conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal deflagra Operação Ínvio no Amazonas

Publicado


Manaus/AM – A Polícia Federal, com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), deflagrou nesta quinta-feira (08/04) a Operação ÍNVIO, com o objetivo de investigar fatos relacionados a possíveis práticas dos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção e lavagem de dinheiro em convênio firmado entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA e a Prefeitura Municipal de Rio Preto da Eva para realização de obras de recuperação de ramais de acesso (estradas) às comunidades rurais do município, nos anos de 2017 e 2018.

Durante a ação, os policiais federais cumpriram sete mandados judiciais de busca e apreensão, sendo cinco em Manaus/AM, um no município de Rio Preto da Eva/AM e um na cidade de Recife/PE. Todas as ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas.

ENTENDA O CASO

Segundo as investigações, há indícios de direcionamento nos processos de dispensa de licitação realizados pela Prefeitura Municipal de Rio Preto da Eva, que culminou na contratação das empresas alvos desta operação.

A Polícia Federal detectou, ainda, a existência de elementos que apontam para superfaturamento nos serviços pagos pela Secretaria de Obras de Rio Preto da Eva, com recursos federais oriundos do INCRA, consistente no pagamento integral por serviços apenas parcialmente prestados ou até mesmo não executados.

O prejuízo ao Erário causado pelos investigados, em razão do pagamento por serviços não executados, inacabados ou de péssima qualidade, alcança o valor de mais de R$ 4 milhões.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção e lavagem de dinheiro. Se condenados, poderão cumprir pena de até 30 anos de prisão.

O nome da Operação ÍNVIO faz alusão ao fato de os ramais de acesso (estradas) às comunidades rurais estarem intransitáveis.

Comunicação Social Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas

Instagram: @pfmazonas | Facebook: /pfamazonas Youtube: /pfamazonas | Twitter: /pfamazonas

[email protected] | www.pf.gov.br

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF e BPFRON realizam apreensão de caminhão carregado com cerca de 350 mil carteiras de cigarros paraguaios

Publicado


Mercedes/PR – Nesta quarta-feira (21/4), durante patrulhamento de rotina na zona rural desta região, policiais federais e militares do BPFRON/PMPR observaram movimentação suspeita em mata fechada da região e iniciaram aproximação para melhor fiscalização. Na tentativa de abordagem, os suspeitos fugiram abandonando carregamento ilícito.

A eficiente ação integrada entre POLÍCIA FEDERAL e BPFRON/PMPR resultou na apreensão de um caminhão graneleiro carregado com aproximadamente 350 mil carteiras de cigarros paraguaios.

Os materiais ilícitos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra/PR, para as diligências de praxe.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, BPFRON e BOPE da PMPR, TIGRE, COPE e GOA da PCPR, BOPE/PMMS, RECEITA FEDERAL, FNSP e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131

Continue lendo

Polícia Federal

PF apreende cédulas falsas no interior paulista

Publicado


Sorocaba/SP – A Polícia Federal prendeu hoje em flagrante delito um homem, de 31 anos, no momento em que recebia cédulas falsas pelos Correios no bairro São Judas Tadeu, em Capão Bonito/SP.

A PF, em ação conjunta com os Correios, suspeitou que uma encomenda poderia estar trazendo cédulas falsas e, na posse dessas informações, policiais federais passaram a realizar diligências que pudessem levar à localização e identificação de seu destinatário.

A ação policial foi concluída quando os policiais abordaram o suspeito logo após o recebimento da encomenda em sua residência. Ao abri-la, foram identificadas cinco cédulas de R$ 100 e dez de R$ 50.

O suspeito admitiu a compra das cédulas falsas pela internet por R$ 250. Após sua autuação, foi encaminhado à cadeia pública, onde ficará à disposição da Justiça e responderá pelo crime de moeda falsa, cuja pena é de 3 a 12 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Sorocaba/SP

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana