conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal e BPFRON estouram depósito de criminosos em Guaíra-PR

Publicado


Guaíra/PR – Na terça-feira (11/1), policiais federais, em ação integrada com policiais militares do BPFRON – Batalhão de Polícia de Fronteira, realizavam patrulhamento na cidade de Guaíra-PR, durante Operação Hórus, quando abordaram um depósito abandonado utilizado por criminosos, conhecidos como “piratas”, que realizam assaltados a veículos nas estradas da região.

Foram apreendidas placas e coletes balísticos, fardas e identificações de polícia, diversos produtos contrabandeados, cinco carregadores de pistola, 76 munições intactas, uma porção de substância análoga à maconha, um veículo com giroflex semelhante ao usado pela polícia e outro veículo, ambos com alerta de roubo.

Todos os materiais apreendidos foram encaminhados aos procedimentos cabíveis.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. nessa operação interagências equipes do BPFRON e demais Unidades da PMPR, Polícia Federal, PCPR, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

As ações integradas dos órgãos de segurança pública federais e estaduais também fazem parte do PPIF – Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, coordenado pelo GSI – PR que busca integrar e articular ações de segurança pública, inteligência, controle aduaneiro e das Forças Armadas com as ações dos estados e municípios situados na faixa de fronteira e divisas, incluídas suas águas interiores e costa marítima.

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra

Contato: (44) 3642-9131

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Nota de esclarecimento sobre a matéria “Desigual”, publicada em 16/01 pelo jornal O Globo

Publicado


Em resposta à matéria “Desigual”, publicada em 16/01/2022 pelo jornal O Globo, cumpre esclarecer que, no período de 10 anos, a Polícia Federal obteve dois reajustes salariais, sendo um deles em 2012 e outro em 2016. O primeiro, concedido pelas Leis 12.775/2012 (Delegado e Perito) e 13.034/2014 (Escrivães, Agentes e Papiloscopistas) foi de 15,8%, pago em 3 parcelas em 2013, 2014 e 2015. Já o segundo, por meio da Lei 13.371/2016, foi também concedido em 3 parcelas, a primeira de aproximadamente 11%, em 01/01/2017; 5%, em 01/01/2018; e 5%, em 01/01/2019.

É importante frisar que a concessão da reestruturação da carreira policial se deu com base nas perdas referentes aos períodos de 2009 e 2012 (1º reajuste no período) e de 2012 a 2016 (2º reajuste), sendo que os percentuais variaram minimamente considerando os cargos e as classes dos servidores.

A matéria “Desigual” parece levar em consideração apenas o índice da inflação (IPCA), que alcançou 80,70% no período de dezembro de 2011 a dezembro de 2021 (e mesmo assim os números apontados na reportagem não batem com a realidade), e certamente desconsidera o IGP-M (132,37% no mesmo período), que é a inflação que mede os aluguéis, além dos aumentos sofridos pelos combustíveis e tarifas públicas nesses últimos 10 anos, fatores que geram números de perda real do poder de compra muito superiores ao verificado no índice de inflação oficial.

Assim, à toda evidência, não está correto afirmar que os policiais federais tiveram aumento de 7% no poder de compra nos últimos 10 anos.

Coordenação-Geral de Comunicação Social da PF

Continue lendo

Polícia Federal

Suspeito de assassinato de policial é preso no Paraguai em ação conjunta de forças de segurança

Publicado


Foz do Iguaçu/PR – Em uma ação integrada com diversos órgãos de segurança do Brasil e do Paraguai, foi preso um indivíduo acusado de assassinar um policial militar na cidade de Altônia/PR, em setembro de 2017.

Após meses de levantamentos e investigações, o brasileiro, autor do homicídio, foi localizado na área rural do departamento de Canindeyu, no Paraguai.

A ação contou com a participação de diversos órgãos de segurança dos dois países, dentre eles o Departamento de Operações de Fronteira (DOF/MS), o Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), Polícia Nacional do Paraguai e a Polícia Federal, estes últimos no âmbito do Comando Tripartite.

A entrega do brasileiro para a Polícia Federal foi realizada hoje pela Polícia Nacional do Paraguai. O foragido já constava na lista de difusão vermelha da Interpol. Policiais federais o encaminharam para a Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR onde foi realizada a comunicação ao juízo competente.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana