conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal coordenará os trabalhos de polícia judiciária eleitoral no Centro Integrado Nacional de Comando e Controle das Eleições 2020

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública assinaram nesta sexta-feira (16/10) um Acordo de Cooperação Técnica para o ingresso da PF no Centro Integrado Nacional de Comando e Controle das Eleições 2020. A PF atuará como coordenadora dos trabalhos de polícia judiciária eleitoral na prevenção e repressão aos crimes eleitorais.

A assinatura foi feita durante evento que marcou o início da Operação Integrada Eleições 2020, realizado no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O encontro contou com a presença do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e do diretor-geral da Polícia Federal, Rolando de Souza.

A PF irá atuar de maneira integrada com todas as secretarias de segurança pública do País e outros órgãos federais, estaduais e municipais envolvidos na organização e segurança das eleições. No CICCN será monitorado, em tempo real, possíveis ocorrências durante a realização dos dois turnos das eleições.

Além de atuar no dia das Eleições, a Polícia Federal tem instaurado diversas investigações de combate a crimes eleitorais. É o caso da Operação Fake SMS, deflagrada nesta sexta-feira, para investigar a contratação de serviços de disparo automático de mensagens via aplicativo de mensagens, para fins eleitorais no Piauí.

Ainda hoje, policiais federais deflagraram também a Operação Marquetagem, no Ceará, com o objetivo de investigar, entre outros ilícitos, crimes eleitorais apontados em colaboração premiada de um grande grupo empresarial. E, no estado do Mato Grosso,  a Operação Ravana, com o objetivo de apurar a disseminação de desinformações difamatórias em desfavor de candidatos políticos por meio de grupos em aplicativos telemáticos.

Nesta semana, a Polícia Federal também deflagrou a Operação Fake Adress, para investigar transferências de domicílio eleitoral com utilização de comprovantes de endereço falsificados, realizadas dentro da Câmara Municipal de Vereadores de Pinhais/PR.

 

Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal

Contato: 61 2024-8142

[email protected]

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal combate trabalho escravo no Pará e na Bahia

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal participou, no período de 3 a 24 de outubro, de operações de repressão ao trabalho escravo em apoio ao Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM), uma força tarefa de repressão ao trabalho escravo que conta com a participação da PF, MPT e SIT.

Foram realizados os resgates de 5 trabalhadores no Estado do Pará e de mais 37 trabalhadores no Estado da Bahia.

O resgate no Pará ocorreu no município de Portel/PA, na Ilha do Marajó, local de difícil acesso em que a equipe policial, e demais integrantes da fiscalização, tiveram que navegar durante 3 dias pelos rios Pará e Flechal para chegarem ao local onde os trabalhadores foram encontrados em péssimas condições de vida e de trabalho.

Já no Estado da Bahia, o resgate ocorreu em Várzea Nova, Jacobina e Mulungu do Morto, áreas de produção de sisal, atividade tradicional no centro norte baiano.

Entre os trabalhadores resgatados havia um idoso de 67 anos que recebia, semanalmente, ínfimo rendimento, tendo revelado que nunca recebeu os direitos trabalhistas.

O resgate, em ambos os Estados, foram realizados em razão das condições degradantes existentes e pelas precárias condições de trabalho, vida e moradia encontradas, além da constatação da exploração econômica e do risco à integridade física dos resgatados.

Os responsáveis foram notificados a regularizar a situação dos trabalhadores, quitando as verbas salariais, rescisórias e demais direitos trabalhistas, além do dano moral individualmente estipulado.

A Polícia Federal, em conjunto com as instituições parceiras, ao longo desse ano, vem intensificando a sua atuação no combate ao crime de redução à condição análoga à de escravo, efetuando operações policiais voltadas a reprimir essas violações de direitos humanos e a efetuar o resgate das vítimas.

 

Comunicação Social da PF
61 2024 8142

Continue lendo

Polícia Federal

PF, em ação integrada, apreende mais de uma tonelada de cocaína

Publicado


Vilhena/RO – Na sexta-feira (23/10), em uma ação integrada entre POLÍCIA FEDERAL, CIOPAER/MT, GEFRON/MT, PM/MT e SAEG/GO, foi apreendida mais de uma tonelada de cocaína e uma camionete.

A ação policial contou com a participação de mais de 30 policiais dos estados de Mato Grosso, Rondônia e Goiás, além de um helicóptero e diversas viaturas por terra.

A apreensão da droga aconteceu em uma região de mata nas proximidades da divisa de Mato Grosso e Rondônia, bem como da fronteira entre Brasil e Bolívia.

A Polícia Federal informa que seguem investigações a fim de identificar todos os envolvidos no crime, que responderão pela prática de tráfico internacional de drogas e, também, por integrarem organização criminosa, além de outros crimes que sejam verificados.

As drogas hoje já seguem procedimento para sua destruição, nos termos da legislação vigente.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO

Contato (69) 3216-6242

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana