conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal cumpre, em Fortaleza, mandado de prisão em desfavor de envolvido em sequestro de gerente e funcionário da CEF ocorrido em Araguari/MG

Publicado


Fortaleza/CE – A Polícia Federal prendeu preventivamente, nesta terça-feira (26/10), um homem, de 58 anos, no bairro de Fátima, em Fortaleza/CE. A prisão preventiva foi determinada pela 2ª Vara Federal em Uberlância/MG.

O mandado é decorrente de processo penal em que o preso é acusado por extorsão mediante sequestro e associação criminosa, referente a um sequestro de um gerente e funcionário da Caixa Econômica Federal, crime ocorrido em março 2003, em Araguari/MG.

O preso também já teve outras condenações, inclusive a 47 anos de reclusão pelo planejamento e execução do furto ao Banco Central em Fortaleza/CE, bem como ocultação do dinheiro furtado em uma residência no bairro Mondubim, em Fortaleza/CE.  No ano de 2005, o suspeito foi preso em Fortaleza na posse de mais de R$ 12 milhões, oriundos do furto ao Banco Central, já tendo sido encarcerado em penitenciárias de segurança máxima. 

O homem foi encaminhado ao sistema prisional e está à disposição da Justiça Federal.

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 3392-4867/4947

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF cumpre 37 mandados em três Estados e a apreensão de 122 bens de grupo dedicado ao tráfico internacional de drogas

Publicado


Porto Alegre/RS – A Polícia Federal deflagrou hoje (7/12) a Operação Geminus, para desarticular organização criminosa dedicada ao transporte de cocaína do Mato Grosso do Sul para o Rio Grande do Sul.

Policiais federais cumprem 11 mandados de prisão preventiva e 29 de busca e apreensão, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Também são executadas ordens judiciais para o sequestro de 52 imóveis e de 70 veículos, entre automóveis, jet skis, caminhões, carretas e tratores, e o bloqueio de valores em contas bancárias de 33 pessoas físicas e jurídicas envolvidas. Os bens a serem sequestrados estão estimados em 50 milhões de reais.

A investigação apurou que organização criminosa, comandada por núcleo familiar estabelecido nos municípios de Deodápolis (MS) e Viamão (RS), utilizava o agronegócio e outras atividades econômicas formais como fachada para ocultar os valores obtidos com o tráfico internacional de drogas, principalmente de cocaína.

O grupo transportava a droga oculta em caminhões, a partir da fronteira do Mato Grosso do Sul, para uma propriedade rural no município de Viamão (RS), de onde era distribuída para traficantes locais do Rio Grande do Sul, principalmente das regiões de Porto Alegre e Vale dos Sinos. Durante as investigações, iniciadas em agosto de 2019, a Polícia Federal apurou que a organização criminosa movimentou 5 toneladas de cocaína em um ano.

Os valores obtidos com o tráfico de drogas eram inseridos na economia formal através de simulação de prestação de serviço de transporte, declaração de produção de grãos inexistente, atividade pecuária na região de Deodápolis, empresa de locação de máquinas e equipamentos para a construção e outras aquisições de bens móveis e imóveis em nome de terceiros.

Os crimes investigados na Operação Geminus são tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Locais dos mandados de prisão:

Porto Alegre/RS: 01

Capão da Canoa/RS: 01

Taquara/RS: 02

Dourados/MS: 02

Maracaju/MS: 01

Deodápolis/MS: 02

Florianópolis/SC: 01

Camboriú/SC: 01

Locais dos mandados de busca e apreensão:

Porto Alegre/RS: 02

Viamão/RS: 01

Capão da Canoa/RS: 02

Taquara/RS: 02

Parobé/RS: 01

Florianópolis/SC: 01

Camboriú/SC: 02

Itajaí/SC: 01

Ponta Porã/MS: 02

Dourados/MS: 09

Maracaju/MS: 02

Deodápolis/MS: 04

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul

[email protected] | www.pf.gov.br

(51) 3235-9005/99717-3040

*** A operação foi denominada Geminus, pois dois integrantes do alto escalão da organização investigada são irmãos gêmeos idênticos, sendo que um deles gerencia os negócios ilícitos no Rio Grande do Sul e o outro no Mato Grosso do Sul.

Continue lendo

Polícia Federal

PF deflagra Operação Influência para investigar fraudes em licitações no Pará

Publicado


Belém/PA – Nesta terça-feira (7/12), a Polícia Federal deflagrou a Operação Influência que tem como objetivo investigar crimes licitatórios no Município de Maracanã/PA. Participaram da ação o efetivo de 16 policiais federais. O Juízo da Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Castanhal/PA expediu 5 mandados de busca e apreensão, sendo 4 mandados em Belém/PA e 01 em Salinópolis/PA.

As investigações foram iniciadas em janeiro de 2020, a partir de suspeitas de fraudes em contratação de empresa recém-constituída, em janeiro de 2019, pela Prefeitura de Maracanã/PA. Ela a contratou diretamente, por inexigibilidade de licitação. A instituição, que nunca tinha participado de outras licitações, foi selecionada para a prestação de serviços de consultoria e capacitação nas áreas de educação e saúde.

As apurações revelaram superfaturamento de preço, mediante a contratação com superdimensionamento de objeto. Tendo em vista que o contrato celebrado previa palestras para 30 pessoas, foi verificado que a média de participantes girava em torno de 18 pessoas. O uso de documento ideologicamente falso era usado para comprovação de gastos na prestação do serviço, além de inexecução de parte do contrato.

Os envolvidos são investigados pelo crime de fraude a licitação. Este, previsto no artigo 89 da Lei 8.666/93, com pena prevista de 3 a 5 anos de detenção.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Contato: 91 98586-5044
Email: [email protected]

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana