conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal executa extradição de traficante brasileiro preso na Argentina

Publicado


São Borja/RS – A Polícia Federal, em atuação conjunta com autoridades argentinas, extraditou, nesta terça-feira (11/1), um brasileiro procurado pela Justiça do Rio Grande do Sul, para responder pelo crime de tráfico de drogas.

O extraditado havia sido preso em flagrante em 2015, na cidade de São Borja, ao vender droga para um menor de idade. Em 2019, fugiu do presídio local e havia suspeita de que estivesse na Argentina, onde foi capturado em outubro de 2021 na cidade de Posadas, após ter seu nome incluído na Difusão Vermelha, lista de procurados da Interpol, a pedido da 1ª Vara Criminal de São Borja.

Desde então, permaneceu detido no país vizinho, até a conclusão do processo de extradição. O preso tem 25 anos e foi entregue pela Interpol Argentina à Polícia Federal na cidade de Buenos Aires. De lá, embarcou em voo comercial até Porto Alegre e, posteriormente, em helicóptero da Polícia Civil até São Borja, sendo encaminhado ao Presídio Estadual da cidade.

Participaram do processo de extradição, a Representação Regional da Interpol no Rio Grande do Sul (PF), o Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil (PF), a Aviação da Polícia Civil/RS, a Interpol na Argentina e a Delegacia de Polícia Federal em São Borja.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul

Fone: (51) 3235.9005

Delegacia de Polícia Federal em São Borja

Fone: (55) 3430.9000

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Nota de esclarecimento sobre a matéria “Desigual”, publicada em 16/01 pelo jornal O Globo

Publicado


Em resposta à matéria “Desigual”, publicada em 16/01/2022 pelo jornal O Globo, cumpre esclarecer que, no período de 10 anos, a Polícia Federal obteve dois reajustes salariais, sendo um deles em 2012 e outro em 2016. O primeiro, concedido pelas Leis 12.775/2012 (Delegado e Perito) e 13.034/2014 (Escrivães, Agentes e Papiloscopistas) foi de 15,8%, pago em 3 parcelas em 2013, 2014 e 2015. Já o segundo, por meio da Lei 13.371/2016, foi também concedido em 3 parcelas, a primeira de aproximadamente 11%, em 01/01/2017; 5%, em 01/01/2018; e 5%, em 01/01/2019.

É importante frisar que a concessão da reestruturação da carreira policial se deu com base nas perdas referentes aos períodos de 2009 e 2012 (1º reajuste no período) e de 2012 a 2016 (2º reajuste), sendo que os percentuais variaram minimamente considerando os cargos e as classes dos servidores.

A matéria “Desigual” parece levar em consideração apenas o índice da inflação (IPCA), que alcançou 80,70% no período de dezembro de 2011 a dezembro de 2021 (e mesmo assim os números apontados na reportagem não batem com a realidade), e certamente desconsidera o IGP-M (132,37% no mesmo período), que é a inflação que mede os aluguéis, além dos aumentos sofridos pelos combustíveis e tarifas públicas nesses últimos 10 anos, fatores que geram números de perda real do poder de compra muito superiores ao verificado no índice de inflação oficial.

Assim, à toda evidência, não está correto afirmar que os policiais federais tiveram aumento de 7% no poder de compra nos últimos 10 anos.

Coordenação-Geral de Comunicação Social da PF

Continue lendo

Polícia Federal

Suspeito de assassinato de policial é preso no Paraguai em ação conjunta de forças de segurança

Publicado


Foz do Iguaçu/PR – Em uma ação integrada com diversos órgãos de segurança do Brasil e do Paraguai, foi preso um indivíduo acusado de assassinar um policial militar na cidade de Altônia/PR, em setembro de 2017.

Após meses de levantamentos e investigações, o brasileiro, autor do homicídio, foi localizado na área rural do departamento de Canindeyu, no Paraguai.

A ação contou com a participação de diversos órgãos de segurança dos dois países, dentre eles o Departamento de Operações de Fronteira (DOF/MS), o Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), Polícia Nacional do Paraguai e a Polícia Federal, estes últimos no âmbito do Comando Tripartite.

A entrega do brasileiro para a Polícia Federal foi realizada hoje pela Polícia Nacional do Paraguai. O foragido já constava na lista de difusão vermelha da Interpol. Policiais federais o encaminharam para a Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR onde foi realizada a comunicação ao juízo competente.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana