conecte-se conosco


Polícia Federal

Deflagrada a ‘Operação Minamata’ para combater garimpo ilegal no Amazonas

Publicado

 

.

Tabatinga/AM – A Polícia Federal deflagrou, na última quinta-feira (17/09), ações da Operação Minamata*, com objetivo de reprimir a prática ilegal de garimpo no Rio Boia e afluentes, no município de Jutaí/AM. A operação teve a duração de três dias, sendo encerrada somente ontem (20/09).

Participaram das ações 32 policiais federais, incluindo integrantes dos grupos táticos e especializados da PF, inclusive com a utilização de aeronave da instituição.

As investigações foram realizadas com o auxílio de um sistema de monitoramento remoto contratado pela Polícia Federal, que possibilita o acesso a imagens e alertas diários de detecção de mudanças ambientais com acompanhamento por satélite, o que permitiu a rápida localização do garimpo ilegal.

A celeridade na disponibilização das imagens, possibilitada por esse sistema, demonstra-se fundamental para o efetivo combate aos crimes ambientais no país.

As investigações da PF apontam fortes indícios no sentido de que a bacia hidrográfica e a fauna da região foram atingidas por mercúrio, metal líquido utilizado no processo da extração do ouro.

Nas ações foram desativadas quatro dragas e três balsas, onde havia cerca de 50 mil litros de diesel e de gasolina, e que eram utilizadas como centro logístico para a distribuição de combustível. Também foram apreendidos objetos e documentos que serão analisados pela PF na apuração  das responsabilidades pelos crimes ambientais, especialmente  decorrentes das atividades de garimpo ilegal. Além disso, foram coletadas amostras de água e de material biológico humano, que permitirão  mensurar a contaminação nos recursos ambientais e nos habitantes da região. O mercúrio é  profundamente danoso à saúde humana e a sua ingestão pode levar à morte.

A operação Minamata está no contexto de um esforço integrado de várias instituições para o planejamento e  execução de trabalhos investigativos e ostensivos policiais voltados à proteção e preservação da Amazônia e dos demais biomas, bem como das Terras Indígenas (TI).

* O nome da operação remete ao evento em que ocorreu a intoxicação, pelo consumo de peixes contaminados pelo mercúrio,  de centenas de pessoas na cidade de Minamata na costa do Japão. Naquela situação, o mercúrio era utilizado como um catalizador químico na produção de fertilizantes.

Comunicação Social da PF no Amazonas
Fone: (92) 3655-1548
E-mail: [email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF combate distribuição de cigarros ilegais no Paraná

Publicado


Ponta Grossa/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (27/10) a Operação Antifumo, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável pela distribuição e fornecimento de cigarros de origem paraguaia nas regiões de Faxinal, Telêmaco Borba e Umuarama, no Paraná.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. Uma pessoa foi presa em flagrante após serem localizados cerca de 1800 pacotes de cigarros distribuídos nos endereços residencial e comercial do alvo.

Além da prisão, foram coletadas informações sobre o líder da organização responsável pela distribuição do produto ilícito.

A ação é continuidade de um flagrante realizado em 2019, que identificou os demais integrantes da quadrilha após ser feita a análise no celular de um fornecedor de cigarros da região.

O preso e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia da PF em Ponta Grossa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Ponta Grossa/PR

Telefone: (42) 3026-5960

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal usará Drones para reprimir crimes eleitorais nas Eleições 2020

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal apresentou hoje, no Tribunal Superior Eleitoral – TSE, durante cerimônia de lançamento do Plano de Ação para as Eleições 2020, seu projeto de utilização de Drones para a prevenção e repressão aos crimes eleitorais.

Na ocasião, o Diretor-Geral da PF, Rolando Alexandre de Souza e o Secretário Executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tércio Issami Tokano, apresentarão ao presidente do Tribunal, Ministro Luís Roberto Barroso, o planejamento da Operação Eleições Limpas que, dentre outras medidas, prevê a utilização de veículos aéreos não tripulados para monitorar eventuais irregularidades durante o pleito.

A Polícia Federal utilizará mais de 100 Drones. Os equipamentos atuarão em municípios estratégicos em todo o território Nacional. Os Drones irão sobrevoar as principais zonas eleitorais do país, ajudando a fiscalizar e combater crimes como boca de urna e transporte de eleitores.

Tais equipamentos trazem tecnologia de ponta e são capazes de voar em elevada altitude de forma imperceptível. Os Drones possuem câmeras capazes de realizar zoom suficiente para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, com imagens de alta nitidez. As imagens capturadas serão transmitidas a uma equipe da PF que estará preparada para monitorar a eleição e adotar as medidas cabíveis diante de atividades suspeitas. Assim, diante de algum flagrante de crime eleitoral, policiais se deslocarão, imediatamente, para o local indicado para prender os suspeitos, que serão conduzidos para a delegacia, onde serão tomadas as providências pertinentes. 

A ação vai ao encontro das orientações da Direção Geral da Polícia Federal, no sentido de utilizar novas tecnologias para prevenir e reprimir ações delituosas. O uso de Drones possibilita, ainda, diminuir a presença física dos policiais e o contato social com não envolvidos em situação criminosa, o que se torna extremamente relevante diante do cenário de medidas de distanciamento social para combater a epidemia do novo coronavírus. 

Com isso, a instituição visa cumprir seu mister constitucional, de polícia judiciária eleitoral, e mostrar que está preparada para combater os crimes eleitorais, garantindo um pleito seguro para que os cidadãos possam exercer o seu direito de sufrágio dentro da legalidade.

 

Comunicação Social da PF
61 2024 8142

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana