conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal deflagra Operação Cash Delivery para apurar prejuízo de 600 mil reais a clientes da Caixa Econômica Federal de Jaguarão/RS

Publicado


Jaguarão/RS – A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (15/01), medidas judiciais em investigação que apura os crimes de peculato, associação criminosa e falsidade material praticados, que teriam causado prejuízo de aproximadamente 600 mil reais a, pelo menos, oito clientes da Caixa Econômica Federal.

 

Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão, com o intuito de coletar provas e elementos que confirmem as informações compartilhadas pela própria instituição bancária.

 

As vítimas identificadas até o momento são idosas e realizavam transações bancárias e consultas à conta corrente exclusivamente em atendimentos presenciais realizados na agência de Jaguarão.

 

Além das buscas, a Polícia Federal executa medidas judiciais de sequestro de bens e de valores.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Jaguarão

Fone: (53) 3266-9000/ (53) 99153-2295

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal deflagra Operação Quarta Parcela no combate a fraudes contra benefícios emergenciais

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou hoje (4/3) a Operação Quarta Parcela, para combater a fraudes nos Benefícios Emergenciais, disponibilizados pelo Governo Federal à população carente. Esta operação policial é fruto do trabalho conjunto da Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União, Instituições que participam da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE).

Cerca de 100 policiais federais dão cumprimento a 28 Mandados de Busca e Apreensão e a 7 Mandados de Sequestro de Bens, nos Estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. Foram bloqueados, por determinação judicial, mais de R$ 170 mil.

Os objetivos da atuação conjunta e estratégica são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos ao programas assistenciais e, por consequência, atingindo a parcela da população que necessita desses valores.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com a realização de ações em prol da sociedade.

Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal

Contato: 61 2024-8142

[email protected]

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal desarticula facção criminosa estabelecida na região da Serra Gaúcha

Publicado


Caxias do Sul/RS – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (3/3) a segunda fase da Operação Teiniaguá, em continuidade às ações operacionais direcionadas contra facção criminosa atuante no narcotráfico estabelecida na região da Serra Gaúcha, que opera dentro e fora do sistema prisional.

Policiais federais cumprem dois mandados de prisão preventiva de membros da organização criminosa e executam o bloqueio de mais de 20 contas bancárias pertencentes a pessoas físicas e jurídicas, utilizadas para movimentar o lucro proveniente do tráfico de drogas.

A primeira fase da Operação Teiniaguá, deflagrada em dezembro de 2020, apurou que o grupo investigado foi responsável por internalizar em solo brasileiro mais de uma tonelada e meia de cocaína em um período de aproximadamente seis meses. A ação policial culminou com a prisão de 22 criminosos, além do sequestro de mais de R$ 2,3 milhões em bens móveis, imóveis e ativos financeiros de origem ilícita.

Durante o mês de fevereiro, a Justiça gaúcha deferiu pedido formulado pela Polícia Federal e determinou a transferência de quatro indivíduos que integram a organização criminosa para outras unidades prisionais do Estado. A ação visou a desarticulação do grupo por meio do isolamento de suas lideranças.

Os investigados nesta segunda fase responderão pela prática dos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro, com penas previstas que podem chegar a mais de 40 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Caxias do Sul

Fone: (54) 3213-9000/(54)9236-

www.pf.gov.br

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana