conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal prende homem em Santana/AP por exploração sexual infantil

Publicado


Santana/AP – A Polícia Federal deflagrou hoje (6/12) a Operação Krampus*, com o objetivo de apurar possível ocorrência dos crimes de produção, compartilhamento e armazenamento de pornografia infantil.

Foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra um homem de 29 anos, residente no município de Santana, região metropolitana de Macapá. Além disso, foram realizadas buscas e apreensões em três endereços ligados ao indivíduo, que também é investigado pelo crime de estupro de vulnerável.

A ação policial teve início por meio de rastreamento na rede mundial de computadores, realizado por organismos internacionais que reprimem crimes de abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças. Esse trabalho resultou na identificação do investigado e apontou que ele teria armazenadas, em equipamentos eletrônicos, mais de 100 imagens em que crianças aparecem em situação de exploração sexual infantil.

A investigação ainda revelou fortes indícios que o homem produziu vídeos/imagens pornográficas com uma menor de idade do seu convívio, o que caracterizaria o crime de estupro de vulnerável.

Essa foi a quarta operação realizada pela PF em 2021 no Estado do Amapá, para combater essa prática delitiva. Os trabalhos decorrem da parceria que a Polícia Federal possui com as instituições estrangeiras que reprimem essas ocorrências.

Quanto ao homem preso, em caso de condenação, ele poderá cumprir pena de reclusão que chega a 31 anos de reclusão e pagamento de multa.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

 Instagram: @policiafederalamapa

****KRAMPUS é uma figura mítica que simboliza um monstro que aterroriza e pune crianças na época do Natal.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal apura desaparecimento de procedimentos administrativos da Agência Nacional de Mineração – ANM

Publicado


Campo Grande/MS – A Polícia Federal cumpriu hoje (18/1) três mandados de busca e apreensão, no âmbito da Operação Sumiço, que investiga o desaparecimento de dois processos administrativos de cobrança de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais das dependências da Gerência Regional da Agência Nacional de Mineração – ANM, em Campo Grande/MS.

Durante as investigações, iniciadas em maio/2020, foram colhidos diversos elementos probatórios, dentre eles depoimentos, declarações, além de entrevistas de funcionários e terceirizados da Agência Nacional de Mineração – ANM. Também foram objeto de análise mais de 500 horas de gravações de imagens das câmeras de segurança da referida agência.

As buscas têm por objeto localizar os dois procedimentos administrativos de cobrança de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, assim como obter outros elementos de prova em face dos investigados.

Os envolvidos responderão pela prática do crime de extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento. A pena, para o caso, pode ser de 1 a 4 anos de reclusão. Também podem responder por “supressão de documento”, se cometido por particular. A pena seria de reclusão e varia de 2 a 6 anos.

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul

Contato: (67) 3368-1105

[email protected] / www.pf.gov.br

Continue lendo

Polícia Federal

PF recebe traficante de armas paraguaio extraditado na Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu

Publicado


Foz do Iguaçu/PR – Na manhã desta terça-feira, 18/01, a Polícia Federal recebeu das autoridades paraguaias um dos maiores traficantes internacionais de armas, conhecido como “Senhor das Armas”. A entrega do extraditando paraguaio aconteceu na Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu/PR.

O estrangeiro foi alvo da operação FRONTEIRA deflagrada pela Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, em dezembro de 2020, com objetivo de prender traficantes internacionais de armas e drogas, responsáveis pelo envio dos ilícitos para o Brasil.

A investigação foi resultado de um trabalho integrado e de cooperação internacional das instituições brasileiras e paraguaias, que contou com a participação da Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol/RJ).

Na ocasião foram cumpridos 03 (três) Mandados de Prisão Preventiva e 04 (quatro) Mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Volta Redonda/RJ, em desfavor dos investigados em Ciudad Del Leste, no Paraguai, e em Macaé, no Rio. Os mandados judiciais foram homologados pela Justiça Paraguaia, após Difusão Vermelha, que é a ordem de captura internacional no sistema da Interpol mundial – red notice.

O preso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR, onde será comunicado sua detenção e, posteriormente, levado para uma unidade prisional.

O Paraguai permite a extradição de seus nacionais que cometem crimes em outros países, diferentemente do Brasil, que não permite a extradição de brasileiro nato.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro
[email protected] | www.gov.br/pf
(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR

[email protected]

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana