos de crime, contudo, a nossa polícia tem feito trabalho exemplar, trazendo mais tranquilidade e combatendo esses tipos de crime. Espero que algum dia os nossos legisladores possam fazer revisão das legislações e estabelecendo penas mais duras que se não vamos ficar enxugando gelo”, afirmou o governador.

O delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, informou que a incineração está prevista na lei de drogas, sendo um ato formal com a presença de representantes de várias instituições e autoridades.

“Existe todo um cuidado nesse procedimento. Um grande aparato de policiais na escolta, em razão da grande quantidade. Esse volume de entorpecentes é fruto do trabalho da Delegacia, não somente das apreensões que realizamos aqui, mas de outras unidades e da Polícia Militar, que são levadas aos plantões, ou do sistema penitenciário. Toda essa droga apreendida vem para a DRE”, explicou o delegado.

A diretora Metropolitana do Laboratório Forense, Alessandra Puertas, explicou que além do trabalho de emissão dos laudos das apreensões, no dia da queima, a Politec faz a vistoria dos lacres para garantir que não houve desvio do entorpecente. Antes da incineração, os policiais realizam o catálogo das drogas, de acordo com os laudos periciais emitidos quando das apreensões.

“Até mesmo na porta da caldeira, a gente analisa a integridade dos lacres com as drogas”, disse.

Procedimentos

A droga destruída deu origem a cerca de 600 procedimentos na Delegacia, entre inquéritos policiais, termos circunstanciados de ocorrência, instaurados pela DRE, e flagrantes dos plantões convertidos em inquéritos na Especializada.

“Existe um trabalho árduo, por trás dessa incineração, autorização judicial, fiscalização de órgãos como a Vigilância Sanitária, Politec e outros, que asseguram o cumprimento dos procedimentos da lei de drogas nesse processo”, pontuou o delegado.

O ato de incineração contou com a participação da Politec, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, OAB-MT, Ministério Público Estadual, Vara Criminal de Entorpecentes, Vigilância Sanitária.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF segue firme no combate ao narcotráfico e apreende maconha em Barra do Garças/MT

Publicado


.

Aproximadamente 10,95kg de substância análoga à maconha foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na tarde desta terça-feira (11), em Barra do Garças.

Durante fiscalização na BR-158, a equipe abordou o veículo VW/Amarok Cd 4x, de cor prata e placas de Ilhabela/SP, conduzida por um homem de 31 anos.

Os policiais realizaram uma fiscalização minuciosa no veículo e encontraram um compartimento adaptado onde estavam os quase 11kg da droga.

O condutor afirmou que adquiriu a droga no Paraguai e levaria até Canarana/MT.

A ocorrência foi encaminhada para Polícia Federal, em Barra do Garças.

SECOM PRF MT
e-mail: [email protected]
Instagram: @prf_mt

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Gefron apreende 340 kg de cocaína, avaliados em R$ 8 milhões

Publicado

Abordagem foi feita na noite desta segunda-feira, em ação conjunta entre Gefron, Abin e PF

Durante bloqueio policial na MT-343, na saída do município de Barra do Bugres (150 km a Oeste de Cuiabá), foram apreendidos 340 kg de substância análoga a cocaína, avaliados em mais de R$ 8 milhões. A abordagem foi feita na noite desta segunda-feira (10), e resultou de operação conjunta entre o Grupo Estadual de Segurança na Fronteira (Gefron), Canilfron, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e Polícia Federal.

Os policiais abordaram o motorista de uma carreta semirreboque Volvo/FH 540 de cor branca. A busca veicular contou com o cão farejador Alfa, que apresentou mudança de comportamento, indicando o local onde supostamente poderia estar algum tipo de entorpecente. Após uma busca minuciosa, foram localizados os compartimentos secretos, popularmente chamados de mocós.

Dentro deles,  foi possível avistar os primeiros tabletes de substância análoga a cocaína, nas partes frontais dos semirreboques. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao suspeito, que foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, até a Polícia Federal de Cáceres (215 km a Oeste da capital) para providências cabíveis.

Somando-se ao entorpecente, que vale R$ 8.262.450,00, também foram apreendidos a carreta, um reboque Dolly e dois semirreboques. O valor total estimado de prejuízo ao crime chega a R$ 8.728.450,00.

O Gefron atua na repressão aos crimes de tráfico ilícito de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, roubo e furto de veículos e invasões de propriedades. Denúncias podem ser feitas pelo 0800-646-1402.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana