conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal desarticula esquema de lavagem de dinheiro na fronteira com a Bolívia

Publicado


Corumbá/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (29/4), nas cidades de Corumbá/MS, Belo Horizonte/MG e Quinta do Sol/PR a Operação Mamon, com a finalidade de desarticular organização criminosa voltada à lavagem de capitais.

Foram empregados 60 policiais federais para o cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão. Simultaneamente, foi realizado o sequestro de 4 imóveis e de 61 veículos avaliados aproximadamente em R$ 8 milhões.

A ordem judicial também determinou suspensão de atividades econômicas de quatro empresas de fachada, além do bloqueio de valores em contas bancárias. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 5ª Vara Federal de Campo Grande/MS.

Segundo as investigações da PF, o grupo criminoso ostenta um elevado padrão de vida e se vale de um complexo esquema de lavagem de dinheiro, o qual envolve o sistema bancário, operadoras de crédito, cheques, compra e venda de veículos, e transações em espécie. Somente em 2020, os criminosos teriam movimentado mais de R$ 20 milhões.

Ficou evidenciada a utilização de pessoas interpostas (laranjas) e empresas de fachadas para ocultação de bens e valores provenientes de diversos crimes como tráfico de drogas e contrabando.

Os investigados poderão responder pelos crimes de lavagem de capitais (art. 1º, caput, da Lei nº 9.613/98) e organização criminosa (art. 2º, caput, da Lei nº 12.850/13), cujas penas, somadas, podem ultrapassar 15 anos de prisão.

Mamon é transliteração da palavra hebraica Mamom, a qual significa dinheiro ou riquezas. O termo é popular em estudos bíblicos, os quais personificam Mammon como um dos sete príncipes do inferno, associado ao pecado capital da ganância. Segundo a teoria, aqueles que praticam ilícitos com o fim de acumular bens e ostentá-los, a exemplo do que fazem estes investigados, são ditos servos de Mammon.

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul

Fone: (67) 3368-1105

[email protected] / www.pf.gov.br

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF e BPFRON realizam apreensão de carregamento de contrabando

Publicado


Guaíra/PR – Nesta quinta-feira (6/5), durante patrulhamento de rotina na zona rural desta região, policiais federais e militares do BPFRON/PMPR observaram movimentação suspeita em porto clandestino da região e iniciaram aproximação para fiscalização. Na tentativa de abordagem, os suspeitos fugiram abandonando carregamento ilícito.

A eficiente ação integrada entre POLÍCIA FEDERAL e BPFRON/PMPR resultou na apreensão de dois veículos e uma motocicleta carregada com aproximadamente 50 caixas de cigarros paraguaios.

Os materiais ilícitos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra/PR, para as diligências de praxe.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, BPFRON e BOPE da PMPR, TIGRE, COPE e GOA da PCPR, BOPE/PMMS, RECEITA FEDERAL, FNSP e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

Comunicação Social da Polícia Federal Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal prende em flagrante homem em Santa Bárbara d´Oeste que armazenava 22 gigas de imagens e vídeos pedopornográficos

Publicado


Piracicaba/SP – A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (6/5) mandado de busca e apreensão em face de suspeito de posse de fotografias e vídeos envolvendo abuso sexual de crianças e adolescentes, residente em Santa Bárbara d´Oeste.

O mandado foi expedido pela Justiça Federal de Americana e cumprido com todas cautelas devidas, apesar da pandemia causada pelo COVID-19.

Em razão do armazenamento dos arquivos, o investigado, de 52 anos, foi preso em flagrante. Foram localizados 22 gigas em mais de 450 arquivos de imagens e vídeos pornográficos de crianças e adolescentes.

Ele responderá pelo crime previsto no artigo 241-B da Lei 8069/90 e, se condenado, poderá cumprir pena que varia de 1 a 4 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Piracicaba/SP

Contato:(19) 3301 5203

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana