conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação que apura desvio de recursos públicos da educação no Piauí

Publicado


.

Teresina/PI – A Polícia Federal deflagrou, hoje (12/05), em ação conjunta com a Controladoria-Geral da União – CGU, a “Operação Delivery”, decorrente de investigação de desvio de recursos públicos da educação destinados ao município de União/PI.

Cinco pessoas foram presas – empresários, agentes públicos municipais e um vereador – investigadas pelos crimes de corrupção, peculato e fraudes licitatórias.

O inquérito policial foi instaurado a partir de notícias da apreensão, pela Polícia Militar, de R$ 379 mil em espécie, no dia 1º de maio de 2020, em veículo alugado pela prefeitura de União, em posse de dois funcionários municipais que não esclareceram a origem dos valores.

De acordo com o Inquérito Policial, a Secretaria de Educação de União/PI teria adquirido livros escolares em quantidade maior que o número de alunos do município, utilizando verbas do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) para a contratação de empresas fictícias, com sede em Fortaleza/CE, responsáveis pelo fornecimento fraudulento do material didático.

Análises da CGU apontam que os contratos superfaturados, utilizados para obtenção do dinheiro apreendido, causaram ao FUNDEB prejuízo de, no mínimo, R$ 500 mil.

Na ação de hoje, 45 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União cumprem dez Mandados de Busca e Apreensão nas cidades de Teresina/PI, União/PI e Fortaleza/CE, além de cinco Mandados de Prisão Preventiva, todos expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal em Teresina/PI.

A palavra Delivery tem origem inglesa e faz referência à forma como o dinheiro foi transportado entre os estados do Ceará e Piauí para entrega ao destinatário final em União/PI.

Comunicação Social da Polícia Federal no Piauí
Contato:  
(86) 2106-4937/99451-8529
E-mail: [email protected]

publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marinaldo Silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marinaldo Silva
Visitante
Marinaldo Silva

Não há nenhuma portaria de exoneração do Secretário de Educação do Município,essa afirmativa da prefeitura não existe no Diário Oficial dos Municípios, órgão que dar publicidade as ações dos municípios.

Polícia Federal

PF combate organização criminosa que atua no tráfico de drogas na fronteira com o Paraguai

Publicado


.

Campo Grande/MS – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (25/06), a Operação Exílio com o objetivo de desarticular organização criminosa vinculada à facção criminosa atuante no tráfico internacional de drogas e de armas de fogo, a partir da fronteira do Brasil com o Paraguai.

No transcorrer das investigações, descobriu-se que a organização criminosa investigada é liderada por indivíduos foragidos do sistema prisional paulista, os quais seriam vinculados à referida facção. Os investigados seriam responsáveis por comandar ações de interesse do grupo na região de fronteira formada pelas cidades-gêmeas Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai). Ainda, verificou-se que os integrantes da Orcrim ocupavam imóveis de alto valor agregado e transitavam em veículos de luxo, adquiridos com valores oriundos da prática de atividades criminosas.

As ações reforçam a diretriz de atuação da Polícia Federal relativa à desarticulação financeira e estrutural das grandes organizações criminosas com a responsabilização penal de seus integrantes, sobretudo seus líderes.

Por suas condutas, os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de organização criminosa da Lei nº 12.850/2013, tráfico internacional de drogas da Lei 11.343/2006, e tráfico internacional de armas  da Lei nº 10.826/2003, cujas penas somadas podem ultrapassar os 39 anos de reclusão.

Estão sendo cumpridos 10 Mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Ponta Porã/MS, em endereços localizados no Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Cerca de 110 policiais, incluindo integrantes do Comando de Operações Táticas (COT), da Coordenação de Aviação Operacional (CAOP) e do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da Polícia Federal, participam da ação. O Centro Integrado de Operações de Fronteira auxiliou nas investigações.

A Operação foi denominada “Exílio” em razão da descoberta de que indivíduos foragidos e vinculados à Orcrim teriam buscado abrigo na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, se passando por empresários mediante uso de documentos falsos e realizando atividades delituosas.

 

Comunicação Social da PF
61 – 2024 8142

Continue lendo

Polícia Federal

PF faz apreensão recorde de maconha no Aeroporto de Natal

Publicado


.

Natal/RN – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na noite da quarta-feira, 24/6, no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Natal, duas mulheres: uma de 24 anos e outra, paranaense, de 27 anos, ambas acusadas de tráfico de drogas. Com elas, foram apreendidos 59,45 kg de maconha que traziam na bagagem.

Em trabalho de fiscalização, os policiais entrevistavam passageiros na área do desembarque doméstico e tiveram a atenção despertada para duas mulheres que haviam chegado em um voo que teve origem em Florianópolis/SC.

A princípio, elas informaram que estavam viajando a passeio e que ficariam hospedadas em Ponta Negra, mas estranhamente não tinham passagem de volta e nem souberam informar a data do regresso. As suspeitas dos policiais aumentaram no momento em que foi pedido para elas abrirem a bagagem, quando então ficaram nervosas e disseram não possuir as chaves.

Em seguida, as acusadas foram conduzidas para a sala da Polícia Federal, onde foi feita a abertura forçada dos cadeados e logo constatado que um total de 52 tabletes de maconha estavam distribuídos no interior das quatro malas.De imediato, elas receberam voz de prisão e foram encaminhadas para autuação na sede da PF, em Lagoa Nova.

Durante o interrogatório, as mulheres se recusaram a responder as perguntas da autoridade policial e invocaram o direito constitucional de permanecerem em silêncio.

Indiciadas por tráfico interestadual de drogas, as acusadas permanecem custodiadas na Superintendência da Polícia Federal, à disposição da Justiça.

Esta foi a maior apreensão de substância entorpecente realizada pela Polícia Federal no aeroporto de Natal em toda a história, superando a marca anterior que era de 47,44 kg. Somente em 2020, a PF já apreendeu ao todo, 121,49 kg de maconha naquele terminal de passageiros.

O flagrante realizado foi uma ação relacionada à 22ª Semana Nacional de Políticas sobre Drogas, celebrada em todo o país de 22 a 26 de junho e instituída pela Lei nº 11.343/2006.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
[email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br
(84) 3204.5588

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana